Início/2020/outubro

UOL – CNI projeta quedas de 4,2% para PIB geral e de 4,1% para o PIB industrial

Em linha com as principais estimativas do governo e do mercado para a recessão da economia brasileira em 2020, a CNI (Confederação Nacional da Indústria) manteve hoje sua projeção para a queda do PIB (Produto Interno Bruto) neste ano para 4,2%. A previsão é igual a do último Informe Conjuntural da entidade, divulgado em maio.

Apesar da recuperação no terceiro trimestre do ano, a CNI espera uma queda de 4,1% no PIB industrial em 2020. A indústria de transformação sofrerá mais, com um encolhimento de 6,3% no ano, enquanto a indústria da construção civil deve ter retração de 4,5%. Por outro lado, a projeção para indústria extrativa é de alta 2,1%.

Após o pior momento da pandemia da covid-19 ter ficado para trás, a CNI projeta um crescimento do PIB brasileiro de 9% no terceiro trimestre do ano em relação ao segundo trimestre, com alta de 10% no PIB industrial no mesmo período.

Na avaliação da entidade, a recuperação na indústria de transformação deve se ampliar no terceiro trimestre para segmentos que iniciaram a retomada tardiamente, como bens de consumo duráveis e bens de capital.

Para o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, embora a recuperação da economia esteja sendo rápida, ainda não há uma retomada do crescimento econômico em relação às condições pré-crise. O executivo alerta que a redução dos estímulos criados na pandemia pode ter um efeito contracionista relevante se ocorrer de forma apressada.

“Antes da crise, o País mostrava falta de competitividade, por isso, sem avanços na agenda de reformas, em especial da tributária, a economia brasileira não sairá da armadilha da renda média”, considerou, em nota. “A questão que se põe, neste momento, é como acelerar essa retomada, adotando medidas para estimular um crescimento mais vigoroso e sustentado ao longo do tempo, com investimentos e criação de empregos”, completou Andrade.

Outros indicadores

O Informe Conjuntural da CNI também trouxe atualizações nas estimativas para os principais indicadores da economia. A entidade projeta uma taxa de desemprego em 13,5% ao fim de 2020, com uma inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) prevista em 2,57% no acumulado até dezembro.

A CNI projeta uma Selic estável nos atuais 2,0% ao ano até o fim de 2020, com uma taxa média de câmbio de R$ 5,20 no mês de dezembro. A entidade estima ainda um déficit primário do setor público de 11,77% do PIB neste ano, com a Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) chegando a 93,70% do PIB.

Para o setor externo, a CNI estima um superávit comercial de US$ 56,4 bilhões em 2020, com exportações totais de US$ 210,7 bilhões e importações de US$ 154,3 bilhões. O déficit nas transações correntes deste ano deve ficar em US$ 13,5 bilhões.

Fonte: UOL

2020-10-21T12:47:46-03:00outubro 21st, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

Gazeta do Povo – Conexão com shoppers será o segredo do varejo no futuro

Tendo em vista que, diante do contexto da pandemia do novo coronavírus, o varejo por fim acordou para o universo digital e tem investido em e-commerce, marketplaces e aplicativos de delivery como Rappi, iFood e Uber Eats, pois o inimigo agora é outro. Afinal, se antes o grande empecilho em dar crédito era reconhecer diferentes canais de venda, agora o segmento do varejo segue numa prática errônea de acreditar que a escolha do canal de vendas é a etapa mais importante do processo de compra do seu cliente.

Recebi, ao longo das últimas semanas, inúmeros questionamentos sobre a importância de estar ou não estar nos melhores canais, em todos ou em nenhum e, apesar de soar polêmico, existe algo que preciso te contar:

O canal funciona como uma mera porta de entrada no seu processo de vendas. A conexão com o cliente é bem mais importante do que a própria venda.

O que quero dizer com isso é que, ao invés de focar o seu planejamento e estratégias somente nos canais de venda, você deve preocupar-se também com a construção de relacionamento com o cliente. Pois a venda é pontual, já o relacionamento com o cliente sobrevive a longo prazo e o seu negócio venderá muito mais fidelizando os clientes que já possui do que tentando buscar novos clientes que não enxergam valor na sua marca.

Para isso, é importante pensar, antes de mais nada, no tipo de relação que você gostaria de estabelecer com os shoppers e quais serão os métodos utilizados para isso. Li em uma pesquisa realizada e divulgada pela Movidesk que cita o fato de 68% dos clientes enxergarem com melhores olhos marcas que são pró-ativas no envio ou contato de atendimento, por meio de notificações, por exemplo.

São inúmeros os meios de captar os dados e manter uma linha de comunicação contínua com o seu cliente e você deve investir nisso hoje se quiser garantir o futuro do seu negócio.

Com a pandemia, os shoppers se tornaram mais exigentes. Para ele, tampouco importa se irá comprar num site, loja física ou se realizará o pedido pelo Rappi, bem como o preço final que pagará pelo produto, o que ele quer é qualidade, confiança… Construir uma conexão com aquela marca e levar isso para a realidade da sua casa, da sua família.

Além do mais, como você poderá criar campanhas de marketing efetivas, se não sabe quem é o seu cliente e o que ele costuma comprar? O sucesso do seu negócio começa quando você valoriza e foca na construção de relacionamento com os shoppers.

Essa necessidade não surgiu com o movimento da transformação digital ou os recentes recursos tecnológicos, ela sempre esteve presente. Nós é que nunca paramos para pensar na sua real importância. E você, o que considera importante para o sucesso do seu negócio hoje?

Fonte:  Gazeta do Povo

2020-10-21T12:43:34-03:00outubro 21st, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

Mercado & Consumo – Inovação é estratégia do varejo para atrair consumidores

Com o objetivo de atender o maior número de clientes possível, varejistas estão se reinventando para oferecer soluções que facilitem o dia a dia do consumidor. E o investimento em novas tecnologias é um dos caminhos dessa transformação.

Um exemplo desse movimento é a Petz, que aposta em uma nova forma de comercialização de produtos: as vending machines, com máquinas instaladas inicialmente em estações de metrô e shopping centers. “Estamos sempre em busca de novas soluções que imprimam mais praticidade na jornada de compras dos nossos clientes. As máquinas facilitam o acesso aos produtos e funcionam como vitrines da marca em pontos de alto fluxo”, afirma Luciano Sessim, diretor Comercial e Marketing da Petz.

Desde a última semana os usuários do metrô de São Paulo já se depararam com uma nova opção no quesito “produtos rápidos” para seu pet, já que é possível encontrar snacks de diversos tamanhos e portes, coleiras, shampoos, dentre outras opções para cuidar do seu companheiro de estimação na estação Trianon Masp.

Muito se fala apenas sobre a aceleração dos canais digitais por conta da pandemia, mas para Caio Camargo, sócio-diretor da Gouvêa Tech, o mercado deve estar atento também à outras formas de estar “disponível” aos consumidores. “Novas e criativas formas, como essa releitura das vending machines, muitas integradas com o e-commerce e trabalhando com o conceito de gôndola infinita, se firmam cada vez mais como grandes oportunidades para as marcas”, explica.

Consultoria de estilo virtual

A C&A Brasil também acaba de dar um passo importante para acelerar sua transformação digital e oferecer novas experiências de compra, canais e formas assertivas de atendimento às clientes com o a inteligência artificial para recomendar os produtos que são a cara de cada cliente, trazendo mais informações sobre as preferências e jornada de compra das mulheres brasileiras em seu site e aplicativo.

A nova integrante virtual da C&A tem como missão entender o perfil da cliente e sugerir roupas, acessórios e calçados em linha com o que ela procura e deseja. Faz da sua rotina ajudar a consumidora a montar looks, encontrar peças similares em cores e tamanhos, informar detalhes do produto, como o tipo de tecido e modelagem, e até tirar dúvidas e dar dicas de moda e estilo. Basta a cliente chamar a assistente no chat box, iniciar a conversa e tirar suas dúvidas de forma personalizada, rápida e fluida.

Ainda segundo Caio Camargo, a curadoria de produtos aos clientes tem sido uma das ferramentas mais utilizadas pelo e-commerce na hora de buscar a preferência de seus consumidores. O executivo explica que o avanço de tecnologias como a inteligência artificial, sempre aliada de um bom banco de dados, tem conseguido criar boas e interessantes experiências. “A busca pela humanização desse tipo de assistência, através da criação de avatares, assim como outras marcas vem fazendo, busca aproximar consumidores dessas novas experiências de uma maneira mais amigável”, conclui.

Com o piloto, a companhia terá a oportunidade de conhecer e se aproximar, ainda mais das suas clientes, entendendo o que ela mais procura e deseja.

Fonte: Mercado & Consumo

2020-10-21T12:34:22-03:00outubro 21st, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

Direct Selling News – Lyndi Smith, da Young Living, ganha o prêmio Stevie em 2020 para mulheres nos negócios

A Young Living anunciou que o vice-presidente sênior de marketing global Lyndi Smith foi eleito o vencedor do prêmio Stevie® de bronze.

O prêmio de Smith foi na categoria Mulher do Ano em Publicidade, Marketing e Relações Públicas no 17º Stevie Awards for Women in Business.

Com quase 20 anos na Young Living, Smith supervisiona a marca global e os esforços de marketing da empresa. A liderança e o conhecimento institucional de Smith ajudaram a guiar sua equipe por meio de uma atualização significativa da marca que gerou um aumento notável nas vendas e retenção de clientes.

“Durante meu tempo na Young Living, tem sido inspirador testemunhar a força e a inovação dentro de todos na empresa. Este reconhecimento não seria possível sem a cultura verdadeiramente colaborativa que a empresa mantém”, disse Smith. “É uma honra trabalhar com uma equipe que é extremamente bem-sucedida porque eles são sempre empáticos e apaixonados ao atender às necessidades crescentes dos clientes, crucial agora mais do que nunca, pois a pandemia continua mudando nossas vidas diárias.”

O Stevie Awards for Women in Business homenageia mulheres executivas, empresárias, funcionárias e as empresas que dirigem em todo o mundo. O Stevie Awards foi aclamado como o principal prêmio empresarial do mundo.

Os vencedores serão comemorados durante uma cerimônia de premiação virtual na quarta-feira, 9 de dezembro.

Fonte: Direct Selling News

2020-10-21T12:29:18-03:00outubro 21st, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

Poder 360 – Imposto criado para substituir PIS e Cofins eleva carga em relação ao PIB

CBS deve arrecadar 4,38% do PIB. PIS/Cofins somaram 4,15% em 2019

 

A tarifa proposta pelo governo para substituir o PIS (Programa de Integração Social) e a Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) deve arrecadar mais em proporção ao PIB (Produto Interno Bruto) do que o valor das duas taxas em 2019. O Ministério da Economia espera que essa arrecadação supere também a média dos 5 anos anteriores.

As projeções constam de 1 documento enviado pelo ministério ao Congresso, ao qual a Folha de S.Paulo teve acesso. A equipe de Paulo Guedes espera que a arrecadação com a CBS (Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços) fique em 4,38% do PIB de 2021 a 2023.

 

Cálculos do Tesouro Nacional mostram que, juntos, PIS e Cofins arrecadaram 4,15% do PIB em 2019. Segundo a Receita Federal, o percentual médio dos 5 anos anteriores é de 4,24%.

Esse aumento de arrecadação vai contra o discurso do governo de que a reforma tributária proposta por Guedes não aumentaria impostos. Ao participar de reunião em comissão no Congresso, o ministro disse: “O presidente ganhou uma eleição, e a equipe chegou também, com uma promessa: nós não vamos aumentar os impostos”.

De acordo com a proposta entregue ao Congresso, a nova taxa terá alíquota de 12%. O Observatório Fiscal da FGV (Fundação Getúlio Vargas), no entanto, aponta que o valor deveria estar perto dos 10% para que não houvesse aumento do montante pago em impostos.

Os economistas Manuel Pires e Fábio Goto calcularam o que chamaram de “alíquota neutra” do ponto de vista arrecadatório.

“Encontrou-se a alíquota neutra de 10,1% sobre o consumo. Considerando a alíquota proposta de 12%, a arrecadação da CBS incrementaria a arrecadação do PIS/Cofins em 1,9 p.p. da base ajustada de consumo”, dizem.

A Receita Federal afirmou à Folha que o PIB é apenas 1 dos fatores que influenciam no desempenho da CBS. “A arrecadação de cada tributo, considerada em relação ao PIB, apresenta variações de modo independente das alterações legislativas na apuração do tributo. Ainda que não se tenha alteração alguma no tributo, o valor arrecadado em cada ano poderá variar para mais ou para menos em relação ao PIB”, disse.

O Ministério da Economia diz que a CBS foi delineada para manter “a equivalência da carga tributária agregada do PIS/Cofins” em relação aos recolhimentos gerais.

O projeto entregue pelo Planalto é a 1ª etapa das mudanças a serem indicadas pelo governo para o sistema tributário, considerado complexo pelo setor produtivo. A proposta pretende simplificar o modelo de cobrança e diminuir as disputas judiciais.

A proposta está sendo discutida na comissão mista da reforma tributária. Ainda não há previsão de votação.

 

Fonte: Poder 360

2020-10-20T12:58:42-03:00outubro 20th, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

G1 – Vendas no varejo nos EUA aceleram em setembro

Indicador teve alta de 1,9% no mês passado, após um ganho não revisado de 0,6% em agosto.

As vendas no varejo dos EUA aumentaram mais do que o esperado em setembro, confirmando um forte trimestre de atividade econômica, embora a recuperação da recessão esteja em uma encruzilhada conforme o auxílio do governo chega ao fim e novas infecções de Covid-19 aumentam pelo país.

As vendas no varejo saltaram 1,9% no mês passado, após um ganho não revisado de 0,6% em agosto, disse o Departamento de Comércio nesta sexta-feira (16). Economistas ouvidos pela Reuters previam aumento de 0,7% nas vendas no varejo em setembro.

As vendas no varejo se recuperaram para acima do nível de fevereiro, com a pandemia aumentando a demanda por bens que complementam a vida em casa, incluindo carros, móveis e eletrônicos.

Excluindo automóveis, gasolina, materiais de construção e serviços alimentícios, as vendas aumentaram 1,4% no mês passado, após uma queda revisada para baixo de 0,3% em agosto.

 

O estímulo fiscal, especialmente um subsídio semanal pago a dezenas de milhões de americanos desempregados, impulsionou as vendas, colocando os gastos do consumidor e a economia em geral no caminho para marcar o crescimento mais acelerado já registrado no terceiro trimestre.

 

As estimativas de crescimento para o trimestre julho-setembro chegam a 35,2% na taxa anualizada. A economia contraiu-se a um ritmo de 31,4% no segundo trimestre, a queda mais profunda desde que o governo começou a manter registros em 1947.

 

Mas o dinheiro do governo praticamente secou. A Casa Branca e o Congresso estão lutando para chegar a um acordo sobre outro pacote de resgate para empresas e desempregados. O governo informou na quinta-feira que os novos pedidos de seguro-desemprego aumentaram para um pico em dois meses na semana passada.

 

Fonte: G1

 

2020-10-20T12:56:58-03:00outubro 20th, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

InfoMoney – 5 passos para obter melhores resultados da sua marca no varejo

Acompanhar o seu negócio e ter a visibilidade do que realmente acontece no campo é o sonho de muitas indústrias, e a REsight pode te ajudar

O momento atípico e extraordinário que vivemos, em que uma pandemia impôs mudanças drásticas na forma que trabalhamos, nos relacionamos com as pessoas e consumimos, vimos a importância que certos produtos têm em nosso cotidiano. Por trás de prateleiras ou estoques cheios, há um complexo trabalho de execução e monitoramento de varejo por parte dos promotores, representantes e, consequentemente, das indústrias de bens e consumo.

Afinal, o que é Execução e Monitoramento de Varejo?
Imagine num mercado, uma gôndola com diversas caixas e garrafas de diferentes tipos e fornecedores de leite, por exemplo. Para deixá-la completamente abastecida, cada marca conta com um profissional responsável por acompanhar e analisar as vendas daquele PDV (ponto de venda) para que, assim, possa mensurar quais tipos de leite precisam ser disponibilizados em maior ou menor quantidade no local.

Este trabalho desempenhado pelo promotor ou representante é a Execução e Monitoramento de Varejo (ou Retail Execution and Monitoring). Além desta, está entre as atividades deste profissional realizar auditorias de varejo, coleta de informações, geração de pedidos, reabastecimento de prateleiras, faturamento ou cobrança de pagamentos, descontos e muitas outras tarefas.

Apesar da capacidade analítica, da experiência e das impressões obtidas pelo promotor ou representante, certas atividades operacionais são trabalhosas e exigem precisão por parte de quem as executa e, por isso, acabam sendo demoradas. E tempo, aqui, é precioso, pois entre uma visita a PDV e outra, o promotor precisa se deslocar, preparar relatórios e, claro, elaborar estratégias assertivas para cada local de sua responsabilidade.

Tecnologia a favor
Para tal, existem hoje soluções tecnológicas que garantem a indústria uma visão mais ampla, detalhada e precisa de cada PDV por meio de sistemas que quantificam produtos na gôndola, elaboram gráficos e entregam dados em real time e que trazem informações únicas sobre o PDV – como as oferecidas pela REsight, solução mais completa de execução e monitoramento de varejo do Brasil.

“Com o uso dessas ferramentas, a indústria garante um aumento de produtividade do seu representante; além de uma melhor visibilidade da operação, dos resultados das visitas realizadas, das informações coletadas pelos promotores e do cumprimento de metas”, explica Christiano Galesi, CEO da REsight.

Segundo o executivo, essas soluções se sobressaem pelo custo-benefício que oferecem, já que, além de promoverem uma drástica redução de despesas decorrentes de estratégias falhas, deslocamentos e de mau aproveitamento de pessoal, também apresentam vantagens pela facilidade de manuseio e implementação.

“Neste meio de bens e consumo, tudo precisa acontecer com muita eficiência. Por isso, nos dias de hoje, fazer relatórios, contagem de produtos, anotações e planilhas à mão é não só ultrapassado, mas, também, contraproducente”, ressalta Galesi.

Para ajudá-lo a entender como a tecnologia pode ser útil ao seu negócio, confira os benefícios que ela pode agregar à sua equipe de campo e à sua liderança.

Ganho de agilidade e poder de negociação em todos os canais de venda

A inteligência artificial, quando utilizada a favor do vendedor, permite que ele tenha visibilidade completa de sua carteira de clientes no smartphone ou tablet. Com apenas alguns cliques ele acessa, por exemplo, o histórico de pedidos, títulos, entregas e pendências – insumos necessários para oferecer um atendimento profissional e individualizado.

Sendo assim, a solução Automação da Força de Vendas proporciona ao representante uma melhor experiência e compromisso com o varejista. Por meio da tecnologia de Machine Learning, o profissional obtém visões preditivas como consumo local, perfil de consumo dos clientes do PDV, sortimento recomendável e outros dados relevantes.

Além de ser disponibilizada no formato de aplicativo – a qual funciona mesmo sem acesso à internet –, a solução conta também com os canais de televendas, Portal B2B e até permite a realização de pedidos por WhatsApp com as mesmas políticas comerciais que são utilizadas nos demais canais.

Visão completa da sua marca no ponto de venda
Aumentar o sell-out e conquistar o ponto de venda é, sem dúvidas, um dos principais objetivos de todas as indústrias. Para que o caminho para atingir esta meta seja assertivo, estratégico e com o menor número de falhas possível, vale investir numa solução de trade marketing. O sistema oferecido pela REsight garante visibilidade de ruptura e permite realizar auditoria de preços, analisar a exposição dos produtos, acompanhar o alinhamento com o planograma – representação gráfica do formato de posicionamento de um produto na prateleira, gôndola e afins – e estudar concorrentes.

Agilidade na captação de dados
Por mais atencioso e experiente que seja o promotor, falhas humanas são comuns e esperadas, então, além de demorado, o método manual nem sempre traz resultados seguros.

Já é possível substituir todo esse trabalho por um “clique”. Com apenas uma foto dos produtos na gôndola, a inteligência artificial aplicada na solução de reconhecimento de imagem da REsight traz um diagnóstico completo, com dados precisos de ruptura, participação e alinhamento ao planograma.

Redução de custos e aumento de cobertura e produtividade

Conforme a equipe de campo vai crescendo, fica cada vez mais difícil traçar as melhores rotas e carteiras manualmente ou até mesmo com o suporte de aplicativos de mapas.

A solução disponibilizada pela REsight, por exemplo, não só traça as rotas de forma automática e em tempo real (ou seja: numa mudança de planos, as rotas são alteradas rapidamente e de forma inteligente), mas traz também informações precisas dos custos das rotas, melhores carteiras de cada representante, bem como um comparativo entre os planejamentos de visitas com a execução real.

Investir num Roteirizador comercial deve ser uma prioridade do negócio pois ao traçar as melhores rotas e carteiras de forma automática para os promotores ou representantes irá ajudar a reduzir despesas e atingir maior cobertura de todos os PDVs.

Relatórios atualizados sempre disponíveis para não ser surpreendido em reuniões
Chegar a uma reunião com dados imprecisos é um dos maiores pesadelos de todo e qualquer líder, além do constrangimento, uma informação errada pode resultar em um grande prejuízo para a companhia. Para resolver este tipo de problema, a REsight dispõe dos Dashboards de Gestão, que são painéis que oferecem uma visão centralizada dos dados capturados em campo, permitindo analisar a operação e extrair insights que auxiliam na direção e estratégia da companhia.

Fonte: InfoMoney

2020-10-20T12:52:20-03:00outubro 20th, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

Correio Braziliense – Editora Senac lança livro sobre o setor do varejo no novo normal

O autor Luiz Antonio Secco aborda diversas temáticas importantes para os lojistas, além de mostrar casos reais de varejistas de sucesso no país

A Editora Senac Rio lança o livro Varejo no Brasil em 2020: o novo medo e o novo normal do autor Luiz Antonio Secco. A obra tem o intuito de colaborar com sugestões e boas práticas que auxiliem os varejistas a tomar decisões de curto e médio prazo, garantindo a preservação dos negócios. Com 72 páginas o livro custa somente R$ 13 e pode ser adquirido em diferentes plataformas virtuais.

Luiz Antonio Secco é engenheiro formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Puc-Rio), com MBA da Harvard Business School. Ele que é especialista em varejo utilizou sua extensa experiência na área para escrever textos sobre temas práticos e de aplicação imediata, que abordam o fluxo e a gestão de caixa, a adequação da arquitetura e do atendimento nas lojas e o novo perfil dos consumidores.

Também será abordado o aumento da margem de vendas durante a recessão, a gestão das equipes e as perspectivas do comércio para 2021, entre outros assuntos que interessam aos varejistas que buscam manter suas lojas. Além disso, a obra traz casos de melhores práticas de franqueados no varejo brasileiro.

Fonte: Correio Braziliense

2020-10-20T12:50:53-03:00outubro 20th, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

Revista News – Natura UNA lança primeiro Batom Acetinado em Óleo

Natura UNA lança o primeiro batom em óleo com acabamento acetinado de alta cobertura da América Latina, com fórmula enriquecida com infusão de óleos, que auxiliam na recuperação da barreira de hidratação dos lábios.

Sua fórmula é composta por manteiga de murumuru, da biodiversidade brasileira, e óleos de girassol e noz pecã, que proporcionam hidratação imediata e por até 24 horas.

O acabamento acetinado proporciona um visual entre o semi-brilho e o fosco, apresentando textura leve e sete cores altamente pigmentadas: vermelho, vinho, rosa, violeta, marrom, rose e nude.

Para compor a inovação do lançamento, o Batom Acetinado em Óleo acompanha uma embalagem sofisticada e um aplicador exclusivo aveludado e macio, que libra a quantidade de produto exata. Além do toque macio, proporciona uma aplicação precisa e sem esforço.

 

Fonte: Revista News

2020-10-20T12:49:41-03:00outubro 20th, 2020|Categories: ABEVD Clipping|

Brazil Beauty News – Amakha Paris cresce em meio à pandemia e prevê faturar R$ 300 milhões em 2020

Fundada há três anos, a empresa de vendas diretas de produtos de beleza e cuidados pessoais chega a 1,2 milhão de consultores durante a crise da Covid no Brasil, registrando crescimento de 25% ao mês e com planos de internacionalização.

O Brasil ocupa atualmente a 6ª posição no ranking global de vendas diretas, com 4 milhões de revendedores em atuação no país em 2019, segundo dados da ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas). Mais da metade deles, 52%, estão no segmento de cosméticos e cuidados pessoais e para 2020, é esperado um crescimento expressivo deste mercado.

Desde o início da crise da Covid, cerca de 3 milhões de brasileiros perderam seus empregos, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Muitos, recorreram às vendas diretas. Somente em julho, houve aumento de 21% no número de revendedores no país, comparando com o mesmo mês do ano passado, de acordo com levantamento ABEVD.

Focada na venda direta de produtos de beleza e cuidados pessoais, a Amakha Paris confirma essa tendência de alta. “De maio a julho, obtivemos crescimento de 27% no número de consultores. Só em julho, foram 60 mil novos cadastrados”, revela a presidente da companhia Denise Bortoletto. “Acabamos de atingir a marca de 1,2 milhão de consultores”, revela.

Ritmo de lançamentos acelerado

A empresa foi fundada há três anos, tendo como base uma fórmula simples, segundo a executiva: a compra de produtos acessíveis e lucro de 100% nas vendas. “Além do sonho de construir um negócio próprio neste segmento com que já me identificava, tinha uma enorme vontade de poder transformar a vida de pessoas, criando oportunidade de geração de renda para profissionais sem perspectivas de emprego ou que tivessem a necessidade de renda extra para pagar contas e sustentar a família”, afirma.

Além de premiações por resultados, incentivos e plano de carreira para os consultores, ela diz que a empresa se compromete a oferecer produtos de qualidade e novidades constantes para manter a atratividade do negócio. “Mantivemos o ritmo de lançamentos acelerado, mesmo durante a pandemia. Expandimos a linha masculina de cuidados para barba, lançamos 27 fragrâncias de perfumes e uma linha completa de maquiagem”, ela cita.

Com mais de 70 itens, a linha que leva seu nome, DB – Denise Bortoletto MakeUp, foi a grande aposta da marca no primeiro semestre. “Lançamos em meio à pandemia e já é um sucesso de vendas. Nossa expectativa era vender os estoques iniciais em três meses, mas já nos primeiros 30 dias muitos itens se esgotaram”, comemora. “Continuaremos com lançamentos importantes neste segundo semestre”, acrescenta.

Internacionalização da marca

Nos últimos meses, a Amakha Paris tem registrado crescimento médio de 25% e a previsão é de encerrar o ano com faturamento de R$ 300 milhões. “Temos investido em pessoal, com novas contratações para a central de relacionamento, treinamento e expansão, e potencializamos os aportes em mídia, com ações de merchandising em programas de TV. Todo esse movimento faz parte de nossa estratégia para um crescimento rápido e sólido e uma forte atuação em todo o país”, afirma a presidente.

Mas suas expectativas não se limitam ao Brasil. “O nosso plano é ter uma filial em cada um dos estados brasileiros e internacionalizar a marca. Já ganhamos visibilidade na América Latina por meio dos consultores, que levam nossos produtos para diferentes países. Por isso, queremos estar presentes em localidades como Peru, Bolívia, Uruguai e Equador”, finaliza.

Fonte: Brazil Beauty News

 

2020-10-20T12:48:50-03:00outubro 20th, 2020|Categories: ABEVD Clipping|
Ir ao Topo