Início/2016/janeiro

Como vender mais para os meus clientes?

Entenda como agregar valor à experiência de compra e aumentar o tíquete médio de vendas

Fazer com que o cliente se encante pelos serviço e pelos produtos faz parte da rotina de um bom vendedor. Mas como agregar valor à essa relação e, ainda, melhorar os resultados de vendas?

Antes de qualquer coisa, é preciso entender que as pessoas compram mais do que objetos, elas compram pelo o que o objeto representa para elas e o que ele tem a oferecer. Assim sendo, quanto melhor a experiência de compra, maiores as chances do consumidor levar mais de uma mercadoria.

Por isso, ative novas necessidades e ofereça uma consultoria especial para que seus clientes sintam-se à vontade para fazer mais compras. Evite “empurrar” mercadorias aleatórias, entenda os fatores que motivaram a primeira compra e ofereça opções complementares. Assim, é possível satisfazer os desejos do consumidor e aumentar o seu tíquete médio de vendas.

Clique aqui e confira a dica de Mario Rodrigues, especialista do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas), na íntegra.

2019-12-20T14:59:37-02:00janeiro 29th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , |

Dica de Leitura: O vendedor consultor

Conheça as habilidades necessárias para agregar valor às suas vendas

Cada vez mais os vendedores consultivos são valorizados no mercado. No entanto, mais do que mostrar interesse pelos desejos dos clientes e proporcionar momentos de compra exclusivos, para atuar nesse segmento é preciso conhecimento, planejamento e estratégia. Pensando nisso, a obra “O vendedor consultor” apresenta os processos de pré-venda e as habilidades que são indispensáveis para um bom vendedor consultor.

Em sua obra, Luiz Carlos Souza ressalta que, além de compreender os aspectos que envolvem os clientes, é preciso estar mais atendo ao mercado fornecedor e ao mercado concorrente para ser bem sucedido nessa profissão.

Fonte: Livraria Cultura

2019-12-20T14:59:37-02:00janeiro 27th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , |

Números da ABEVD mostram estabilidade no volume de negócios nas vendas diretas em 2015

Segundo levantamento da associação, número de revendedores diretos registrou aumento 3,6% em comparação ao ano anterior

 

São Paulo, 27 de Janeiro de 2016 – Segundo levantamento dos dados consolidados do setor, realizado pela ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas), o setor registrou R$ 41,3 bilhões em volume de negócios em 2015. Mesmo diante de um cenário econômico adverso, considerando as variações negativas do PIB (estimada em -3,6%) e consumo privado (-3,8%), o resultado apresentado mostrou estabilidade em comparação com o período anterior, com leve contração de 0,8% no período de janeiro a dezembro.

Com relação ao número de revendedores – profissionais autônomos atuantes – o segmento apresentou crescimento de 3,6%, em comparação com 2014, e fechou o ano com aproximadamente 4,6 milhões de consultores no país. “O setor de vendas diretas tem se mostrado receptivo e atraente para absorver cada vez mais pessoas, pois possibilita oportunidades reais para quem deseja empreender e também se mostra uma importante alternativa de renda”, explica Roberta Kuruzu, diretora executiva da ABEVD.

“Apesar do consumo privado e o PIB terem registrado quedas acentuadas em 2015, o volume de negócios na atividade de vendas diretas se manteve estável, o que representa um bom resultado tendo em vista a situação macroeconômica do Brasil no ano de 2015”, salienta Kuruzu.

2016-01-27T09:00:38-02:00janeiro 27th, 2016|Categories: Sem categoria|

Mercado de vendas diretas se rende ao conceito omnichannel

Entenda o novo comportamento do consumidor e ofereça diferenciais em suas vendas

Com o avanço das facilidades proporcionadas pela tecnologia, o mercado de vendas diretas buscou alternativas para adaptar-se à nova realidade. Nesse cenário de mudanças, o conceito omnichannel transformou-se em uma excelente alternativa para o setor.

O reforço na hora da venda é configurado a partir da realidade das tecnologias digitais móveis, ou seja, prevê um envolvimento maior entre quem vende, que precisa prestar um atendimento de excelência presencialmente ou no mundo digital, e quem compra, pessoas ávidas por conveniência, com poder de compra e aderência às novidades.

Dessa forma, o revendedor direto precisa utilizar os potenciais oferecidos pelas redes sociais para proporcionar experiências de pré e pós-venda. Não há mais espaço para a distinção da qualidade das relações e das experiências em diferentes ambientes. Seja no mundo virtual ou nas relações pessoais, a excelência é essencial.

Um estudo feito pela IBM classificou os consumidores omnichannel em quatro tipos distintos, confira:

  • 19% dos consumidores entrevistados praticamente não usam tecnologia para fazer compras.
  • 40% usam as mídias sociais, a geolocalização e a mobilidade para pesquisar informação, mas não as usam para a compra dos produtos.
  • 29% usam as mídias sociais, a geolocalização e a tecnologia de mobilidade para pesquisar produtos e realizar compras de bens.
  • 12% foram classificados como exploradores e pioneiros. Eles usam essas novas tecnologias de forma massiva em todos os canais, inclusive para a escolha da empresa ou marca.

Além disso, o estudo identificou as principais prioridades dos consumidores omnichannel:

  1. Preço consistente entre os diversos canais.
  2. Capacidade de envio de itens “fora de estoque” na loja, diretamente para a sua casa.
  3. Opção de tracking de seu pedido.
  4. O mesmo portfólio de produtos, consistente em todos os canais.
  5. Capacidade de devolução de compras realizadas on-line, na loja física.

Sabendo disso, é preciso manter-se informado e se preparar para lidar com um cenário de compartilhamento intenso de opiniões e novidades, em que a internet é um ambiente de troca de experiências e aprendizado em relação aos produtos e marcas.

Fonte: Matteria

2019-12-20T14:59:37-02:00janeiro 26th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , |

O que podemos aprender com as vendedoras independentes?

Relacionamento é base para o sucesso nas vendas

As facilidades proporcionadas pelas vendas diretas auxiliam muitos revendedores a conquistarem a independência financeira por meio de uma atividade independente, que possibilita diferentes formas de atuação e crescimento profissional em um mercado em permanente expansão.

Para quem está começando no setor, algumas estratégias e posicionamentos são fundamentais para aumentar as vendas, conquistar clientes e consolidar a atuação no setor. Nesse contexto, é fundamental estabelecer contato com profissionais que atuam a mais tempo com vendas diretas.

É importante estabelecer uma rotina que possibilite, ao longo do tempo, a identificação das necessidades de cada cliente, viabilizando uma relação mais próxima e próspera para quem compra e para quem vende. Pensando nisso, separamos alguns ensinamentos das vendedoras independentes. Confira:

  • Jornada de trabalho: estabeleça uma rotina diária para se dedicar às vendas.
  • Por onde começar: comece oferecendo os produtos para amigos, parentes, no trabalho, na faculdade. Aproveite o seu círculo social para ampliar horizontes e oferecer os seus produtos.
  • Catálogos e folhetos: deixe catálogos com seu nome e telefone em locais estratégicos de vendas. Além disso, invista na divulgação dos seus serviços em seu bairro e ofereça brindes para conquistar a clientela.
  • Espaço para vendas dentro de casa: crie um espaço agradável para receber os clientes na sua casa.
  • Marketing pessoal: durante as vendas, esteja bem arrumada e use os produtos que vende. Utilize, também, as redes sociais e os meios de comunicação para se aproximar do público. Lembre-se: você é o seu marketing!
  • Kits: para não ter prejuízos, faça ações promocionais com os produtos que encalharam. Aproveite para organizar um evento em que é possível apresentar os kits e os últimos lançamentos.
  • Atendimento ao consumidor: se o consumidor identificou algum problema com o produto adquirido, ajude-o a efetuar a troca ou reclamar no SAC.Assim, você estabelecerá uma relação de confiança..

Fonte: Sebrae 

2019-12-20T12:20:35-02:00janeiro 22nd, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |

Case Avon: Beleza que faz sentido

Com mais de 1,5 milhão de revendedoras no Brasil, Avon pretende empoderar a mulher

Há 59 anos no mercado brasileiro, a empresa que tem a sua história muito atrelada ao nosso país é tida como “mais brasileira das multinacionais”, de acordo com o vice-presidente de marketing comercial da empresa, Ricardo Patrocínio, que explica: “A história da Avon se confunde com a história do cosmético no Brasil, elas andam em paralelo. Existe essa sensação de que é uma empresa brasileira, mas é americana”, em entrevista feita para a Propmark.

Porém, a importância do mercado brasileiro não pode ser ignorada pela empresa, são mais de 1,5 milhão de revendedoras, além da liderança em vendas na categoria maquiagem. “O Brasil é a maior operação da Avon no mundo e isso faz a gente investir aqui, desenvolvendo linhas específicas”, declara Patrocínio. Com a quantidade de autônomas que vendem produtos da marca, a organização acaba chegando em lugares onde outras não chegam.

Em junho de 2015, foi lançada a campanha “Beleza que faz sentido“, que é “uma jornada rumo a um conceito de beleza plural, tendo como protagonistas mulheres reais, representadas por nossas revendedoras”, conceitua o hotsite da campanha. Mais do que falar sobre a beleza, a ação conta, por meio de histórias, exemplos inspiradores como “recorte no universo de possibilidades de empoderamento feminino“.

Uma das formas de dar esse poder para as mulheres é por meio da sua independência financeira. “A Avon tem uma combinação perfeita que chamamos de ciclo da beleza. Nós temos produtos de qualidade, que transformam a vida das pessoas a partir da valorização da autoestima. A venda desses cosméticos é feita através de revendedoras autônomas que conquistam o próprio lucro e definem o quanto querem ganhar”, explica o VP de marketing comercial e completa: “Quando a mulher tem essa autonomia, ela encoraja outras mulheres. É isso que chamamos de ciclo de beleza”.

De acordo com Patrocínio, o propósito da Avon é divulgar a beleza para além do glamour.  E a campanha coloca a revendedora no centro da ação, como um exemplo de vida. “É importante ressaltar que esse não é um posicionamento de bandeira, mas sim de reforçar a equidade de gênero. Isso já é tão natural nosso, que acaba se confundindo. É da essência da empresa”, ressalta.

Fontes: Propmark e Beleza que faz sentido.

2019-12-20T15:10:30-02:00janeiro 20th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Explore o potencial das redes sociais para as vendas

Descubra como a internet pode auxiliar o relacionamento com seus clientes

Já pensou em utilizar as redes sociais para melhorar o relacionamento e engajar os seus clientes? Ampliar as experiências de compra por meio das mídias digitais é uma ótima maneira de prolongar momentos de encanto, de entender as necessidades e de monitorar as manifestações de interesses e de opiniões e dos consumidores.

Além de criar um canal de suporte e de rápido atendimento, as redes sociais transformam-se em fóruns de discussão e ambientes de troca de informações, onde os seus serviços e produtos podem alcançar novos clientes potenciais.

Para explorar o potencial das redes sociais como ferramenta para aumentar e melhorar as experiências de compra e venda é preciso atentar-se aos detalhes, por isso, separamos algumas dicas para você, confira:

  • preste atenção nos comentários ou perguntas sobre sua empresa;
  • certifique-se de que você está compartilhando seus posts com sua lista de contatos;
  • procure oportunidades para surpreender e encantar seus clientes;
  • monitore o comportamento de seus clientes;
  • planeje estratégias para promover seu serviço;
  • promova pesquisas de satisfação do cliente após as vendas;
  • mantenha o controle de menções sobre seu negócio nas mídias sociais;
  • aproveite a oportunidade para gerar novos negócios.

Fonte: Hubpost 

2019-12-20T14:59:38-02:00janeiro 18th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , , |

Supere a crise e faça a projeção de seu negócio

Em 2016, transforme suas vendas com planejamento estratégico

O último ano foi marcado por instabilidades na economia brasileira, mesmo assim, as vendas diretas se destacaram e auxiliaram muitas famílias a superarem o período de crise. Nesse momento de recuperação, é preciso planejar as novas vendas e, para isso, as ferramentas de gestão de negócios e as planilhas de projeção de resultados são fundamentais para que os revendedores continuem crescendo no setor.

Mais do que estabelecer um planejamento estratégico para as suas vendas, as planilhas de projeção facilitam a identificação dos produtos que geram mais receita, com uma estimativa de vendas de unidades por mês e o valor de cada unidade, facilitando, assim, as encomendas e a pronta-entrega dos produtos para os clientes.

Mas como utilizar essas ferramentas? Por onde começar a organizar as vendas? Veja como:

  1. Avalie as fontes de renda e revise os números das vendas anteriores, assim, fica mais fácil determinar os melhores ciclos em que suas vendas acontecem.
  2. Analise o mercado e identifique oportunidades de atuação. Esteja em sintonia com seu público-alvo e trabalhe para suprir suas necessidades, por meio de experiências de excelência e encanto que lhe renderão novos negócios no futuro. Ou seja, planeje ações com foco na fidelização de seus clientes.
  3. Decida qual é a melhor forma de promover seus produtos e serviços, inclua no seu planejamento a estimativa de pessoas que deseja alcançar com as suas ações, seja por meio das redes sociais, por ações promocionais e do serviço de consultoria exclusivo. Tenha em mente a forma como você deseja trabalhar e o que precisa para colocar o projeto em prática.
  4. Seja otimista, mas entenda que a projeção de vendas ajuda a garantir uma visão real e completa dos negócios, além de mais segura.
  5. Saiba exatamente o que você venderá e garanta maior estabilidade e mais chances de consolidação no mercado.

Fonte: Endeavor, Guia Empreendedor e WikiHow

2019-12-20T14:59:39-02:00janeiro 15th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |