Como a tecnologia vem impactando positivamente as vendas diretas

Recursos tecnológicos revitalizam setor de vendas direta

Contrariando algumas questões em relação à tecnologia nas vendas diretas, o setor mostrou novamente sua capacidade de adaptação e apresentou-se nos meios digitais como mais uma opção para os consumidores.

Isso porque as empresas passaram a perceber que o cliente busca o produto em qualquer meio e por isso se adaptaram para estar em todos os locais. Vale lembrar que já há exemplos de companhias que nasceram no meio digital e atualmente adotaram o modelo de venda direta para estarem presentes em todos os canais.

Grandes marcas têm aderido a este movimento, sem temer o avanço da tecnologia, pois o setor tem como diferencial o empreendedor independente. Cabe a ele apresentar os benefícios e as qualidades do produto, além de recomendar soluções para os consumidores, ou seja, mais do que uma simples venda, o revendedor presta uma espécie de consultoria.

Neste contexto, surgiram no mercado empresas especializadas em oferecer serviços específicos para as companhias interessadas em aderir ao setor de vendas diretas.

A Onawa, por exemplo, presta consultoria para empresas que desejam utilizar o canal de vendas por relacionamento.

A startup produz aplicativos personalizados para cada tipo de negócio que ajudam as empresas a cadastrarem clientes, realizarem vendas, receberem materiais de comunicação e capacitação, além de acompanharem as bonificações. Também é possível estudar os dados gerados pela força de vendas e formular insights para alcançar novas negociações.

Esses aplicativos criados pela Onawa auxiliam as novas empresas a entenderem como funciona o mercado e ainda favorecem o aumento da produtividade das equipes ao criarem ferramentas técnicas sob medida para potencializar o trabalho desenvolvido.

 

2019-12-20T14:25:55-03:00junho 14th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|

Veja como o negócio entre Natura e Avon vai impactar o setor de vendas diretas

Natura adquire Avon e cria 4º maior grupo de beleza do mundo

A grande novidade no setor de vendas diretas neste mês foi a aquisição da Avon pela Natura. Com a união das duas grandes empresas, surge o quarto maior grupo de beleza do mundo, atrás apenas das gigantes L’Oreal, Estée Lauder e Shiseido.

A Avon é a quarta marca a integrar o portfólio de produtos da Natura. A companhia brasileira já havia adquirido a britânica The Body Shop e a australiana Aesop, se fortalecendo no mercado mundial como uma das maiores empresas do ramo.

Com a união das duas empresas, a Natura & Co passa a ter um faturamento anual de US$ 10 bilhões (cerca de R$ 40 bilhões), com 40 mil colaboradores e presença em mais de 100 países.

Líder global em vendas diretas, a nova empresa contará com um contingente de mais de 6,3 milhões de empreendedores independentes em todo o mundo. São números de impressionar.

“A combinação da liderança da Natura em vendas diretas no país – e também principal mercado de atuação da Avon – promove um dinamismo e força em nosso setor”, avalia Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.

Fonte: ABEVD

2019-12-20T14:25:56-03:00junho 14th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|

ABEVD faz reunião com Secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo

A ABEVD esteve reunida com a Sra. Patricia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo.

Durante o encontro foi discutido temas como o empreendedorismo e oportunidades. Também foram abordados o compromisso da ABEVD em assegurar a ética e a legitimidade nas operações.

A Secretária, por sua vez, apresentou projetos ligados ao aperfeiçoamento de empreendedores paulistas. Nesse momento, compartilhamos um pouco da expertise das empresas de vendas diretas nessa questão, como grandes investidores em treinamento da sua força de vendas.

Fonte: ABEVD

2019-12-20T14:27:55-03:00junho 14th, 2019|Categories: ABEVD News|

ABEVD se reúne com líderes do Direito do Trabalho no Brasil

Com o intuito de difundir o empreendedorismo por meio das vendas diretas atrelado à autonomia e livre iniciativa da força de vendas, a ABEVD se reuniu com os grandes líderes do Direito do Trabalho no Brasil para mostrar as forças e o impacto da nossa indústria, assim como compartilhar os nossos desafios.

 

O Presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Dr. João Brito, mostrou ser um grande conhecedor das operações de vendas diretas e da relação entre empresas e empreendedores.

Ainda em Brasília, fizemos uma reunião de aproximação com a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (ANAMATRA), tendo seu Presidente, Dr. Guilherme Feliciano, sido bem receptivo com os representantes da associação. Para fins de relacionamento, participamos também do lançamento da Agenda Político-Institucional de 2019 da ANAMATRA no salão nobre da Câmara dos Deputados.

 

Fonte: ABEVD

2019-12-20T14:28:03-03:00junho 14th, 2019|Categories: ABEVD News|

Curso: Visão 360º em vendas diretas

Marque na sua agenda e faça já a sua inscrição! No dia 22 de agosto, acontece em São Paulo, a 1ª edição do curso “Visão 360º em Vendas Diretas”.
Promovido pela ABEVD, o curso tem como objetivo mostrar as principais questões do setor de maneira prática e didática.
Temas como regulamentação, tributação, desenvolvimento de contratos e outros serão apresentados por professores executivos que vão compartilhar na prática, os potenciais, as oportunidades e os riscos do setor. Utilizamos a técnica do aprenda com quem faz, usando o conhecimento de executivos que entendem o setor.
O curso é voltado para empresas que acabaram de aderir ou que pretendem entrar na atividade de venda direta, além daqueles executivos que vieram de outras indústrias e entraram agora em empresas que exercem a atividade.
O curso será realizado das 9h às 18h e tem valor de investimento de R$ 400 (mais taxa de R$ 26,00) para associados e R$ 500 (mais taxa de R$ 32,50) para não associados.
Para mais informações, acesse o site aqui:
Fonte: ABEVD
2020-05-31T19:39:34-03:00junho 14th, 2019|Categories: ABEVD News|

Reunião da WFDSA traz boas notícias para o mercado brasileiro

O Encontro de Secretários da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA) realizado no final do mês de maio trouxe boas notícias para o setor de vendas diretas no Brasil.
Na reunião que aconteceu na cidade italiana de Milão, a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) manteve o Gold Status concedido pela federação mundial das associações de vendas diretas.
A WFDSA exige de suas associadas padrões organizacionais de desempenho e boas práticas para equiparar as características de governança e atendimento pelo mundo afora.
São diversos os critérios analisados para manter o Status de uma associação, entre eles: padrões para cobrar conduta ética de seus associados, além de independência e imparcialidade da entidade em relação ao mercado, ter porta-voz independente, gestão executiva integralmente dedicada ao trabalho da associação, presença nas mídias sociais, contato direto com órgãos governamentais e imprensa, além de auditoria em suas contas.
“Foi com grande alegria que recebemos o Gold Status da WFDSA, pois este reconhecimento mostra que a ABEVD está no caminho certo para promover a imagem do setor de vendas diretas como uma fonte de renda e empreendedorismo para os brasileiros”, diz Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.
O evento serviu também para as associações discutirem as melhores formas de promover a imagem da indústria de venda direta, assim como desempenhar o papel educacional para as empresas no campo da ética e modelo de negócios.
Para saber mais informações, acesse o material disponível no site da ABEVD.
6º no ranking mundial – a outra boa notícia é que o Brasil permaneceu na sexta colocação da lista da WFDSA se comparados os volumes de negócios em vendas diretas.
Com a novidade da China em primeiro lugar – os asiáticos ultrapassaram os Estados Unidos – o Brasil segue atrás de Coreia do Sul, Alemanha e Japão e mantém a liderança entre os países latino-americanos.
Os números brasileiros mostram que o setor tem um grande potencial de crescimento e que há espaços para que a atividade siga se fortalecendo como uma alternativa de renda para milhões de pessoas.
Produtos mais vendidos – na lista de dados compartilhados pela WFDSA, o destaque mundial ficou novamente por conta da categoria bem-estar que liderou com 33,2% e superou cosméticos que teve 31,2%.
Estes dados comprovam a ideia de que o mercado brasileiro ainda tem muito a oferecer às companhias de vendas diretas. Algumas categorias ainda têm grandes condições de crescerem nos próximos anos.
Fonte: ABEVD
2019-12-20T14:25:57-03:00junho 14th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|

Índices em queda mostram que economia depende da Reforma da Previdência

Economia brasileira segue em compasso de espera
Enquanto espera uma definição do Congresso Nacional quanto à aprovação da Reforma da Previdência, a economia brasileira segue em marcha lenta.
O Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 0,2% no 1º trimestre deste ano na comparação com os últimos 3 meses de 2018. Esta foi a primeira retração do índice desde 2016.
Para tentar estimular a economia, o governo federal estuda a liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A medida – já adotada em outras gestões – só sairá do papel com a aprovação da Reforma da Previdência, garante a equipe econômica.
Já o desemprego parece ter saído da série de números negativos. A taxa teve um leve recuo e passou de 12,7% no trimestre encerrado em março para 12,5% no trimestre até abril, mas ainda há 13,2 milhões de brasileiros sem emprego. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Neste cenário, ao menos, a inflação parece controlada. Em maio, o IPCA (índice que serve de referência para a meta da inflação) ficou em 0,13%, menor resultado para o mês desde 2006.
Com a projeção de queda nos valores da gasolina e da conta de luz em junho, a expectativa é que haja corte na taxa básica de juros.
A situação política diante da aprovação da Reforma da Previdência ainda é incerta, mas algo é claro: a indefinição do tema vem prejudicando a tão esperada retomada do crescimento.
Fonte: ABEVD
2019-12-20T14:25:57-03:00junho 14th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|

Workshop: A captação de Recursos por meio de editais

OBJETIVO
Em vários editais observamos que os requisitos existentes não são claros, induzindo a preenchimento equivocado e ocasionando a desclassifição ou não seleção da proposta.
Neste workshop serão abordados aspectos tecnológicos e jurídicos importantes para o empresário que deseja captar recursos por meio de editais privados e públicos.

2019-12-20T14:47:20-03:00junho 12th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|

Workshop: A captação de Recursos por meio de editais

OBJETIVO
Em vários editais observamos que os requisitos existentes não são claros, induzindo a preenchimento equivocado e ocasionando a desclassifição ou não seleção da proposta.
Neste workshop serão abordados aspectos tecnológicos e jurídicos importantes para o empresário que deseja captar recursos por meio de editais privados e públicos.

2019-12-20T14:47:20-03:00junho 12th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|

Forever Living lança máscara facial com aloe vera e bio-celulose

Produto é biodegradável e proporciona hidratação profunda e duradoura
A Forever Living (www.foreverliving.com.br), líder mundial no cultivo, processamento e distribuição de produtos de Aloe Vera, está lançando no Brasil a Aloe Bio Cellulose Mask, máscara facial de última geração que usa tecnologia inovadora e ingredientes naturais para tonificar e hidratar a pele, proporcionando uma aparência mais jovem e descansada.
Indicado para todos os tipos de pele, o produto tem profunda absorção, possui fácil aplicação e não requer enxágüe. As fibras de bio-celulose são mil vezes mais finas que o cabelo humano, permitindo que o produto se molde facilmente a cada contorno do rosto. Isto faz com que os ingredientes penetrem profundamente em linhas finas e rugas, diferenciando-se das máscaras tradicionais que possuem penetração limitada.
A Aloe Bio Cellulose Mask fornece benefícios em duas fases. Através de um processo único para a Forever, uma bactéria especial fermenta naturalmente o gel de aloe vera e ervas marinhas, em seguida, funde-os em tecido de bio-celulose para suavizar, amaciar e condicionar a pele. A máscara é embebida em um soro hidratante, enriquecido com ingredientes naturais, que proporciona à pele uma aparência radiante e renovada por mais tempo. A castanha da índia é adicionada a essa mistura e ajuda a clarear a pele opaca e a reduzir a aparência de vermelhidão. Já o chá verde e os antioxidantes trabalham juntos para combater os sinais de envelhecimento e os radicais livres. A glicerina é um componente-chave do soro, pois fornece os benefícios da hidratação profunda.
Para aplicar o produto, basta remover uma camada de tecido e pressionar suavemente na face para um ajuste perfeito. Em seguida, retire a segunda película. Após 20 minutos, remova a máscara por completo e massageie o rosto. O soro pode ser deixado na pele após o uso, sem necessidade de enxágue. Como a bio-celulose permite que o soro penetre muitas vezes mais profundamente do que as máscaras tradicionais, a sensação de hidratação permanece por muito mais tempo após o uso. A máscara é biodegradável e pode ser descartada sem gerar resíduos para o meio ambiente.
Os cosméticos da Forever Living são reconhecidos pelo Aloe Vera Science Council, instituição que comprova a qualidade de produtos com Aloe Vera de todo o mundo. A marca também obteve o selo Cruelty Free, concedido pela PETA (People for the Ethical Treatment of Animals).
Ir ao Topo