Os 3 livros que Bill Gates indicaria para empreendedores

Obras atuais e tradicionais indicadas pelo fundador da maior empresa de softwares do mundo, a Microsoft

Com o início do inverno e para alguns, época de férias, os livros podem se tornar ótimas companhias para as tardes frias de Julho. Para acertar em cheio na escolha das obras que irão acompanhar esses dias, trouxemos 3 de indicações do próprio Bill Gates. Escolha um, dois ou os três e boa leitura!

 

1 – Hyperbole and a half (Allie Brosh)

Criadora do blog “Hyperbole and a half”, Allie conquistou milhares de fãs americanos com narrativas sobre a própria infância e sua forma de tratar a ansiedade. O best-seller reuniu as histórias mais populares entre os leitores e traz reflexões com bom-humor e inteligência.

Porque Bill Gates recomendou:

Você vai lê-lo em 3 horas, no máximo, mas depois ficará com o desejo de que ele fosse maior. Eu interrompi minha esposa uma dúzia de vezes para compartilhar algum trecho que me fez rir em voz alta.

 


2 – A magia da realidade (Richard Dawkins)

Um dos mais famosos estudiosos sobre evolução, Richard Dawkins, produziu um livro esclarecendo fenômenos naturais do ponto científico. São abordados assuntos como a idade do universo, qual a causa de um tsunami e outras investigações que atraem o leitor para uma descoberta interessante e desafiadora.

Porque Bill Gates recomendou:

É um engajador e bem ilustrado livro científico que compila respostas de grandes questões. Também é um convite para leitores de todas as idades se aproximarem de mistérios tratados com exatidão e curiosidade.

 


3 – Como mentir com a estatística (Darrell Huff)

A estatística pode ser usada de uma forma confusa para justificar informações que não são apresentadas exatamente como deveriam. Para aprender a identificar esses casos, Darrell Huff mostra os recursos mais usados e ensina como nos prevenir contra os erros mais comuns cometidos em nome da ciência.

Porque Bill Gates recomendou:

Um dos capítulos nos mostra como recursos visuais podem ser usados para exagerar tendências e distorcer comparações – um lembrete pontual, dada a frequência de infográficos exibidos no feed de notícias do Facebook e do Twitter atualmente.

2019-12-20T12:25:06-03:00julho 6th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |
Ir ao Topo