Início/2019/março

Expo ABEVD: novidade no Congresso Nacional de Vendas Diretas

Feira reunirá executivos, empreendedores, fornecedores e parceiros

A Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) preparou uma novidade para o público do 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas: a Expo ABEVD que será realizada simultaneamente ao evento. A feira de negócios em vendas diretas reunirá executivos do setor.

Entre os expositores já confirmados, empresas do setor, de tecnologia da informação, serviços de pagamento, logística, instituições financeiras e muitos outros.

Espaço exclusivo para apresentar e divulgar projetos, novidades e tendências, a Expo ABEVD será o local para pessoas interessadas em trocar informações, realizar novos negócios e fazer networking.

A Expo ABEVD é aberta ao público em geral e tem entrada gratuita. Outras atrações que fazem parte do Congresso Nacional como palestras, painéis, coffee break e almoço estão disponíveis mediante o pagamento de inscrição.

O 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas, organizado pela ABEVD, acontece no dia 7 de maio, no Villa Blue Tree, em São Paulo. O valor de investimento é de R$ 850,00 para não associados à ABEVD e R$ 500,00 (até 19/4) para associados. Entre 20/4 e 7/5, o valor para associados será de R$ 700,00.

Para mais informações, acesse o site da ABEVD: www.abevd.org.br ou envie um e-mail para abevd@abevd.org.br

SERVIÇO

2º Congresso Nacional de Vendas Diretas da ABEVD

Data: 7 de maio de 2019, das 8h30 às 17h30

Villa Blue Tree – R. Castro Verde, 266, Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP

Inscrições pelo site: congressonacional.abevd.org.br

Associados ABEVD: R$ 500 (até 19/4); R$ 700 (entre 20/4 e 7/5)

Não Associados: R$ 850

Expo ABEVD: Gratuito (Entrada restrita apenas para feira de vendas diretas)

Natura e Santander fazem parceria para oferecer serviços bancários exclusivos para mais de 1 milhão de Consultoras

Consultora de Beleza Natura poderá abrir conta sem custo de manutenção e terá acesso a linha de microcrédito digital e maquininha de cartões

A Natura, em parceria com o Santander, será a primeira empresa de venda direta do Brasil a oferecer uma conta bancária com benefícios exclusivos para suas consultoras. A iniciativa, parte do plano de revitalização e digitalização de seu modelo de negócios, contribuirá para a bancarização e a elevação de produtividade e renda das Consultoras de Beleza Natura.

Em uma conta aberta e administrada de forma totalmente digital, no site da Natura e pelo aplicativo desenvolvido para as Consultoras, será possível ter acesso a serviços bancários como o cartão Natura, saque, depósitos, transferências entre bancos e maquininha portátil para pagamentos com cartões de crédito e débito, com condições exclusivas e diferenciadas. A conta receberá diretamente as receitas de vendas (realizadas por meio da página online, a Rede Natura, ou das vendas presenciais realizadas com a maquininha de cartão). O saldo poderá ser utilizado para realizar compras com o cartão Natura, pagamento de contas e transferências.

Outra novidade é a possibilidade de contratar microcrédito, diretamente no aplicativo, que poderá ser utilizado apenas para as compras de produtos do portfólio Natura. A iniciativa visa oferecer crédito para que as Consultoras de Beleza possam investir na expansão e profissionalização de sua atividade. Trata-se de uma operação inovadora e pioneira em microcrédito digital do país.

“Essa é mais uma iniciativa para empoderar as consultoras, para que ofereçam uma melhor experiência às suas clientes. Além disso, estamos contribuindo para bancarizá-las, inclui-las socialmente”, afirma João Paulo Ferreira, presidente da Natura. “O objetivo é fazer a Consultora ganhar mais, e aí ganharemos mais também. Se elas fizerem melhores negócios, todo mundo ganha. É também mais um passo para seguir construindo lealdade. Novos serviços como esse abrem caminho para que a produtividade das Consultoras siga subindo.”

“Apoiar as Consultoras da Natura é apoiar o empreendedorismo e a inclusão financeira, algo fundamental em nosso Brasil de hoje, que tem como desafio mais urgente a geração de emprego e renda”, afirma Sérgio Rial, presidente do Santander Brasil. “Essa parceria só foi possível porque somos um banco que olha para as cadeias de valor de forma integrada. Somos capazes de oferecer soluções tanto para as grandes empresas quanto para seus fornecedores, colaboradores e parceiros.”

Para desenvolver o projeto para a Natura, o Santander utilizou de forma integrada e customizada soluções oferecidas por três unidades do grupo: a Superdigital, uma conta de pagamentos digital que terá sua interface embarcada no site utilizado pelas Consultoras; a SuperGet, maquininha portátil de pagamentos da Getnet, com a melhor taxa do mercado, e o Prospera Santander Microcrédito, o maior e mais eficiente programa privado de microcrédito produtivo orientado do país, de forma 100% digital e sem necessidade de fiador ou grupo solidário.

Desde 2016, a Natura realiza estudo para mensurar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de suas Consultoras. Um dos pontos de atenção evidenciados pela pesquisa foi a educação financeira. Para tratar dessa questão, o cartão da Conta Natura será pré-pago, ou seja, a Consultora só poderá fazer compras se tiver saldo disponível. A Natura também oferecerá para as consultoras treinamentos sobre finanças ministrados por Whatsapp.

A iniciativa da Conta Natura estará disponível para a rede de 1,1 milhão de Consultoras no Brasil ainda no primeiro semestre de 2019.

 

Fonte: @NaturaBrOficial                                                                                                                                                     

Natura desenvolve dispositivo que avalia nível de dano do cabelo em tempo real

Tecnologia criada pela empresa de cosméticos analisou cerca de 18 mil fios de cabelo para chegar ao algoritmo que gera diagnóstico instantâneo da saúde do fio

 

Para aperfeiçoar a experiência das consultoras e consumidoras da marca, a Natura desenvolveu um dispositivo que analisa o nível de dano dos cabelos. O diagnóstico é realizado a partir de um aplicativo, que conta com questionário sobre hábitos e estrutura capilar combinado à análise de uma foto do cabelo da consumidora.

Para analisar a estrutura do cabelo, a imagem deve ser capturada com o auxílio do dispositivo desenvolvido pela Natura, acoplado à câmera do celular. A combinação de lentes portáteis (lente do celular e lente do dispositivo) permite a análise de mechas do cabelo com os fios ampliados, à semelhança de um microscópio.

Para chegar no desenho ideal do dispositivo, que é capaz de prender uma quantidade adequada de cabelo de cada consumidora no jogo de lentes, bem como padronizar a iluminação e aumento da imagem obtida, foram meses de trabalho. A padronização é importante para que o algoritmo possa fazer a análise adequada dos fios.

“O aplicativo armazena as imagens e as respostas das consumidoras, envia os dados para análise em nuvem e ao final recomenda produtos. Para tudo isso acontecer, trabalhamos por mais de 5 anos e temos uma experiência de 18 mil imagens de fios de cabelos analisadas e armazenadas em nossos laboratórios”, conta Daniel Gonzaga, diretor de Inovação em Produtos da Natura.

As imagens dos fios de cabelo foram utilizadas para “treinar” o algoritmo, que consegue fazer o diagnóstico de cada foto enviada para análise. Por se tratar de um algoritmo com machine learning, quanto mais interações ocorrerem, mais preciso fica o diagnóstico.

Após a avaliação em tempo real da saúde dos fios, o aplicativo indica quais são os produtos da Natura mais adequados para cada consumidor, de acordo com o dano do cabelo.

“O desenvolvimento da solução faz parte da estratégia de transformação digital da Natura, que busca dar instrumentos para que as Consultoras de Beleza ofereçam serviços cada mais diferenciados para os consumidores, por meio de novas tecnologias desenvolvidas in-house. Gerar experiências que tragam valor para o serviço de consultoria é fundamental”, afirma Luciano Abrantes, diretor de Inovação Digital da Natura.

O dispositivo passa pela fase final de testes antes de ser lançado oficialmente ao mercado.

 

Fonte: @NaturaBrOficial

Mulheres nas vendas diretas: autoestima e independência financeira marcam vidas

Setor atua no fortalecimento do empreendedorismo feminino

Flexível e democrática, a venda direta é uma opção de renda para milhões de mulheres que encontraram na atividade autonomia e independência financeira.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), 2,3 milhões de brasileiras atuam como empreendedoras independentes no país, o que representa 56,7% do total.

Este contingente tem muitas conquistas para comemorar, principalmente, neste mês de março, quando é celebrado o Dia Internacional da Mulher.

O empreendedorismo feminino ligado às vendas diretas não proporciona apenas uma renda extra às mulheres. A atividade atua em outro campo da vida feminina: a realização de sonhos.

A oportunidade gerada pelas vendas diretas ajudou muitas empreendedoras a elevarem a autoestima. Com a renda conquistada, algumas até conseguiram se libertar de uma das mazelas da sociedade atual: a violência contra a mulher, deixando para trás relacionamentos abusivos.

A questão do impacto social das vendas diretas também é relevante para empresas do setor. Algumas companhias oferecem descontos em cursos educacionais para as empreendedoras que também podem ser estendidos para os filhos.

Ao investir na educação da família, as mulheres contribuem para o desenvolvimento de mais pessoas, ampliando o número de ações positivas originadas a partir do seu trabalho com vendas diretas.

Já outras empreendedoras independentes encontraram no setor a oportunidade de melhorar a própria imagem. Muitas não conseguiam ver em si o potencial que tinham tanto para vendas quanto para os negócios. Foi por meio de treinamentos, que começaram a se sentir mais preparadas e passaram a transmitir mais autoconfiança.

Inclusivo, o setor de vendas diretas é e sempre foi um dos mais procurados pelas mulheres como alternativa para complementar a renda das famílias. Tanto que o cenário de apenas uma segunda ocupação está em transformação e para muitas mulheres, as vendas diretas já são a principal fonte de renda.

“Por ser democrático e inclusivo, o setor de vendas diretas atua para fortalecer o empoderamento feminino. Ao oferecer condições para que a mulher se desenvolva profissionalmente, as empresas mostram que esta valorização não está apenas no discurso, mas é realizada na prática diariamente”, enfatiza Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.

 

Vem aí o 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas – Marcado para o dia 7 de maio, o evento já está com inscrições abertas. Oportunidade para troca de conhecimento e networking, o encontro acontecerá em São Paulo.

Para mais informações, acesse: congressonacional.staging7.abevd.org.br

2º Congresso Nacional de Vendas Diretas está com inscrições abertas

Evento reunirá mais de 600 profissionais do setor em São Paulo

Estão abertas as inscrições para o 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas. Realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), representante oficial do setor no Brasil, o evento está marcado para o dia 7 de maio, no Villa Blue Tree, em São Paulo.

Após o sucesso da edição do ano passado, o Congresso de 2019 terá a programação ampliada e contará com a presença de importantes nomes nacionais e internacionais para discutir temas relevantes como tributação, vendas, marketing, inovação, tecnologia e muito mais.

Além de debater assuntos fundamentais para as vendas diretas, o Congresso apresentará ideias transformadoras, novas experiências e cases de sucesso que são tendências no Brasil e no exterior.

Oportunidade única para fazer negócio, o maior evento do setor na América Latina reunirá mais de 600 profissionais do mercado, entre eles os principais tomadores de decisão e líderes de áreas estratégicas.

“O 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas é a oportunidade para que os integrantes do setor se atualizem e vejam novos horizontes para as empresas. Vamos trazer tendências e apresentar boas práticas que já são vivenciadas no exterior e podem ser aplicadas no Brasil,” comenta Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.

Entre as novidades para este ano, o Congresso contará com tradução simultânea, material de apoio e certificado de participação.

Os ingressos já estão disponíveis e podem ser adquiridos por meio do site: congressonacional.staging7.abevd.org.br

O valor de investimento é de R$ 850,00 para não associados à ABEVD e R$ 500,00 (até 19/4) para associados. Entre 20/4 e 7/5, o valor para associados será de R$ 700,00.

Para mais informações, acesse o site da ABEVD: www.staging7.abevd.org.br ou envie um e-mail para abevd@staging7.abevd.org.br

 

SERVIÇO

2º Congresso Nacional de Vendas Diretas da ABEVD

Data: 7 de maio de 2019, das 8h30 às 17h30

Villa Blue Tree – R. Castro Verde, 266, Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP

Inscrições pelo site: congressonacional.staging7.abevd.org.br

Associados ABEVD: R$ 500 (até 19/4); R$ 700 (entre 20/4 e 7/5)

Não Associados: R$ 850

Natura Startups faz parceria com Sebrae para incentivar mulheres na tecnologia

Durante o programa de capacitação Speed Mentoring do Sebrae-SP, empreendedoras receberão mentorias de lideranças da empresa com foco na estruturação do negócio

Acontece até o dia 4 de abril o Speed Mentoring Woman Tech, programa de capacitação do Sebrae-SP com foco na estruturação e remodelagem de negócios. Nesta edição, realizada em parceria com a Natura, por meio do programa Natura Startups, o foco será em soluções e ideias de tecnologia lideradas por mulheres.

“A decisão de estar presente nesta capacitação faz parte da estratégia de digitalização da Natura, assim como o desejo de apoiar o empreendedorismo feminino no mundo dos negócios, em especial nos setores ligados à tecnologia, mercado dominado atualmente pelos homens”, explica Marina Almeida, gerente do programa Natura Startups.

Durante o programa, algumas líderes da companhia participarão dos bate-papos como especialistas. Também serão realizadas sessões de mentorias e avaliação dos projetos apresentados. “Ficamos satisfeitos em levar informações que podem ser aproveitadas por empreendedoras para que elas possam alcançar mais qualidade nos produtos ou serviços oferecidos”, comenta Elisabete Fernandes, Consultora de Negócios do Sebrae-SP. Ao todo, mais de 40 mulheres participarão do Speed Mentoring Woman Tech.

Lançado em 2016, o programa Natura Startups reforça a atuação da companhia no ecossistema de inovação, uma ferramenta relevante para fomentar o empreendedorismo e gerar novas oportunidades e conexões.

 

Sobre o Speed Mentoring

Desenvolvido pela Escola de Negócios do Sebrae-SP Alencar Burti, o Speed Mentoring é um programa de capacitação de projetos e empreendedores que tem como foco a remodelagem e estruturação de um negócio. Cada edição busca atingir empreendedores de uma área ou setor específico e o objetivo principal é auxiliar os participantes para que possam alcançar maior robustez e qualidade da oportunidade vislumbrada, o que se traduzirá em um projeto de melhor qualificação para atingir o mercado, diminuindo assim as chances de insucesso. O programa é gratuito e possui 40 horas de duração, divididas entre atividades práticas, rodadas de mentoria e bate-papos com especialistas das áreas.

Fonte: @NaturaBrOficial

Comitê Institucional debate cenários para as vendas diretas em 2019

Na sexta-feira, 15 de março, a sede da ABEVD recebeu os representantes de mais de 15 associadas para a reunião do Comitê Institucional. Durante o encontro diversos assuntos relevantes para o setor de vendas diretas fossem discutidos.

A reunião foi iniciada com uma apresentação do sócio da BMJ Consultores Associados, Rodrigo Almeida, que nos contou sobre o cenário do Congresso Nacional, as perspectivas das principais reformas: Previdenciária e Tributária e a composição das comissões prioritárias do Senado Federal e da Câmara dos Deputados.

O conteúdo apresentado foi de extrema importância para todos os presentes, já que há alguns projetos de lei tramitando nas casas legislativas e que podem afetar diretamente o setor.

Nessa oportunidade, voltamos a discutir outros temas importantes para o setor a exemplo da atuação da ABEVD perante projetos de lei que pretendem regulamentar as vendas diretas.

Outro ponto analisado foi a lista de autoridades que serão convidados para participar do 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas que acontecerá no dia 7 de maio, no Villa Blue Tree, em São Paulo.

Fonte: ABEVD

Mais Influente | Expo ABEVD: novidade no Congresso Nacional de Vendas Diretas

A Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) realizará, simultaneamente ao 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas, a Expo ABVED, uma feira de negócios para reunir executivos, empreendedores, fornecedores e parceiros do setor.

A feira, novidade deste ano, será um espaço exclusivo para os empresários apresentarem e divulgarem projetos, novidades e tendências, além de realizarem novos negócios e fazer networking.

O 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas, organizado pela ABEVD, acontece no dia 7 de maio, no Villa Blue Tree, em São Paulo. O valor de investimento é de R$ 850,00 para não associados à ABEVD e R$ 500,00 (até 19 de abril) para associados. Entre 20 de abril e 7 de maio, o valor para associados será de R$ 700,00.

A Expo ABEVD é aberta ao público em geral e tem entrada gratuita. Outras atrações que fazem parte do Congresso Nacional como palestras, painéis, coffee break e almoço estarão disponíveis mediante o pagamento de inscrição. Para mais informações, acesse o site da ABEVD: www.abevd.org.br ou envie um e-mail para abevd@abevd.org.br

2019-12-27T15:43:20-02:00março 23rd, 2019|Categories: ABEVD na mídia|

Lásaro do Carmo Jr. Assume comando na Jeunesse Brasil e Argentina

O empresário Lásaro do Carmo Jr., considerado um dos executivos mais empreendedores e arrojados, é o novo gerente Geral da marca no Brasil, sendo responsável também pela operação na Argentina.

O executivo possui características diferenciadas como o de empresário e empreendedor, com uma trajetória profissional marcada por bons resultados e sucesso em suas atividades. Carmo possui um estilo de gestão ético, arrojado e “agressivo” quando a busca é por resultados. Com sua chegada o objetivo de colocar a Jeunesse em um novo patamar ficará mais próximo. “Sempre atuei diante de desafios e o meu objetivo é tornar a Jeunesse a maior empresa de marketing multinível do país, pois o meu foco é sempre trazer resultados e aqui não será diferente”, declara Carmo.

“Estamos certos que a vinda dele será um marco para a Jeunesse, em termos de posicionamento de marca e faturamento. Com três anos de operação no Brasil, a unidade já ocupa o segundo mercado mais rentável. Ou seja, quatro dígitos em tempo recorde”, diz Miguel Beas – presidente da Jeunesse para América Latina.

 

Sobre Lásaro do Carmo Jr.

O executivo esteve à frente de diversas áreas na Sanofi Farmacêutica (9 anos), do conselho da multinacional de Joias Jack Vartanian, da gestão comercial da operação da Natura Argentina (4 anos), da vice-presidência do Grupo Silvio Santos, no comando da Hidrogem Cosméticos (2 anos) e das presidências da Jafra Cosméticos América do Sul e Jequiti (5 anos) – onde saiu de faturamento de R$ 21 milhões para R$ 520 milhões. Com forte presença no mercado local e reconhecimento internacional, em 2014, Carmo foi destaque no Prêmio CEO Empresarial Brasil no Latin America Sales Personality Award, da Global Council of Sales Marketing (GCSM). No Brasil recebeu os prêmios Profissional do Ano 2010 no setor de cosméticos pela Revista Atualidade Cosmética, Marketing do Ano 2013 e líder do Ano 2014, ambos pelo LIDE.

 

Fonte: Jeunesse

2019-12-20T14:32:04-02:00março 22nd, 2019|Categories: ABEVD Clipping|

Início de ano em alta

Diferentemente da indústria, o comércio varejista começou 2019 crescendo. Suas vendas reais apresentaram um desempenho positivo tanto em relação a dezembro do ano passado (+0,4%, com ajuste sazonal) como na comparação com janeiro de 2019 (+1,9%). Consideradas as vendas de automóveis, autopeças e material de construção, o quadro é ainda mais favorável (+1% ante dez/18 e +3,5% ante jan/18).

Deste modo, o nível de atividade do setor na entrada de 2019 permanece muito próximo daquele registrado no final do ano passado, muito embora, devido ao segmento de veículos e autopeças, tenha havido alguma desaceleração no varejo ampliado.

O contraste do resultado obtido no 4º trim/18 e o de janeiro de 2019, em relação ao mesmo período do ano anterior, ilustra bem este ponto. Em seu conceito restrito, alta de +1,9% em jan/19, como mencionado anteriormente, e de +2,2% no 4º trim/18. Em seu conceito ampliado, essas variações são de +3,5% e +4,4%, respectivamente.

Ao continuar avançando, o desempenho do varejo tem descolado ainda mais daquele da indústria, que voltou a enfrentar uma nova etapa de recessão na virada de 2018 para 2019. O diferencial em favor do varejo ampliado já vinha ocorrendo desde o início da recuperação econômica em 2017, mas ao se intensificar já aparece na comparação 12 meses, que capta tendências de mais longo prazo.

Assim, entre fev/18 e jan/19, enquanto o varejo ampliado acumulou alta de +4,7% frente aos doze meses anteriores, a indústria variou somente +0,5%, isto é, uma diferença de 4,2 pontos percentuais. Essa diferença de ritmo para o período fev/17 e jan/18 era de apenas 1,7 p.p.. Não é de se estranhar, então, que as importações de manufaturados venham crescendo mais fortemente nos últimos meses.

Apesar deste comportamento geral, muitos segmentos do comércio não só tiveram seus resultados reduzidos com a entrada de 2019, mas chegaram a voltar ao vermelho, como mostram as variações interanuais abaixo.

  • Varejo restrito: +2,2% no 4º trim/18 e +1,9% em jan/19;
  • Varejo ampliado: +4,4% e +3,5%, respectivamente;
  • Supermercados, alimentos, bebidas e fumo: +2,1% e +2,2%;
  • Material de construção: +2,5% e +2,2%;
  • Outros artigos de uso pessoal e doméstico: +8,5% e +6,4%;
  • Veículos e autopeças: +13,3% e +8,8%;
  • Móveis e eletrodomésticos: -2,0% e -2,8%;
  • Tecidos, vestuário e calçados: +1,6% e -1,2%, respectivamente.

Pioraram seu desempenho de jan/19 a ponto de ficarem no negativo, o segmento de tecidos, vestuário e calçados, que também tinha perdido vendas reais em dez/18 (-1,5% ante dez/17), e o segmento de móveis e eletrodomésticos. Neste último caso, ocorre retração das vendas desde julho do ano passado, com exceção do mês de outubro (+1,5%), por isso, seu 4º trim/18 também já tinha sido ruim. Os juros do crédito às famílias, que pararam de cair, são fator importante para esta trajetória.

Outros também reduziram seu ritmo de expansão em relação ao último trimestre de 2018, mas ainda assim mantiveram taxas bastante positivas em jan/19, como o segmento de outros artigos de uso pessoal e doméstico (+6,4% ante jan/18) e veículos e autopeças (+8,8%).

Em linha com o varejo total, isto é, com relativa manutenção do crescimento na virada do ano, estão segmentos de peso, como o de supermercado, alimentos, bebidas e fumo, na faixa de +2%, e o de material de construção, na faixa entre +2% e +2,5%.

A partir dos dados de janeiro de 2019 da Pesquisa Mensal do Comércio divulgados hoje pelo IBGE, o índice de volume de vendas do comércio varejista nacional, na série com ajuste sazonal, registrou expansão de 0,4% frente a dezembro de 2018. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior aferiu-se acréscimo de 1,9% e no acumulado dos últimos doze meses verificou-se incremento de 2,2%.

No que se refere ao volume de vendas do comércio varejista ampliado, que inclui vendas de veículos, motos, partes e peças e de materiais de construção, registrou-se variação positiva de 1,0% em relação a dezembro de 2018, a partir de dados livres de influências sazonais. Com relação ao desempenho comparado ao mesmo mês de 2018, houve crescimento de 3,5%. Para o acumulado dos últimos 12 meses registrou-se crescimento de 4,7%.

A partir de dados dessazonalizados, sete dos oito setores registraram acréscimos em comparação ao mês imediatamente anterior: equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (8,2%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,2%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,6%), combustíveis e lubrificantes (0,5%), móveis e eletrodomésticos (0,4%) e livros, jornais, revistas e papelaria (0,2%), tecidos, vestuário e calçados (0,1%). Por outro lado, o seguimento de artigos farmacêuticos, médicos, ortopedia e de perfumaria apresentou retração de 0,5%. Para o comércio varejista ampliado, houve incremento de 1,0%, sendo que veículos, motos, partes e peças expandiu 5,7% e material de construção cresceu 0,1%.

Em relação ao mês de janeiro de 2018, registraram-se variação positiva em cinco das oito atividades que compõem o varejo: artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (7,2%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (6,4%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (2,2%), equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (1,6%) e combustíveis e lubrificantes (1,4%). Os demais setores apresentaram decréscimos: livros, jornais, revistas e papelaria (-27,3%), móveis e eletrodomésticos (-2,8%) e tecidos, vestuário e calçados (-1,2%). Ainda nessa base de comparação, no comércio varejista ampliado registrou-se incremento de 3,5%, com expansão de 8,8% em veículos e motos, partes e peças, e crescimento de 2,2% em material de construção.

Por fim, comparando a janeiro de 2019 com janeiro de 2018, 13 das 27 unidades federativas apresentaram crescimento do volume de comércio, sendo as maiores variações na ordem decrescente: Espírito Santo (9,7%), Santa Catarina (8,2%), Mato Grosso (7,5%), Acre (7,1%), Mato Grosso do Sul (6,5%), Rio Grande do Sul (5,2%) e Rondônia (4,0%). Por outro lado, 14 dos 27 estados registraram queda, com destaque para: Piauí (-6,9%), Tocantins (-5,0%), Paraíba (-4,1%), Pernambuco (-3,4%) e Amazonas (-3,2%).

 

Fonte: IEDI Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial

2019-12-20T14:32:04-02:00março 18th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , |