WFDSA reúne associadas para debater o setor

Série de eventos discutiu novidades e tendências para as vendas diretas

A ABEVD esteve recentemente representando o Brasil em diversos encontros promovidos pela World Federation Of Direct Selling Associations (WFDSA) e Direct Selling Association nos Estados Unidos e Suécia com o objetivo de debater as últimas tendências e números do setor. Além disso, foram alinhados novos estudos, dados e pesquisas com as associadas para que possam definir planos e estratégias.

Entre os destaques, foram discutidos estudos sobre economia colaborativa, como lidar e quais as perspectivas sob o ponto de vista das empresas. “Hoje uma realidade, a economia colaborativa já se faz presente no mercado brasileiro, e a venda direta sempre esteve inserida nesse conceito de relações e interações com base na confiança e recomendação”, diz Roberta Kuruzu, diretora executiva da ABEVD e que esteve presente aos eventos. “A venda direta já nasceu social”, continua.

Outra tendência é a observação de uma mudança de pensamento nos mais jovens, principalmente americanos, hoje em busca de independência e flexibilidade do trabalho autônomo. “Os Millennials, como são chamados, procuram mais significado naquilo que fazem e as vendas diretas sempre estiveram à frente de todas as mudanças. O pensamento do setor é se dedicar para receber esses novos representantes”, conclui Roberta.