Cobizz online | Venda Direta é a profissão do futuro

Venda Direta é a profissão do futuro

Como uma atividade que existe desde o século 19 pode ser tão atual e promissora nos dias de hoje

Foi-se o tempo em que ter um emprego estável com rotina definida era garantia de sucesso profissional. Com o passar dos anos, a sociedade se transformou e agora as novas gerações já buscam no empreendedorismo a forma de aliar qualidade de vida com autonomia financeira.

Levantamento feito pela consultoria britânica Euromonitor, em 2018, mostra que 60% dos “millennials”, pessoas nascidas entre a década de 1980 e o começo dos anos 2000, querem trabalhar de forma autônoma e independente, ou seja, há anseios por mais liberdade, flexibilidade de horários e autonomia. Preocupa também o alto nível de desemprego atual no Brasil, assim como futurólogos e pesquisas que apontam que mais de 50% das profissões atuais se tornarão obsoletas.

Esta busca por novos caminhos tem levado as pessoas a se dedicarem às vendas diretas. Atividade desenvolvida ainda no século 19, a partir da venda de enciclopédias, o setor atravessou as décadas e chega a 2019 como uma atividade do futuro, democrática e que é escolhida cada vez mais por pessoas de todas as idades, níveis culturais e sociais.

Esta tendência fica evidente ao verificar dados da pesquisa encomendada pela Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) que mostra que dos mais de 4 milhões de empreendedores independentes que atuam no Brasil, 48,3% tinham entre 18 e 29 anos, superando todas as outras faixas etárias.

Características do setor: Flexibilidade de horários, ausência de chefes, definição própria de metas e objetivos, sem ter que ficar fechado no escritório, além de ganhos financeiros que variam de acordo com o esforço realizado são os principais pontos que diferenciam as vendas diretas, lhes dando vantagens competitivas como uma atividade empreendedora e atual.

Além disso, muitos empreendedores independentes aproveitam os treinamentos e coaching oferecidos pelas empresas de vendas diretas para definirem as estratégias de negócios e se atualizarem e aperfeiçoarem, alcançando o desenvolvimento pessoal e profissional.

“A natureza empreendedora da venda direta fica evidente para todas as faixas etárias. No caso dos millennials, ainda mais, pois eles encontram no setor a oportunidade ideal para conciliar carreira, qualidade de vida e ganhos financeiros. Como os ganhos em vendas diretas são proporcionais ao trabalho realizado, os empreendedores alcançam seus objetivos se dedicando em tempo integral ou parcial, podendo exercer outro trabalho e com tempo para se dedicar a atividades pessoais. O êxito existe mesmo sem experiência. As recompensas vêm dos esforços pessoais de vendas e de constituição da equipe de cada um”, exemplifica Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.

https://cobizz.com.br/2019/01/17/venda-direta-e-a-profissao-do-futuro/

2019-12-27T13:17:44-03:00janeiro 17th, 2019|Categories: ABEVD na mídia|

Blog Jornal da Mulher | Venda Direta é a profissão do futuro

Venda Direta é a profissão do futuro

Como uma atividade que existe desde o século 19 pode ser tão atual e promissora nos dias de hoje

Foi-se o tempo em que ter um emprego estável com rotina definida era garantia de sucesso profissional. Com o passar dos anos, a sociedade se transformou e agora as novas gerações já buscam no empreendedorismo a forma de aliar qualidade de vida com autonomia financeira.

Levantamento feito pela consultoria britânica Euromonitor, em 2018, mostra que 60% dos “millennials”, pessoas nascidas entre a década de 1980 e o começo dos anos 2000, querem trabalhar de forma autônoma e independente, ou seja, há anseios por mais liberdade, flexibilidade de horários e autonomia. Preocupa também o alto nível de desemprego atual no Brasil, assim como futurólogos e pesquisas que apontam que mais de 50% das profissões atuais se tornarão obsoletas.

Esta busca por novos caminhos tem levado as pessoas a se dedicarem às vendas diretas. Atividade desenvolvida ainda no século 19, a partir da venda de enciclopédias, o setor atravessou as décadas e chega a 2019 como uma atividade do futuro, democrática e que é escolhida cada vez mais por pessoas de todas as idades, níveis culturais e sociais.

Esta tendência fica evidente ao verificar dados da pesquisa encomendada pela Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) que mostra que dos mais de 4 milhões de empreendedores independentes que atuam no Brasil, 48,3% tinham entre 18 e 29 anos, superando todas as outras faixas etárias.

Características do setor: Flexibilidade de horários, ausência de chefes, definição própria de metas e objetivos, sem ter que ficar fechado no escritório, além de ganhos financeiros que variam de acordo com o esforço realizado são os principais pontos que diferenciam as vendas diretas, lhes dando vantagens competitivas como uma atividade empreendedora e atual.

Além disso, muitos empreendedores independentes aproveitam os treinamentos e coaching oferecidos pelas empresas de vendas diretas para definirem as estratégias de negócios e se atualizarem e aperfeiçoarem, alcançando o desenvolvimento pessoal e profissional.

“A natureza empreendedora da venda direta fica evidente para todas as faixas etárias. No caso dos millennials, ainda mais, pois eles encontram no setor a oportunidade ideal para conciliar carreira, qualidade de vida e ganhos financeiros. Como os ganhos em vendas diretas são proporcionais ao trabalho realizado, os empreendedores alcançam seus objetivos se dedicando em tempo integral ou parcial, podendo exercer outro trabalho e com tempo para se dedicar a atividades pessoais. O êxito existe mesmo sem experiência. As recompensas vêm dos esforços pessoais de vendas e de constituição da equipe de cada um”, exemplifica Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.

http://blogjornaldamulher.blogspot.com/2019/01/venda-direta-e-profissao-do-futuro.html

2019-12-27T13:19:49-03:00janeiro 17th, 2019|Categories: ABEVD na mídia|

Mundo RH | A profissão do futuro existe desde o século 19

Como uma atividade que existe desde o século 19 pode ser tão atual e promissora nos dias de hoje

Foi-se o tempo em que ter um emprego estável com rotina definida era garantia de sucesso profissional. Com o passar dos anos, a sociedade se transformou e agora as novas gerações já buscam no empreendedorismo a forma de aliar qualidade de vida com autonomia financeira.

Levantamento feito pela consultoria britânica Euromonitor, em 2018, mostra que 60% dos “millennials”, pessoas nascidas entre a década de 1980 e o começo dos anos 2000, querem trabalhar de forma autônoma e independente, ou seja, há anseios por mais liberdade, flexibilidade de horários e autonomia. Preocupa também o alto nível de desemprego atual no Brasil, assim como futurólogos e pesquisas que apontam que mais de 50% das profissões atuais se tornarão obsoletas.

Esta busca por novos caminhos tem levado as pessoas a se dedicarem às vendas diretas. Atividade desenvolvida ainda no século 19, a partir da venda de enciclopédias, o setor atravessou as décadas e chega a 2019 como uma atividade do futuro, democrática e que é escolhida cada vez mais por pessoas de todas as idades, níveis culturais e sociais.

Esta tendência fica evidente ao verificar dados da pesquisa encomendada pela Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) que mostra que dos mais de 4 milhões de empreendedores independentes que atuam no Brasil, 48,3% tinham entre 18 e 29 anos, superando todas as outras faixas etárias.

Leia mais

2019-12-27T13:22:11-03:00janeiro 17th, 2019|Categories: ABEVD na mídia|

Natura é selecionada para compor 14ª carteira do ISE, da B3

Empresa participa da composição do índice desde 2005, quando ele foi criado

A Natura foi selecionada para compor a 14ª carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3. A empresa participa da composição do índice desde 2005, quando ele foi criado. A nova carteira, que vai vigorar de 07 de janeiro de 2019 a 03 de janeiro de 2020, reúne 35 ações de 30 companhias, representando 13 setores da economia brasileira.

O ISE é uma ferramenta para análise comparativa das empresas listadas na B3 sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, baseada em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa.

Tal conquista reforça o posicionamento da Natura com investidores que buscam apoiar o desenvolvimento de negócios mais sustentáveis e reafirma os contínuos esforços da empresa para o aprimoramento de suas práticas de gestão.

Fonte: Natura

2019-12-20T15:06:10-03:00janeiro 16th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Mary kay comemora 55 anos de sucesso e inspiração para empreendedores ao redor do mundo

Fundada em 13 de setembro de 1963, a marca celebra também 20 anos no mercado brasileiro

A Mary Kay, uma das principais marcas do segmento de beleza e venda direta do mundo, presente em cerca de 40 países, celebra seu aniversário de 55 anos no mundo e 20 anos no Brasil. Reconhecida como uma das maiores empreendedoras da América, Mary Kay Ash marcou o mundo dos negócios quando fundou a “Beauty by Mary Kay”, em 13 de setembro de 1963, investindo US$ 5 mil que tinha de suas economias – para sustentar sua família e proporcionar uma carreira para então nove Consultoras de Beleza Independentes Mary Kay. Hoje, a Mary Kay é uma potência no mundo dos cosméticos, com mais de 700 produtos em seu portfólio global – cerca de 300 itens no portfólio da Mary Kay Brasil – e um legado que tem ajudado milhões de pessoas a realizar seus sonhos.

“Desde a fundação da companhia em 1963, nossa missão tem sido e sempre será a de enriquecer a vida das mulheres”, diz David Holl, presidente e Chief Executive Officer da Mary Kay Inc., “Com uma história de 55 anos e produtos  40 mercados em todo o mundo, a Mary Kay é uma companhia de referência, uma marca de beleza confiável e que proporciona uma história de êxito profissional para milhões de mulheres. Nós estamos orgulhosos em celebrar   este aniversário junto com nossa força de vendas independente e nossa comunidade global”, completa o executivo.

Para apoiar as necessidades futuras de produção de produtos de cuidados com a pele, maquiagens e fragrâncias da mais alta qualidade, a Mary Kay Inc. investiu mais de US $ 100 milhões em uma nova instalação global para fabricação e para pesquisa e desenvolvimento de produtos, inaugurada no final de 2018. Com um portfólio global que possui mais de 1.400 patentes para produtos, tecnologias e designs de embalagens, a Mary Kay possui uma cultura de inovação e investe milhões de dólares anualmente em pesquisa e desenvolvimento para garantir os mais altos padrões de segurança, qualidade e desempenho.

Fonte: Mary Kay

2019-12-20T15:06:11-03:00janeiro 15th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

ABEVD Online, o canal de vídeo da ABEVD no YouTube

O ano de 2019 já começa com novidades para o setor de vendas diretas. O canal ABEVD Online, no YouTube, volta ao ar com novos vídeos e uma programação extensa.

Inicialmente serão apresentados vídeos com os executivos das empresas associadas falando sobre perspectivas e projeções para o ano. Ao longo de 2019, outros temas serão abordados no canal.

Haverá espaço, também, para depoimentos de empreendedores independentes, o Radar Empreendedor, que contarão suas histórias e como as vendas diretas influenciaram positivamente em suas vidas.

O ABEVD Online conta com a participação de todos os envolvidos no setor de vendas diretas e sugestões de temas são muito bem-vindos.

Se você tem alguma dica de assunto a ser abordado, envie um e-mail para [email protected]

2019-12-20T14:33:45-03:00janeiro 15th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |

ABEVD na Imprensa

A ABEVD vem desenvolvendo um trabalho junto à imprensa para fortalecer a imagem do setor. Com mais de 500 menções na mídia durante 2018, a associação esteve presente em diversos meios de comunicação, especialmente em veículos estratégicos e com abrangência nacional.

Foram 3 matérias divulgadas em emissoras de televisão: 2 em rede aberta (Jornal da Record e Bom Dia Brasil, da Rede Globo) e 1 em rede fechada (Conta Corrente, da Globo News).

Em rádio, o destaque ficou no especial de vendas diretas veiculado no Marcas & Consumidores, da Rádio Eldorado. A participação no programa Por Conta Própria, da BandNews FM, mostrou a venda direta como opção empreendedora para quem busca renda.

Quanto aos jornais impressos de circulação nacional, a ABEVD foi tema de matérias na Folha de S.Paulo, no Estado de S.Paulo, no Valor Econômico e n’O Globo.

O setor de vendas diretas também foi pauta em veículos regionais como: A Tarde (Salvador – Bahia), A Gazeta (Cuiabá – Mato Grosso) e Cruzeiro do Sul (Sorocaba-SP).

Além da mídia tradicional com a publicação em revistas e jornais, a ABEVD também contribuiu com informações para a newsletter da Empiricus, publicadora financeira.

2019-12-20T14:33:45-03:00janeiro 15th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , , |

Contabilidade digital: confiança e agilidade a um clique

* Por Romulo Lima

Assim como muitas carreiras, a contabilidade também passa por um processo transformador que tem como base a digitalização. Se antes um contador precisava acessar documentos em várias áreas para realizar o seu trabalho, agora uma plataforma única e integrada agiliza todos os trâmites.

Ao reunir todas as informações necessárias em um único local na nuvem, a contabilidade digital rompe a barreira do espaço e facilita o acesso aos dados de qualquer lugar. Basta ter um equipamento conectado à internet.

Além de otimizar o trabalho e ajudar na tomada de decisão, a contabilidade digital proporciona inúmeros benefícios como: aumento da produtividade, redução nos custos, redução na execução de tarefas, entrega de informações em tempo real e menores investimentos em hardwares.

A interligação de plataformas por meio de um banco de dados central permite o compartilhamento único de informações que vão desde finanças e controle de estoques até conexões com bancos e entidades públicas favorecendo assim a emissão de notas e boletos, por exemplo.

Com a contabilidade digital agora o profissional contábil pode filtrar, classificar, compilar, analisar e disseminar os dados em tempo real permitindo um melhor desempenho no trabalho desenvolvido.

* Romulo Lima é CSO da Confiágil Contabilidade Digital

2019-12-20T14:33:46-03:00janeiro 15th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , |

Revogação de CNAE de Operador de Marketing Independente do SIMEI

No dia 14 de dezembro de 2018, foi publicada a Resolução CGSN nº 143, que alterou a relação de ocupações que podem adotar o MEI – Microempreendedor Individual, suprimindo a ocupação de “Operador de Marketing Direto Independente – CNAE 7319-0/03”.

Esse código tem sido adotado por diversos líderes da força de vendas das empresas de vendas diretas.

Os empreendedores independentes que adotam esse CNAE devem avaliar suas atividades e objeto do seu contrato de prestação de serviços a fim de analisar se ainda podem permanecer no MEI diante da existência de alguma outra ocupação autorizada pelo MEI.

2019-12-20T14:33:46-03:00janeiro 15th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , |

Convênio ICMS 142 / Revogação do Convênio ICMS 52 – Regras Gerais de ICMS-ST

No dia 19 de dezembro foi publicado o Convênio ICMS 142 que revogou o Convênio ICMS 52 de 2017, estabelecendo as regras gerais de substituição tributária.

Para quem não se recorda, o Convênio ICMS 52 compilou uma série de normas de ICMS/Substituição Tributária bastante prejudiciais aos contribuintes, a exemplo dos dispositivos que incluíam o ICMS-ST em sua própria base de cálculo, o ajuste de MVA e a não obrigatoriedade de participação das entidades de classe nas pesquisas de mercado para fixação da base de cálculo.

A Confederação Nacional da Indústria – CNI, no final de 2017, ingressou com Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), cuja liminar suspendeu diversos dispositivos, tendo a ABEVD reforçado seus argumentos e, também, apresentado os impactos para as vendas diretas.

No decorrer de 2018, a ABEVD, ao lado da CNI e outras entidades de classe, esteve reunida, em algumas ocasiões, com as autoridades fazendárias no âmbito do Conselho Fazendário – CONFAZ, quando teve a oportunidade de discutir os dispositivos do Convênio ICMS 52, culminando na sua substituição pelo Convênio ICMS 142.

O Convênio ICMS 142 é um exemplo de trabalho conjunto de entidades de classe com autoridades fazendárias. Foi afastada a previsão de ajuste de MVA e assegurada a participação das entidades de classe nas pesquisas de mercado, dentre outros.

2019-12-20T14:33:46-03:00janeiro 15th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , |
Ir ao Topo