Início/2015/agosto

Dica de leitura “A Bíblia de Vendas”

Considerado o melhor livro de vendas já publicado, a Bíblia de Vendas tornou-se um clássico no mercado editorial

 

Saiba Mais - Livros - A Bíblia de Vendas – Revista e Atualizada - www.mbooks.com.br.clipular

 

Empresas e vendedores estão sempre à procura de técnicas e métodos comprovados que proporcionem aumento nas vendas e fidelização de clientes. Estas informações, estão no best seller “A Bíblia de Vendas”, repleto de informações práticas e aplicáveis para melhorar a performance de vendas.

 

Baseado nos princípios da educação e treinamento em vendas – com resultados comprovados – o livro proporciona os conhecimentos necessários para atingir metas e resultados almejados, através de conceitos e praticas de mercado.

 

 

Fonte: Editora M.Books

2019-12-20T12:23:08-03:00agosto 31st, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

O que preciso saber para me tornar um revendedor?

Conheça os princípios básicos para começar uma carreira de sucesso

 

Empreender. Parece uma palavra reservada apenas para grandes gênios, criadores de invenções revolucionárias e empresários de sucesso. Ao contrário de todo esse significado de “grandeza”, empreender é algo que começa com um passo muito simples: colocando ideias em prática e aproveitando oportunidades que o mercado oferece. Uma oportunidade que você pode aproveitar para empreender, é tornar-se um revendedor direto. Se você ainda tem dúvidas sobre como começar, trouxemos recomendações estratégicas para quem é “calouro”. Confira:

 

Quais as perguntas certas para fazer ao cliente?

Entenda a necessidade ou o desejo do cliente. Parece óbvio, não é? Muitas vezes pode ser um pouquinho mais complicado: um cuidado muito importante no momento da venda, é fazer com que o cliente sinta-se confortável, e não como um “alvo”. Para evitar uma situação de pressão, mostre os benefícios do seu produto de forma natural e observe quais as características que mais chamam a atenção do seu cliente. Além disso, ouça atentamente – ninguém gosta da sensação de não ser tratado com a atenção merecida.

 

Como mostrar domínio do assunto?

Apresente as informações de forma simples e amigável. Lembre-se que uma das principais vantagens competitivas da venda direta é o relacionamento, portanto, o tratamento que vai apresentar o melhor resultado é aquele que você usaria para conversar com um amigo. A construção de uma conexão é importante para conquistar e fidelizar o cliente.

 

Como atrair a atenção do cliente?

O meio mais convencional e eficaz para atrair a atenção de alguém, é trazer uma situação em que o outro identifique-se com o seu assunto. “Identificar-se” nesse contexto, significa trazer algo que seja comum, que pertença a rotina ou aos hábitos daquela pessoa, para que ela possa reconhecer. Para fazer isso, aplique os benefícios do seu produto num contexto onde seja possível acontecer esse reconhecimento. Você pode imaginar uma situação que incomoda o cliente e apresentar a solução através do seu produto em seguida.

 

No momento da venda, pense em você como um guia que direciona o cliente para a solução que ele procura. As pessoas não consomem produtos sem um motivo: sempre haverá uma necessidade ou um desejo a ser suprido, e durante esse caminho, vocês podem descobrir novos desejos que trará facilidades e/ou conforto. Encarregue-se dessa missão!

 

Leia também: Primeiros passos na venda direta

2019-12-20T12:23:42-03:00agosto 28th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |

A Chave para o Sucesso de Vendas Diretas

O que um conto chinês tem para ensinar sobre paciência e persistência

 

Você conhece a história do bambu chinês? Muito usada para ilustrar a perseverança de empresários, o conto fala sobre uma semente de bambu que foi plantada e cultivada cuidadosamente todos os dias. Durante o primeiro ano, nada acontece, e assim permanece pelos 4 anos seguintes. Quando o quinto ano chega, a semente de bambu (que continua sendo cultivada da mesma forma) começa a crescer – ela atinge mais de 20 metros em apenas 6 semanas! A dúvida é: ela cresceu por 5 anos ou por 6 semanas?

 

Se em algum momento o “cultivador” do bambu acreditar que ela não irá nascer, ou simplesmente resolver cavar a terra para saber o que está acontecendo com a semente, um incrível resultado será perdido. Seu trabalho com a venda direta pode ser parecido com este conto, afinal, você se dedica, “cultiva” um enorme esforço e espera colher os resultados desse trabalho. Algumas vezes você já teve a sensação de que nada acontecia?

 

É comum isso também acontecer com milhares de profissionais que cuidam do próprio negócio. Além da própria dúvida, pessoas próximas podem aconselhar que você desista desse trabalho, porque ele está demorando muito para dar resultados. Como no conto chinês, você não poderá saber se os frutos estão para chegar se não permanecer firme, trabalhando constantemente para alcançar seus objetivos.

 

Desistir no meio jornada é desperdiçar todo o esforço que foi empreendido anteriormente! O que diferencia o caminho entre o sucesso e o fracasso é justamente a persistência – permanecer confiante e trabalhando com a mesma dedicação. Se voltar atrás, você provavelmente não encontrará um resultado positivo, mas se seguir em frente, terá a chance de continuar a procura pelo sucesso.

2019-12-20T12:23:49-03:00agosto 24th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Amway fala sobre relacionamento com revendedores

Diretora de recursos humanos conta detalhes sobre gestão de pessoas

 

A Amway é atualmente a maior empresa de vendas diretas de acordo com o Relatório Global de Vendas Diretas, publicado pela World Federation of Direct Selling Associations  neste ano. A diretora de recursos humanos da Amway, Kelly Savage falou em entrevista para a Direct Selling News, sobre algumas experiências que a ajudaram a entender melhor a dinâmica da gestão de uma equipe de revendedores. Confira alguns dos principais trechos:

 

A nossa concorrência não está necessariamente vindo de dentro de venda direta.

 

Kelly estava falando sobre o processo de retenção de talentos. Trabalhar com uma boa equipe, que entende o cenário do mercado pode ajudar a ter mais chances de sucesso, já que a concorrência para quem trabalha com venda direta nem sempre são produtos que competem nessa categoria. Ela fala sobre sua primeira entrevista com o presidente da Amway, lembrando que “imediatamente eu o abracei e entendi que naquele momento teria um público cativo de empresários para trabalhar. Quão poderosa seria essa equipe?”

 

Assumindo que um novo revendedor aceitou a oportunidade de trabalhar com você, como fazer para que ele tenha a visão da sua empresa?

 

Na Amway, os novos revendedores são incentivados a não ceder a pressão e apenas ouvir. “Ficamos com eles em campo o mais rapidamente possível para que eles possam começar a entender o negócio”, diz Savage. A diretora explica que a expressão “as pessoas não deixam as empresas e sim os gestores” faz todo o sentido para eles e esse pensamento incentiva a contratação de uma liderança forte, que envolve e guia a equipe de revendedores para fazer com que os recém-chegados sintam-se confortáveis e os veteranos continuem engajados.

 


 

Independentemente de onde você encontrar o seu próximo líder, ele provavelmente foi um revendedor antes. Os vendedores diretos que vão liderar esta indústria para o futuro são aqueles que nunca param de atrair, desenvolver e nutrir sua própria equipe. Isso não só faz sentido na venda direta, como em qualquer negócio.

 

Para ler a entrevista completa, clique aqui (texto publicado originalmente em inglês).

2019-12-20T15:12:02-03:00agosto 21st, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Vendas diretas atingem R$ 41,66 bilhões em volume de negócios em 2014

Setor congrega, aproximadamente, 4,5 milhões de revendedores diretos

O estudo de dimensionamento do mercado de venda direta, realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), mostra que o setor atingiu R$ 41,66 bilhõesem volume de negócios em 2014 – crescimento de 0,2% em relação ao ano anterior – entre empresas associadas e não associadas à ABEVD. Ainda segundo o estudo, o número de revendedores diretos – profissionais autônomos atuantes – segue estável com, aproximadamente, 4,5 milhões de pessoas.

De acordo com a pesquisa Consumer Insights, da Kantar Worldpanel, em 2014, observou-se uma mudança no comportamento do consumidor brasileiro que optou por compras planejadas e de abastecimento como alternativa de maximizar seu gasto total.

Comparando os resultados ao longo do intervalo de 2010 a 2014, o setor de vendas diretas apresentou um crescimento constante de 6,8% (CARG) e um acumulado de 30%.

imagem abevd

Metodologia: Desde 2013, a ABEVD utiliza uma nova metodologia para o dimensionamento do mercado. Além do painel imputado pelas empresas associadas, considera dados setoriais e balanços de não associadas, estimativas da consultoria SD&W e outras fontes como Bacen e IBGE.

Diante desse cenário, a ABEVD aposta na diversificação para impulsionar o setor e torná-lo cada vez mais atrativo para pessoas com perfil empreendedor. “A perspectiva para desenvolver o segmento e expandir o volume de negócios em 2015 é atrair cada vez mais pessoas que queiram empreender na venda direta e incentivar que empresas de diferentes categorias adotem o modelo das vendas diretas”, afirma Roberta Kuruzu, diretora executiva da ABEVD. Além de cosméticos, que representam cerca de 90% das categorias de produtos comercializados por meio da venda direta, artigos de moda, produtos de nutrição, livros, produtos de limpeza, produtos para pet, pacotes de viagem e cursos online são alguns exemplos de categorias comercializadas pelas empresas associadas.

Sobre a ABEVD

A Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 1980 com o objetivo de promover a e desenvolver as Vendas Diretas no Brasil. Com mais de 65 empresas associadas dos mais diversos setores, a ABEVD busca essencialmente a prática da relação saudável entre consumidores e revendedores e o oferecimento de produtos de alta qualidade por um preço competitivo e alinhado com as necessidades dos clientes. A venda direta é um sistema de comercialização de bens de consumo e serviços baseado no contato pessoal entre vendedores e compradores, fora de um estabelecimento comercial fixo.

Todas as suas ações são apoiadas nos Códigos de Ética das Vendas Diretas e que contém disposições relacionadas à conduta das empresas nos relacionamentos com os vendedores diretos, assim como no relacionamento entre as próprias empresas e consumidores e visam contribuir para a promoção da concorrência leal, respeitando a livre iniciativa e melhorar a percepção da sociedade sobre a Venda Direta como sendo uma oportunidade de trabalho e geração de renda.

Os Códigos de Ética da ABEVD estão alinhados com o Código de Ética mundial adotado pela WFDSA – World Federation of Direct Selling Associations, da qual é associada. Para mais informações acesse – www.staging7.abevd.org.br

Informações para a Imprensa

G&A Comunicação Empresarial
Marcela Villa  – [email protected]  |   +55 (11) 3037-3214
Rogério Gama – [email protected] | +55 (11) 3037-3219

2019-12-20T11:25:59-03:00agosto 17th, 2015|Categories: ABEVD News|Tags: |

Você está compartilhando seus objetivos de vendas diretas com sua equipe?

Demonstre apoio e compartilhe seus planos ao mesmo tempo

 

Você também se pergunta como manter toda a sua equipe atualizada sobre as conquistas e metas para o mês ou para o ano? A consultora Julie Anne Jones publicou recentemente em seu blog uma dúvida recebida na sua Fanpage de uma consultora pedindo orientações de como transmitir resultados positivos sem parecer estar “gabando-se” das conquistas. Julie respondeu:

 

Para atualizar e motivar sua equipe, informe-os sobre quais são os objetivos coletivos e não apenas quais foram as realizações do último período.

 

 

Em outras palavras, em vez de dizer a sua equipe sobre quanto dinheiro você está fazendo, compartilhe um objetivo ainda não alcançado no qual você esteja trabalhando: “Meu objetivo é vender pelo menos 8 kits até o final da próxima semana. Eu já consegui vender 6, então estou trabalhando em mais 2.”

 

As perguntas que devem ser feitas são:

  • qual o seu objetivo total?
  • onde você está agora?
  • o que você precisa fazer para alcançar o seu objetivo?

 

Dessa forma, você estará compartilhando não só seus objetivos, como o seu próprio esforço e apoio. É uma forma de aproximar sua equipe, mostrando que você também tem suas próprias metas e trabalha para alcançá-las – seu time se identificará com muito mais facilidade. Um líder de vendas diretas que compartilha uma direção e uma visão com sua equipe, estimula o trabalho de todos.

 

Para construir um relacionamento positivo, ofereça algum tipo de incentivo para que todos compartilhem seus objetivos e ofereçam apoio uns aos outros. Uma forma de manter todos conectados é criar um grupo privado no Facebook ou no WhatsApp, por exemplo. E não se esqueça: seu time tem as pessoas que melhor podem falar como você pode demostrar mais apoio e suporte!

2019-12-20T15:12:03-03:00agosto 17th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |
Ir ao Topo