Agência Brasil – Indicador de Emprego da FGV atinge maior nível desde fevereiro de 2020

O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 1,6 ponto de junho para julho e atingiu 89,2 pontos. Esse é o maior nível desde fevereiro de 2020 (92 pontos), período anterior às medidas de isolamento adotadas para lidar com a pandemia de covid-19 no país.

O indicador é calculado com base em entrevistas com consumidores e com empresários da indústria e dos serviços e busca antecipar tendências do mercado de trabalho.

“O resultado positivo sugere que a melhora nos números da pandemia e a redução das medidas restritivas podem estar impulsionando a retomada do mercado de trabalho. Além disso, também há uma expectativa mais favorável em serviços, setor que emprega muito, com a maior circulação de pessoas. Mas é importante ressaltar que ainda existe um espaço para recuperação e que até mesmo o nível pré-pandemia ainda retratava um cenário desafiador no mercado de trabalho”, afirma o economista da FGV Rodolpho Tobler.

Dos sete componentes do Iaemp, cinco contribuíram para a alta de junho para julho, com destaque para o que mede a situação corrente dos negócios do setor de serviços, que cresceu 10,2 pontos no período.

Edição: Kelly Oliveira

2021-08-05T14:33:33-03:00agosto 5th, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

Agência Brasil – Lucro do BB cresce 48,4% no primeiro semestre

Influenciado pelo crescimento do crédito e pela queda nas provisões (reservas financeiras para cobrir eventuais calotes), o Banco do Brasil (BB) lucrou R$ 5,032 bilhões no segundo trimestre. O resultado elevou para R$ 10 bilhões o lucro líquido ajustado da instituição financeira nos seis primeiros meses do ano.

O valor é 48,4% maior que o registrado no primeiro semestre de 2020. Além do crédito e das provisões, o BB citou o crescimento das receitas e o programa de demissões e de fechamento de agências como fatores que elevaram os lucros no primeiro semestre.

Em relação ao segundo trimestre (abril a junho), o lucro líquido ajustado de R$ 5 bilhões representa aumento de 2,6% em relação ao primeiro trimestre deste ano. Na comparação com o segundo trimestre do ano passado, no auge das medidas de restrição social provocadas pela pandemia de covid-19, o crescimento chegou a 52,2%.

Crédito

Soma de todo o valor emprestado pelo banco, a carteira de crédito atingiu R$ 766,5 bilhões em junho, alta de 6,1% em relação a junho do ano passado. Os destaques foram as operações de varejo e de agronegócios. A carteira de crédito a pessoas físicas cresceu 10,3% na mesma comparação. O crédito para o agronegócio bateu recorde e atingiu R$ 205,9 bilhões, expansão de 9,7% na comparação com junho de 2020 e de 3,7% em relação ao primeiro trimestre.

O crédito para micro e pequenas empresas encerrou junho em R$ 81,6 bilhões, alta de 24,8% em relação a junho do ano passado. Segundo o BB, o crescimento deve-se a iniciativas como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), o Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Pese) e o Programa de Capital de Giro para Preservação de Empresas (CGPE).

Inadimplência

O índice de inadimplência acima de 90 dias alcançou 1,86% em junho, abaixo da média do Sistema Financeiro Nacional. Com a inadimplência sob controle, a Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (PCLD) atingiu R$ 5,4 bilhões no primeiro semestre, valor 52,1% menor que nos seis primeiros meses do ano passado.

A PCLD representa uma reserva financeira que um banco separa para cobrir eventuais calotes. Em 2020, o Banco do Brasil antecipou a constituição de provisões de crédito, como medida de prevenção dos possíveis impactos da pandemia.

As receitas com prestação de serviços somaram R$ 14,1 bilhões no primeiro semestre, alta de 0,4% em relação ao mesmo período do ano passado. As despesas administrativas caíram 0,2% na mesma comparação. No início do ano, o BB fechou agências e promoveu um programa de demissão incentivada para reduzir os custos operacionais.

Edição: Nádia Franco

2021-08-05T14:31:10-03:00agosto 5th, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

Agência Brasil – Vendas no varejo crescem 21,3% na cidade de São Paulo em julho

As vendas no varejo da cidade de São Paulo encerram julho com alta de 21,3%, mostra balanço da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). É o terceiro mês consecutivo de alta, na comparação mensal. Em relação a julho de 2020, a alta é de 37,8%.

A associação justifica que o percentual elevado se deve à base de comparação fraca, tendo em vista a queda expressiva nas vendas no ano passado por causa das medidas sanitárias restritivas para o comércio com objetivo de conter o avanço da pandemia da covid-19.

Também se verifica alta no acumulado do ano, com 7,4% de acréscimo nas vendas. O setor destaca, no entanto, que as perdas ainda não foram recuperadas. Em relação a julho de 2019, anterior à pandemia, o indicador é negativo. As vendas caíram 27,3%.

Edição: Fernando Fraga

2021-08-05T14:26:56-03:00agosto 5th, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

Direct Selling News – Tupperware Brands vê sucesso contínuo no plano de recuperação

Os destaques financeiros do segundo trimestre de 2021 da Tupperware incluíram vendas líquidas de $ 464,7 milhões e lucro GAAP diluído por ação de $ 0,67. O lucro diluído ajustado por ação totalizou US $ 0,95.

“O crescimento de vendas de dois dígitos reflete nossos investimentos iniciais e inúmeras iniciativas para criar um crescimento sustentável de longo prazo em nosso negócio principal de vendas diretas”, disse Miguel Fernandez, presidente e CEO da Tupperware Brands. “Estamos aumentando nossos investimentos em talentos nas operações, digital, finanças e liderança de mercado para nos prepararmos para a futura expansão dos negócios em novos canais.”

A América do Norte liderou o avanço positivo da empresa, com vendas líquidas de $ 155,8 milhões, seguida pela Ásia-Pacífico com vendas líquidas de $ 124,6 milhões.

“Continuamos a implementar com sucesso nosso Plano de Recuperação”, disse Sandra Harris, Diretora Financeira e Diretora Operacional da Tupperware Brands. “O crescimento das vendas juntamente com a entrega de lucro que continua a refletir nossos esforços de redimensionamento e redução de nossa dívida e melhoria do EBITDA, resultando em um índice de alavancagem de 2,05, são mais evidências de que está funcionando.”

2021-08-05T14:24:24-03:00agosto 5th, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

Cidade Marketing – Yakult: Agosto reúne diferentes celebrações para lembrar que a prevenção de doenças é fundamental em todas as idades

Considerado o ‘mês mais longo do ano’ pelo fato de ter 31 dias sem feriados, agosto foi escolhido por várias entidades para abrigar comemorações em prol da saúde. O mês começou com a campanha Agosto Dourado, em homenagem à Semana Mundial da Amamentação (1 a 7 de agosto); depois recebeu o Dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer (4 de agosto), o Dia Nacional da Saúde, o Dia Nacional da Vigilância Sanitária e o Dia da Farmácia (5 de agosto).

Em 8 de agosto celebra-se o Dia Nacional de Prevenção e Controle do Colesterol. A Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose começa dia 10 e, de 21 a 27, acontece a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. O mês termina celebrando o Dia Nacional de Combate ao Fumo (29) e o Dia Nacional de Conscientização Sobre a Esclerose Múltipla (30). Além disso, as enfermeiras comemoram seu dia em 10 de agosto, os psicólogos no dia 27 e os nutricionistas no dia 31.

Todas as campanhas visam a conscientização da população para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças – muitas completamente desconhecidas da maior parte das pessoas. Embora a prevenção de doenças seja um tema atual, o conceito de Medicina Preventiva surgiu no século 20. O movimento, iniciado entre 1920 e 1950 na Inglaterra, nos Estados Unidos e no Canadá, criticava a medicina curativa e propunha mudar o foco da prática médica – que até então se concentrava exclusivamente no tratamento das doenças – para uma visão mais voltada à promoção da saúde.

No Japão, um dos precursores da Medicina Preventiva foi o médico sanitarista Minoru Shirota – fundador da Yakult –, que desenvolveu um leite fermentado com microrganismos probióticos (Lactobacillus casei Shirota) para prevenir os distúrbios intestinais que atingiam as crianças no Japão na década de 1920. Por acreditar que o ‘intestino saudável conduz a uma vida longa’, o pesquisador entendia que, se melhorasse a população de microrganismos residente na microbiota intestinal, conseguiria evitar as infecções intestinais.

Ao longo do século 20, milhares de estudos demonstraram que a microbiota intestinal está realmente envolvida com vários estados de saúde e de doença – que vão muito além das infecções e dos distúrbios intestinais –, confirmando os achados do médico Minoru Shirota e reforçando a necessidade de cuidados com os intestinos. Nos últimos 20 anos, graças às modernas ferramentas de biologia molecular e aos métodos de sequenciamento genético, os estudos relacionados ao microbioma humano ganharam mais peso e consistência.

A Yakult, multinacional japonesa que desenvolve produtos baseados na ciência da vida há 86 anos, investe em pesquisas constantes para entender de que maneira a microbiota intestinal pode ajudar a prevenir doenças. Entre as descobertas estão a possibilidade de controle de enfermidades metabólicas – como a elevação do colesterol e a resistência à insulina.

Em outro estudo, os cientistas avaliaram as propriedades imunomoduladoras do probiótico Lactobacillus casei Shirota para melhorar a função imune de idosos e adultos.

Além disso, o Instituto Central Yakult, em Tóquio, investiga a ação da cepa probiótica para ajudar na prevenção do câncer. Os pesquisadores da Yakult encontraram, mais recentemente, uma conexão entre a biologia do câncer e a resistência imunológica e, ao desenvolver experimentos, identificaram a eficácia do Lactobacillus casei Shirota em relação ao câncer de bexiga colorretal, pólipo adenomatoso e mama.

Os pesquisadores da Yakult também desenvolveram estudos que demonstraram a ação benéfica da cepa probiótica em relação a fumantes, sugerindo que a ingestão do Lactobacillus casei Shirota pode melhorar a atividade das células de defesa Natural Killer (NK), que geralmente são afetadas nos indivíduos com hábitos de fumo.

Nos últimos 10 anos, os cientistas também têm investigado o eixo cérebro-intestino-microbiota para entender até que ponto a comunidade microbiana intestinal está envolvida com transtornos psiquiátricos e do desenvolvimento, a exemplo de depressão, ansiedade, esquizofrenia, doença de Parkinson, mal de Alzheimer e transtorno do espectro autista. Boa parte dos resultados sugere que as bactérias intestinais podem ser um gatilho para o desenvolvimento desses transtornos por influenciar o sistema nervoso central e a formação dos circuitos de estresse.

Inúmeros estudos também já demonstraram que a amamentação é fundamental para os bebês, porque os anticorpos e as bactérias presentes no leite materno vão modular o intestino da criança, favorecer a formação de uma microbiota mais saudável e, consequentemente, ajudar a prevenir doenças na infância e na vida adulta. As bactérias presentes no leite humano já estão bem descritas na literatura científica e, segundo especialistas, a amamentação é fundamental até os seis meses de vida da criança e pode ser estendida até os dois anos de idade, sempre que possível.  Assim, ao celebrar todas as campanhas voltadas à saúde no mês de agosto, a comunidade médica nacional e internacional pretende que a população se conscientize e passe a ter hábitos mais saudáveis – que envolvem boa alimentação, prática de atividade física e consumo de alimentos contendo probióticos para manter o bom funcionamento do intestino –, fatores que favorecerão uma vida longa e saudável.

2021-08-05T14:17:38-03:00agosto 5th, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

Agência Brasil – Trabalho remoto gerou economia de R$ 1,4 bi no Executivo federal

O trabalho remoto dos servidores públicos federais durante a pandemia da covid-19 gerou economia de R$ 1,419 bilhão, divulgou hoje (3) a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia. O levantamento considerou a redução de gastos de custeio (manutenção da máquina pública) de março de 2020 a junho de 2021.

Ao todo, foram analisados cinco tipos de despesas: diárias; passagens e locomoção; energia elétrica; água e esgoto; e cópias e reprodução de documentos. De acordo com o Ministério da Economia, cerca de 190 mil servidores públicos federais continuam trabalhando de forma remota, o equivalente a 32% do total.

A digitalização dos serviços públicos contribuiu para a manutenção do trabalho remoto. Atualmente, o Portal Gov.br oferece 4.648 serviços, dos quais 3.284 (70,7%) são completamente digitalizados, dispensando a necessidade de o cidadão sair de casa. Outros 647 serviços (13,9%) são parcialmente digitalizados, requerendo o envio de documentos físicos ou a ida a alguma unidade de atendimento em alguma etapa, e 717 (15,4%) não são digitais, apenas iniciados pelo portal e executados fisicamente.

Segundo o levantamento, o maior volume de economia foi registrado com passagens e despesas com locomoção, com R$ 512,6 milhões que deixaram de ser gastos desde o início da pandemia. Em seguida vêm os gastos com diárias em viagens (R$ 450,2 milhões); energia elétrica (R$ 392,9 milhões); cópias e reproduções de documentos (R$ 57,7 milhões); e serviços de água e esgoto (R$ 5,9 milhões). Todos os valores foram atualizados pela inflação do período considerando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Programa permanente

Por meio do Programa de Gestão (PG), o Ministério da Economia pretende transformar o teletrabalho permanente em alguns órgãos, incentivando os órgãos federais a adotar o trabalho remoto em atividades em que a presença física dos servidores não seja essencial. Até o momento, nove órgãos federais completaram o processo de adesão.

Entre os ministérios, as pastas da Economia, da Cidadania, do Desenvolvimento Regional aderiram ao teletrabalho permanente. Completam a lista a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel); a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq); a Controladoria-Geral da União (CGU); a Advocacia-Geral da União (AGU); o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Segundo o Ministério da Economia, o Programa de Gestão representa uma mudança de cultura, ao substituir controle de frequência por controle de produtividade, com metas, prazos e tarefas definidas, o que contribui para aprimorar a qualidade do serviço público. As regras para o teletrabalho no Poder Executivo estão regulamentadas pela Instrução Normativa 65, de julho de 2020.

Edição: Fernando Fraga

2021-08-04T11:58:59-03:00agosto 4th, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

G1 – Bovespa retoma os 123 mil pontos apoiada por avanço de ações da Vale

O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, fechou em alta de 0,87%, aos 123.576 pontos, nesta terça-feira (3).

O resultado foi apoiado pelo avanço de 3,4% das ações da Vale, que ajudou a reverter perdas de parte da sessão, quando prevaleceram os receios sobre o cenário fiscal brasileiro.

Com o resultado deste pregão, a bolsa acumula alta de 1,46% no mês e de 3,83% no ano.

Cenário

Na agenda econômica, o IBGE divulgou que a produção industrial brasileira teve variação nula em junho, depois de avançar 1,4% em maio. Com o resultado, acumulou queda de 2,5% no 2º trimestre, na comparação com os primeiros 3 meses do ano.

“O resultado fraco mostra os desafios da economia brasileira em especialmente numa semana onde devemos ver um aumento na intensidade de alta na taxa básica de juros”, avaliou o economista-chefe da Necton, André Perfeito.

O Banco Central define nesta quarta-feira sua taxa de juros, e o mercado aposta em uma aceleração na alta da Selic em agosto, depois que a prévia da inflação deste mês veio acima da esperada. A expectativa é que a taxa tenha uma alta de 1 ponto percentual, de 4,25% para 5,25% ao ano.

Na cena política, os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Flavia Arruda (Secretaria de Governo) apresentaram na véspera aos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a proposta de criação do novo programa social do governo e o parcelamento dos precatórios para viabilizar a ampliação no Bolsa Família.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reconheceu nesta terça-feira que o governo possivelmente dormiu no ponto em relação ao salto verificado na conta de precatórios para o próximo ano, da ordem de R$ 90 bilhões, e admitiu que o governo já redigiu esboço de Proposta de Emenda à Constitucional (PEC) para instituir uma nova dinâmica de pagamento, destaca a Reuters. Segundo Guedes, o pagamento integral de precatórios atingiria as despesas do governo como um todo e não só o programa Bolsa Família, razão pela qual a União está trabalhando em proposta para flexibilizar as regras.

Para Alejandro Ortiz, economista da Guide Investimentos, a impressão que fica é de que essa é uma forma de acomodar medidas populistas do presidente Jair Bolsonaro com a retirada de componentes importantes do teto de gastos: “Isso tende a elevar o risco fiscal e gestão da divida pública”, afirmou.

A corretora Commcor destacou que os ativos locais mostram “fragilidade ímpar em meio às tensões políticas e fiscais”, com destaque à CPI da Covid, o conflito entre Poderes e a “ofensiva populista” do presidente Jair Bolsonaro por meio de um programa social “bombado” que torna a trajetória fiscal ainda mais delicada.

A corretora observou ainda que agentes de mercado devem continuar observando a instauração de inquérito administrativo pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra Bolsonaro, com notícia-crime enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), em razão de críticas e ameaças ao sistema eleitoral.

No exterior, permanece a preocupação com o aumento de casos da variante Delta do coronavírus. Os investidores aguardam também para sexta-feira a divulgação de dados sobre o emprego e o desemprego nos Estados Unidos, em busca de pistas sobre a trajetória da política monetária na maior economia do mundo.

2021-08-04T11:56:12-03:00agosto 4th, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

ISTO É DINHEIRO – Varejo prevê aumento de 32% nas vendas de Dia dos Pais; veja promoções

O Dia dos Pais será celebrado no próximo domingo (8), e os grandes varejistas já preparam promoções para atrair o consumidor. Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) prevê um aumento médio de 32% nas vendas de produtos dessa semana em relação a 2020, o que representa um adicional de RS$ 870 milhões.

A semana que antecede o Dia dos Pais ainda busca retomar os níveis de consumo de 2019, antes do início da pandemia de Covid-19. A expectativa é que, neste ano, o tíquete médio seja de RS$ 192, aumento de 11,6% em relação ao ano passado. As categorias de presente de maior destaque na data são artigos esportivos, eletrônicos e calçados.

Já um levantamento feito pelo Google com 800 entrevistados e divulgado pela Folha de S. Paulo mostra que mais de 60% das pessoas devem fazer compras pela internet para o Dia dos Pais. Outros 20% ainda não sabem se irão comprar presentes.

Por outro lado, uma pesquisa da Zoox, empresa brasileira de tecnologia presente em 19 países, com 4.200 pessoas, mostra que 60,57% dos participantes não irão comprar presentes no Dia dos Pais. Entre os que vão presentear, os artigos mais procurados são peças de vestuário (33,42%) e cosméticos/perfumes (24,59%). O levantamento indica ainda que o pagamento por cartão de crédito é o meio de pagamento mais escolhido por 39% dos entrevistados, atrás do PIX, com 28% da preferência.

Confira as promoções:

Shoppings

– Shopping Villa Lobos: sorteia dez adegas de vinhos em 16 de agosto. Para participar é preciso baixar o app do shopping e cadastrar uma nota fiscal de qualquer valor até 10 de agosto.

– Shopping Tamboré: sorteia um Jeep Renegade em 13 de agosto. Para participar é preciso cadastrar uma nota fiscal no app do shopping até 8 de agosto.

– Shopping Santa Cruz: sorteia 20 cartões de presente de RS$ 500 no dia 18 de agosto. Para participar é preciso cadastrar uma nota fiscal no app do shopping até 13 de agosto

– Bahia Shopping: sorteia uma BMW i3 BEV Full, elétrica, em 8 de setembro. Para participar é preciso cadastrar os números no site do shopping – cada RS$ 350 em compras valem dois cupons para concorrer

Amazon

– Notebook Dell Inspiron 11ª Geração tem desconto de RS$ 502,94;
– Falante Echo Dot Alexia tem RS$ 100 de desconto;
– Perfume Hugo Boss Bottled Night tem RS$ 97,96 de desconto;
– Fone de ouvido Bluetooth Motorola Pulse Escape tem desconto de RS$ 152,96;
– Relógio Garmin Forerunner tem desconto de RS$ 182,68
– Uísque Johnnie Walker Double Black 1 litro tem desconto de RS$ 18,91
– Xbox Series S tem desconto de RS$ 279,10

Samsung

– Quem comprar um notebook Galaxy Pro 360 ganha um fone de ouvido sem fio até 10 de agosto
– Quem comprar um Galaxy S21 5G ou Ultra 5G até 8 de agosto ganha um vale compras de RS$ 500 em outros produtos da merca.

Vivo

Clientes de conta digital ganharão 6 GB extra de internet em seus aparelhos celulares se houver fidelidade no plano vigente.

Positivo

– Sorteia RS$ 80 mil em prêmios até 31 de agosto para compradores de notebooks, celulares, tablets e produtos das marcas 2A.M., Vaio, Anker, Compaq e Positivo. Para participar, basta entrar no site mesdospaispositivo.com.br, cadastrar a nota fiscal da compra e enviar uma foto com até duas pessoas.

2021-08-03T14:37:21-03:00agosto 3rd, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

Agência Brasil – Balança comercial tem segundo maior superávit para meses de julho

A alta das importações em ritmo maior que o das exportações fez o superávit da balança comercial recuar levemente em julho. No mês passado, o país exportou US$ 7,395 bilhões a mais do que importou. Esse foi o segundo melhor resultado da história, só perdendo para julho do ano passado (US$ 7,601 bilhões).

Apesar da queda de 2,7% em valores absolutos, o saldo comercial em julho bateu recorde pelo critério da média diária. Ao dividir o superávit pelo número de dias úteis, o saldo cresceu 1,7% em julho de 2021 na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo o Ministério da Economia, a diferença decorre do fato de que julho deste ano teve 22 dias úteis, contra 23 em 2020.

No mês passado, as exportações somaram US$ 25,529 bilhões, alta de 37,5% sobre julho de 2020 pelo critério da média diária. As exportações bateram recorde para todos os meses desde o início da série histórica, em 1989. As importações totalizaram US$ 18,133 bilhões, alta de 60,5% na mesma comparação.

A alta no preço das commodities sustentou as exportações. No mês passado, o volume de mercadorias embarcadas caiu 8% em relação a julho de 2020. Os preços subiram, em média, 43,1% na mesma comparação. Por causa da quebra na safra de milho, afetada pela seca e pelas geadas, as exportações do produto caíram US$ 223 milhões em julho na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Do lado das importações, as compras de combustíveis, de adubos e fertilizantes e de partes e acessórios de veículos apresentaram o maior crescimento. A alta do dólar, associada à elevação no preço internacional do petróleo (usado tanto nos combustíveis como em parte dos fertilizantes), pressionou as importações. A recuperação da economia também elevou o consumo. No mês passado, o volume importado subiu 31%, e os preços médios aumentaram 15,4%.

Acumulado

Com o resultado de julho, a balança comercial acumula superávit de US$ 44,126 bilhões nos sete primeiros meses do ano. O resultado é 48,6% maior que o dos mesmos meses de 2020, também pelo critério da média diária, e também é o maior da série histórica para o período. O recorde anterior, de 2017, estava em US$ 36,318 bilhões.

Em 2021, as exportações continuam a crescer mais que as importações. As vendas para o exterior somaram US$ 161,416 bilhões, alta de 35,3% pela média diária em relação aos sete primeiros meses do ano passado e valor recorde desde o início da série histórica. As compras do exterior totalizaram US$ 117,289 bilhões, aumento de 30,5% pelo mesmo critério.

Estimativa

Em julho, o governo elevou para US$ 105,3 bilhões a previsão de superávit da balança comercial neste ano, o que garantiria resultado recorde. A estimativa já considera a nova metodologia de cálculo da balança comercial. As projeções estão mais otimistas que as do mercado financeiro. O boletim Focus, pesquisa com analistas de mercado divulgada toda semana pelo Banco Central, projeta superávit de US$ 70,37 bilhões neste ano.

Em abril, o Ministério da Economia mudou o cálculo da balança comercial. Entre as principais alterações, estão a exclusão de exportações e importações fictícias de plataformas de petróleo. Nessas operações, plataformas de petróleo que jamais saíram do país eram contabilizadas como exportação, ao serem registradas em subsidiárias da Petrobras no exterior, e como importação, ao serem registradas no Brasil.

Outras mudanças foram a inclusão, nas importações, da energia elétrica produzida pela usina de Itaipu e comprada do Paraguai, num total de US$ 1,5 bilhão por ano, e das compras feitas pelo programa Recof, que concede isenção tributária a importações usadas para produção de bens que serão exportados. Toda a série histórica a partir de 1989 foi revisada com a nova metodologia.

Edição: Nádia Franco

2021-08-03T14:33:45-03:00agosto 3rd, 2021|Categories: ABEVD na mídia|

Agência Brasil – Uso da capacidade instalada industrial atinge maior nível desde 2013

A utilização da capacidade instalada registrou alta de 0,9 ponto percentual em junho atingindo seu maior patamar desde abril de 2013, informou hoje (2) a Confederação Nacional da  Indústria (CNI).

Segunda a pesquisa de indicadores industriais, o nível de atividade da indústria chegou a 82,9% em junho, na taxa que já desconsidera efeitos sazonais (oscilações típicas de determinadas épocas do ano).

Outro indicador que reverteu tendência de queda e voltou a subir em junho, segundo a CNI, foi o de horas trabalhadas, que registrou alta de 0,3%. Mesmo assim, no primeiro semestre a baixa acumulada é de 3,4%. A CNI frisou, contudo, que o indicador se encontra em patamar superior ao de antes da crise provocado pela pandemia da covid-19.

O nível de emprego industrial, por sua vez, continuou a subir pelo décimo primeiro mês consecutivo, com 0,5% de alta, e acumula alta de 3,3% no semestre, maior marca desde 2010, quando foi registrado aumento de 4,2%, segundo a série histórica mantida pela CNI.

Ainda assim, após uma queda acentuada em 2020, o nível de emprego na indústria se encontra no mesmo patamar de agosto de 2016.

Outra alta no semestre, nesse caso de 2,5%, foi a da massa salarial real – soma de todos os salários pagos na indústria, descontada a inflação. O indicador, entretanto, vem apresentando resultados oscilantes. Em junho, o aumento foi de 1,1%, após queda de 1% em maio.

Já o rendimento médio real – já descontada a inflação – da indústria apresentou nova retração de 0,9% em junho, após baixa de 1,4% em maio. Ambas as quedas revertem as altas registradas em fevereiro e março. No primeiro semestre deste ano, o resultado acumulado é de menos 1,3%.

Edição: Fernando Fraga

2021-08-03T14:30:45-03:00agosto 3rd, 2021|Categories: ABEVD na mídia|
Ir ao Topo