Resumo Diário – PNAD Contínua aponta que 40% da população brasileira ocupada atua como autônoma

Aumento das atividades autônomas, como a Venda Direta, impulsionaram a diminuição da taxa de desemprego no país

O desemprego no Brasil atingiu o menor índice desde o segundo trimestre de 2015, 9,3%, como apontam os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). O índice não possui relação apenas com postos de trabalho de carteira assinada, mas também com o crescimento do número de trabalhadores autônomos, que hoje totalizam 40% da população empregada.

São cerca de quatro milhões de empreendedores independentes que trabalham com Venda Direta no Brasil — popularmente conhecidos como revendedores ou consultores –, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD). O setor é formado por trabalhadores autônomos que escolheram revender produtos e/ou serviços de empresas.

O setor conta com quase metade dos empreendedores entre 18 a 29 anos (48,1%), deixando de ser apenas uma oportunidade para quem precisa de renda extra, mas também uma opção de empreendedorismo para uma geração que cresceu com acesso à internet, e que viu na familiaridade e no alcance da rede, juntamente com o baixo investimento inicial, uma possibilidade de ser seu próprio chefe e dedicar a quantidade de horas que desejar para o trabalho.

Além disso, a Venda Direta tem se tornado cada vez mais digital, considerando os dados da ABEVD que apontam que mais da metade dos empreendedores — 53,5% — classificam aplicativos de mensagens, internet e mídias sociais como os meios mais utilizados para venda e divulgação dos produtos.

A empreendedora Layane Santiago considera a liberdade como a grande vantagem da Venda Direta. “Mais qualidade de vida, mais tempo e liberdade geográfica e fazer meu próprio horário. A Venda Direta me traz todos esses benefícios”.

“Como produtor rural eu trabalhava das 5h da manhã até às 23h e, por muito tempo, eu me sentia preso. Conheci o setor com a indicação de um amigo, e por quatro anos dividia meu tempo como produtor rural e empreendedor, mas depois disso, passei a me dedicar 100% para a Venda Direta”, relata o empreendedor Marcelo Oda.

A presidente-executiva da ABEVD, Adriana Colloca, destaca “Ter seu próprio negócio está entre os maiores sonhos do brasileiro. E a venda direta proporciona isso sem com maior segurança, e com o diferencial de os programas de treinamento, oferecidos pelas empresas e pela própria ABEVD, para conhecer, se atualizar e crescer no mundo das vendas”, pontua.

A ABEVD

A Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 1980 para promover e desenvolver a venda direta no Brasil, bem como representar e apoiar empresas que comercializam produtos e serviços diretamente aos consumidores finais. A entidade é membro da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA), organização que congrega as associações internacionais de vendas diretas existentes no mundo. Por isso, segue os códigos de ética implantados por suas filiadas, que representam mais de 70 países.

Fonte: Resumo Diário.

2022-08-31T09:58:33-03:00agosto 31st, 2022|Categories: ABEVD na mídia|

93 Notícias – Mary Kay Inc. destaca sua estratégia sustentável global na Conferência Internacional por um Futuro Sustentável

Conferência aconteceu em Praga, na República Tcheca

Todos nós temos a responsabilidade de cuidar do meio ambiente e do mundo que nos cerca. A sustentabilidade deve ser uma atividade coordenada e um compromisso global. No final de junho, a Conferência Internacional por um Futuro Sustentável, patrocinada pela Mary Kay Inc., aconteceu no histórico Palácio Martinický, um patrimônio mundial da UNESCO. Líderes de pensamento, especialistas, empresas e executivos de organizações sem fins lucrativos de vários setores se reuniram nas dependências históricas para compartilhar, formar redes e ensinar o público sobre padrões inovadores e sustentáveis para participar com sucesso da luta pela preservação dos recursos preciosos do mundo para atuais e futuras gerações.

A Mary Kay Inc., antiga defensora da sustentabilidade, antecipou-se ao evento ao anunciar em 2021 sua nova estratégia de sustentabilidade: Enriching Lives Today for a Sustainable Tomorrow (Melhorar vidas para um amanhã sustentável). A estratégia foi desenvolvida com as principais partes interessadas da empresa e está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, tornando Mary Kay parte essencial de uma coalizão internacional para provocar mudanças em prol de um futuro melhor.

A Conferência Internacional por um Futuro Sustentável foi organizada pela Startup Disrupt, um marketplace global para empresas startups que querem ajudar uma nova geração de fundadores de startups, engenheiros, desenvolvedores, inovadores de tecnologia e outros a obterem sucesso. O evento se concentrou em temas como cidades inteligentes (infraestrutura, desenvolvimento), eletromobilidade (mobilidade elétrica, energia e recursos renováveis, economia e política), negócios sustentáveis (meio ambiente, taxonomia, finanças sustentáveis) e vida sustentável (agrotecnologia, desperdício de alimentos, disrupção da moda, agricultura inteligente).

Palestrantes com formações e experiências diversas dividiram seu conhecimento na conferência sobre futuro sustentável e representaram vários setores, como fundadores de startups, executivos de pequenas e grandes empresas, ministérios, associações, sindicatos, câmaras, grupos de investimento, formuladores de políticas (Comissão Europeia), institutos de ciência e de pesquisa, universidades e organizações sem fins lucrativos.

“A estratégia global de sustentabilidade da Mary Kay, Enriching Lives Today for a Sustainable Tomorrow, está ancorada nas três dimensões do desenvolvimento sustentável: econômica, ambiental e social”, afirmou Edita Szaboova, gerente geral da Mary Kay na República Tcheca e na Eslováquia. “Devidoànossa presença global, sabemos que nossa obrigação moral é continuar o legado de Mary Kay de fazer a coisa certa: hoje, amanhã e sempre. Nosso foco está em operações de manufatura eficientes, diminuindo nosso impacto ambiental e identificando oportunidades para melhor aproveitamento dos recursos. Estamos nos desafiando a ampliar as práticas sustentáveis em nossos negócios através do desenvolvimento de produtos, projetos, compra responsável e mitigação da poluição plástica.”

“Não existe um planeta B! Não podemos esquecer esse lema. Muitas empresas na União Europeia se concentram em práticas comerciais sustentáveis. Na Conferência Internacional por um Futuro Sustentável, mostramos nossos melhores resultados aqui na República Tcheca e, ao mesmo tempo, inspiramos as melhores práticas no mundo. A Mary Kay, com sua visão robusta em sustentabilidade, é uma força que surge eàqual podemos nos associar”, afirmou Patrik Juránek, fundador e CEO da Startup Disrupt.

A próxima reunião organizada pela Startup Disrupt ocorrerá no Palácio Clam-Gallas, em Praga, na República Tcheca, em 13 de setembro. O tema do encontro será a Diversidade e reunirá mais de 50 palestrantes representando várias marcas tchecas e internacionais. Palestrantes e líderes de pensamento participarão de painéis de discussão sobre diversos tópicos sobre Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI): vieses e microagressões; contratação de pessoas com deficiência; design inclusivo e inovação, e empoderamento feminino, entre outros. Virginie Naigeon-Malek, chefe global de sustentabilidade e impacto social da Mary Kay Inc., falará na conferência sobre o empoderamento feminino e compras responsivas ao gênero como poderosa estratégia para o crescimento sustentável inclusivo.

“Uma em cada três empresas no mundo pertence a mulheres. No entanto, em média, empresas de propriedade feminina faturam mundialmente menos de 1% de todos os gastos com compras de grandes empresas e dos poderes públicos”, declarou Virginie Naigeon-Malek. “Esses dois números representam dois lados da mesma moeda: a realidade chocante de um e a enorme oportunidade pela frente do outro. Políticas e práticas de compra eficazes podem ser usadas como estratégia poderosa para ajudar empreendedoras em nossa iniciativa de recuperação dos impactos econômicos da pandemia e de repensar as práticas de negócios com uma mentalidade DEI, a fim de realizar mudanças em prol de um crescimento inclusivo. Essa imensa lacuna na representação oferece a oportunidade de promover ações de apoio a negócios femininos em todo o mundo: uma oportunidade única não apenas de se restabelecer com melhores condições, mas, ainda mais importante, de se restabelecer em condições de igualdade.”

2022-08-31T09:51:13-03:00agosto 31st, 2022|Categories: ABEVD Clipping, Notícias do Setor|

Agência Brasil – Melhora das expectativas puxa Índice de Confiança do Comércio

Pesquisa da FGV ouviu 780 empresas

O Índice de Confiança do Comércio, calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), teve alta de 4,3 pontos em agosto, com a melhora das expectativas dos empresários sobre o futuro do setor. A sondagem foi divulgada hoje (30), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da FGV, com informações de 780 empresas.

Segundo a pesquisa, apesar de o índice que mede as expectativas ter avançado de 84,8 para 94,5 pontos, a avaliação da situação atual recuou de 105,6 pontos para 104,2 pontos, o que indica demanda ainda em queda.

Avanço

Com as pontuações, o resultado global do índice avançou de 95,1 para 99,4 pontos, se aproximando do patamar de 100 pontos, que é considerado neutro. Valores abaixo de 100 nessa escala são considerados negativos.

O economista da FGV IBRE, Rodolpho Tobler, avalia que a desaceleração da inflação, medidas de estímulo do governo e a melhora da confiança do consumidor contribuem para o ânimo dos empresários do setor para os próximos meses.

“Contudo, embora mais otimistas, isso não tem se refletido nas avaliações sobre o presente, já que, pelo segundo mês consecutivo, os indicadores que medem a demanda seguem em queda. Para os próximos meses, ainda é possível imaginar resultados positivos, mas é necessária cautela, considerando o ambiente macroeconômico ainda frágil e com alguma oscilação devido à proximidade das eleições”, explicou.

Edição: Kleber Sampaio

2022-08-31T09:47:21-03:00agosto 31st, 2022|Categories: ABEVD Clipping, Economia|

Mirian Gasparin – Venda Direta De Quem Disse, Berenice? É Impulsionada Por Empreendedorismo Feminino

Em 2021, todas as categorias de produtos da Quem Disse, Berenice? entraram na venda direta e, desde então, o modelo tem alavancado os resultados da marca conquistando o posto de segundo maior canal de comercialização de seu portfólio, atrás apenas das lojas físicas. Por meio do catálogo multimarcas Eu Amo Make, os revendedores do Grupo Boticário oferecem as categorias de QDB de forma otimizada para os consumidores, fortalecendo o empreendedorismo feminino e movimentando negócios locais.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Venda Direta (ABEVD), o Brasil ocupa a 7ª posição mundial em venda direta, com faturamento de mais de U$7 bilhões. Os revendedores do Grupo constituem parte substancial de um ecossistema de vendas que fortalece não apenas mulheres em busca de renda extra, mas também considera a base de lojistas franqueados como importante ponto focal de distribuição e coordenação omnichannel.

“De forma geral, as mulheres são as mais acometidas pela dupla jornada e, muitas vezes, enfrentam o sustento de suas casas de forma solo. Por isso, possibilitar essa oportunidade de trabalho, com suporte e orientação de um dos maiores grupos de beleza do país nos gera o sentimento de missão cumprida com a comunidade e de gratidão à nossa rede, ainda mais quando o esforço e comprometimento de 1 milhão de pessoas reflete em resultados tão bons como os que temos conquistado atualmente para o negócio”, afirma Bruna Nunes, Gerente de Comunicação Venda Direta do Grupo Boticário.

Quem Disse, Berenice? impulsiona vendas por meio da digitalização das revendedoras

Além disso, com a automatização das operações de venda e novos canais digitais na venda direta, as atividades das revendedoras têm se aproximado cada vez mais de um modelo empreendedor que estimula desenvolvimento não apenas em vendas, mas também em competências de diversificação de portfólio, novos clientes, relacionamento e criatividade, além de visão empreendedora. O catálogo Eu Amo Make tem sua versão digital e está disponível nos canais da Quem Disse, Berenice? para uso individualizado. Os pedidos podem ser administrados com o auxílio do recurso Minha Loja Virtual, assim cada uma escolhe o formato de venda que melhor se adapta às necessidades da base de consumidores e tempo disponível.

Ainda há o Espaço do Revendedor, para que os revendedores possam experimentar os produtos e escolherem quais terão a pronta entrega de todo o portfólio, suprindo as necessidades dos clientes em velocidade competitiva à do e-commerce, com a expertise e personalização que o formato de atendimento proporciona.

Motivos que levam o fluxo de consumidores até a venda direta

A venda direta é caracterizada pela profundidade dos relacionamentos desenvolvidos entre revendedor e rede de consumidores, que pode ser uma visita em domicílio ou uma conversa via redes sociais, por exemplo. Esse laço se estreitou ainda mais durante a pandemia, quando a busca pela segurança nas relações se fortaleceu, permitindo que esse formato de venda se consolidasse como uma opção de canal intermediário entre o e-commerce e a ida às lojas presenciais, que se encontravam fechadas.

Nesse cenário, Quem Disse, Berenice? introduziu todo o seu portfólio nos catálogos e passou a contar com um time de cerca de 1 milhão de pessoas para difundir seu alcance em todo o país.

Além da construção de relações entre revendedora e consumidora, a venda direta possibilita a praticidade de adquirir um produto sem o custo adicional de frete, um atendimento personalizado que considera gostos pessoais e a vivência da consumidora como experimentadora e expert do portfólio.

Fonte: Mirian Gasparin.

2022-09-01T15:16:27-03:00agosto 30th, 2022|Categories: ABEVD na mídia|

DSN – Projeto Mary Kay Pilot Village na China ajuda a aliviar a pobreza

Em 2017, Mary Kay lançou um projeto conjunto com o PNUD China, a Fundação para o Desenvolvimento da Mulher da China, o Centro Internacional da China para Intercâmbios Econômicos e Técnicos, a Federação das Mulheres da Província de Yunnan e o Governo do Condado de Yongren chamado “Projeto de Aldeia Piloto SDG: Pobreza com Foco nas Mulheres Redução e Desenvolvimento Sustentável”. Por meio desse esforço, a Mary Kay trabalhou para melhorar a vida das mulheres rurais, reconhecendo que fazer isso é a chave para combater a pobreza. 

Por meio desse esforço, o projeto “abordou as barreiras estruturais à participação das mulheres no mercado de trabalho, inclusive por meio da proteção social e da criação de oportunidades empreendedoras verdes por meio do ecoturismo, juntamente com esforços para aprimorar a liderança das mulheres nos fóruns comunitários de tomada de decisão”.  

“A abordagem focada nas mulheres de fornecer oportunidades empresariais para as mulheres rurais provou ser transformadora”, disse Wendy Wang, presidente da Mary Kay Ásia-Pacífico. “Quando as mulheres começaram a participar do desenvolvimento econômico e, consequentemente, ganharam status em suas comunidades, toda a aldeia se beneficiou.” 

A Fase 1, que ocorreu durante o período de 2017-2021, resultou em conquistas significativas, incluindo: 

  • A proporção de moradores de Waipula que vivem abaixo da linha de pobreza nacional caindo de 28% em 2017 para 0% em 2020 
  • 60 famílias e 193 pessoas foram retiradas da pobreza até 2020 
  • 210 trabalhadores migrantes sazonais e 120 trabalhadores migrantes de longa duração, a maioria mulheres, puderam voltar para casa para encontrar emprego ou iniciar seus próprios negócios 
  • 607 mulheres locais encontraram emprego e aumentaram sua renda 
  • Algumas mulheres conseguiram emergir como líderes comunitárias e assumir papéis como membros do comitê da aldeia 

“Este projeto mostra como o empreendedorismo pode ser uma ferramenta poderosa para lidar com a diferença de renda entre homens e mulheres enquanto combate a pobreza nas áreas rurais”, disse Beate Trankmann, Representante Residente do PNUD na China. “As mulheres Yi ganharam as habilidades e os recursos certos para alavancar sua herança cultural, construíram bases econômicas sólidas para si mesmas e se tornaram líderes em suas comunidades, abrindo caminho para as gerações futuras.” 

A fase 2 do projeto, que terminará em 2024, visa acelerar o empreendedorismo e aumentar a renda das mulheres, promover a diversidade e a inclusão e proteger o ambiente natural promovendo aldeias sustentáveis. 

2022-08-30T10:29:41-03:00agosto 30th, 2022|Categories: ABEVD Clipping, Notícias do Setor|

Brazil Beauty News – Natura leva a pluralidade da Amazônia para o Rock in Rio 2022

Atuando há mais de 20 anos na região amazônica, marca se aproxima do público jovem propondo experiências sensoriais em três espaços na “Cidade do Rock” e apresenta linha de batons cocriada com o festival de música.

E se a gente se juntasse pelo planeta como a gente se junta pela música? Foi a partir dessa provocação que a Natura decidiu se conectar ao Rock in Rio, para mobilizar mais pessoas em torno de temas fundamentais para futuro do meio ambiente. A união entre a maior multinacional brasileira do segmento de cosméticos e o maior festival de música e entretenimento do mundo teve início na última edição do evento no Rio de Janeiro, em 2019.

Mais do que uma proposta de patrocínio, o Rock in Rio se aproximou da Natura fazendo um convite para uma parceria. A ideia era unir o propósito dessas duas marcas que falam por um mundo melhor”, afirma Maria Paula Fonseca, diretora global da marca Natura. Em 2019, a fabricante de cosméticos abordou a relação entre o presente e o futuro. Em 2022, ela volta à “Cidade do Rock” para mostrar a pluralidade da Amazônia.

Cada vez mais essa questão se torna urgente. O mundo todo está falando da importância da Amazônia”, diz Denise Coutinho, diretora de marketing Brasil da Natura. A empresa atua na região amazônica há mais de 20 anos. “Desde então, desenvolvemos um modelo de negócio que gera desenvolvimento socioeconômico e valorização cultural do território. Nossos produtos da linha Ekos envolvem mais de 8 mil famílias no processo produtivo e contribuem para a conservação de mais de 2 milhões de hectares de floresta”.

Para levar essa pauta a um festival de música, a proposta foi “transbordar a Amazônia”, explica Coutinho. “O primeiro pensamento que vem quando falamos em Amazônia é a floresta e as notícias de desmatamento. Mas a Amazônia tem muitas outras camadas. É uma região muito rica, original e potente em arte, cultura e pessoas”. Para mostrar todas essas facetas, a Natura irá propor diferentes tipos de experiências sensoriais em três espaços dentro da “Cidade do Rock”.

Experiência sinestésica

A Nave é instalação audiovisual que convida a uma imersão no universo multicultural de uma Amazônia contemporânea, diversa, multicolorida e ainda pouco conhecida do grande público, unindo projeções, texturas, efeitos sonoros, música e performance. O Portal Natura é uma instalação artística que promove uma experiência sinestésica sobre a Amazônia em diversas dimensões, com projeções de imagens de três metros de altura cheiros, sons e toques. Já na loja pop up, as pessoas poderão experimentar – e comprar – produtos da Natura e conhecer mais sobre a marca Ekos e a atuação na Amazônia.

Uma fragrância inspirada na região foi criada por Veronica Kato, perfumista da Natura, em parceria com Yves Cassar, da IFF, especialmente para os três ambientes da Natura no evento. A marca também apresenta uma coleção exclusiva de batons da linha Faces, cocriada com o Rock in Rio. São seis novas cores cremosas, que chegam ao mercado em edição limitada.

Além de brindes para os que participarem das experiências, durante os sete dias do evento (02 a 04 e 08 a 11 de setembro), a Natura irá disponibilizar maquiagem e protetor solar em todo o espaço e também coletará assinaturas para o projeto de lei “Amazônia de Pé”, que prevê transformar 57 milhões de hectares de floresta em unidades de conservação, para contribuir para a sobrevivência do bioma e a segurança de povos originários, ribeirinhos, quilombolas, pequenos produtores extrativistas e fomentar a reforma agrária.

Ao participar do Rock in Rio, nós conseguimos nos aproximar de um público jovem, uma audiência que não necessariamente está conectada com a marca no dia a dia, e passar uma mensagem nova. Temos a oportunidade de materializar tudo o que fazemos e acreditamos em uma experiência original e criativa que não é só cosmético”, afirma Fonseca.

A diretora de marketing acrescenta. “A aproximação com o público jovem é uma estratégia da companhia. A Natura já é muito forte entre essa faixa etária, mas esse tipo de ativação promove uma conexão emocional com a marca, gerando mais engajamento”. Além do Rock in Rio, a Natura estará presente no Coala Festival 2022, também em setembro, em São Paulo. Desde 2005, a empresa também mantém a Natural Musical, uma plataforma de incentivo à música brasileira, que patrocina projetos, apoia e abre espaço para artistas na Casa Natura Musical, casa de shows inaugurada em 2017 em São Paulo.

2022-08-30T10:27:14-03:00agosto 30th, 2022|Categories: ABEVD Clipping, Notícias do Setor|

BA de Valor – Hinode escolhe Salvador como palco de evento para empreendedores

O Hinode Group, uma das maiores empresas nacionais de cosméticos e vida saudável, realiza nos dias 3 e 4 de setembro o Hinode Fest, evento que acontece anualmente nos oito países em que a marca está presente e, no Brasil, a cidade escolhida para sediar o evento em 2022 é Salvador.

A capital baiana oi escolhida por representar um mercado próspero para o desenvolvimento do negócio Hinode, que cria possiblidade de empreendedorismo para uma grande parcela da população, já que os investimentos para iniciar o negócio próprio é extremamente acessível.

O Hinode Fest começa no dia 3 com a presença de mil mulheres no Encontro Pérolas, programa de empreendedorismo feminino do Hinode Group que já impactou mais de 460 mil mulheres, oferecendo treinamento para que tenham independência financeira e emocional, além de se desenvolverem como empreendedoras.

No dia 4, o evento prevê a participação de 4 mil pessoas e segue com treinamentos, encontro com a alta liderança, apresentação dos lançamentos de produtos e reconhecimento dos consultores que se destacaram na companhia.

Os interessados em participar do Hinode Fest Salvador, que acontece no Centro de Convenções de Salvador, podem comprar o ingresso pelo canal https://hinodefestsalvador.grupohinode.com/.

SOBRE HINODE GROUP

Fundado em 5 de outubro de 1988, o Hinode Group nasceu como uma empresa de cosméticos de venda direta. Em 2008, transformou-se numa das primeiras companhias nacionais a investir no modelo de marketing de rede. Uma marca feita para pessoas que assumem o rumo de suas vidas, orientados pela paixão por desenvolver produtos e criar oportunidades. A categoria fragrâncias é o carro-chefe, com itens premiados.

Serviço

Hinode Fest Salvador
Local: Centro de Convenções de Salvador – Av. Octávio Mangabeira, 5.490 – Boca do Rio – Salvador – BA
Data: 3 e 4 de setembro

2022-08-30T10:25:08-03:00agosto 30th, 2022|Categories: ABEVD Clipping, Notícias do Setor|

Agência Brasil – FGV: confiança da indústria sobe 0,8 ponto em agosto

Com resultado, o índice chega a 100,3 pontos no mês

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) subiu 0,8 ponto em agosto para 100,3 pontos. Em médias móveis trimestrais, a elevação foi de 0,2 ponto. Os dados foram divulgados hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre).

De acordo com o economista Stéfano Pacini, do instituto, a alta indica o bom nível de atividade mantido pelo setor no terceiro trimestre, com a melhora do ambiente de negócios influenciada pela descompressão de custos com a queda de preços de combustíveis e energia.

“Os níveis de demanda ainda estão positivos e os estoques se mantêm equilibrados, apesar do cenário ainda problemático quanto ao suprimento de alguns tipos de insumos. Esse quadro favorável se reflete nas previsões ainda favoráveis para a evolução do emprego no setor nos três meses. Nos demais quesitos que medem expectativas em relação ao futuro próximo, nota-se alguma cautela dos empresários frente a um segundo semestre de eleições e manutenção de juros mais elevados”.

Componentes

Os dados mostram que houve alta da confiança em nove dos 19 segmentos industriais monitorados pela sondagem em agosto. O Índice Situação Atual (ISA) avançou 1,4 ponto e chegou a 102,8 pontos. O Índice de Expectativas (IE) subiu 0,3 pontos e atingiu 97,9 pontos.

Segundo o FGV Ibre, o melhor desempenho no ISA foi verificado no indicador que mede o nível dos estoques, com o recuo de 2,9 pontos, para 96,7 pontos. Isso coloca o indicador na região neutra, apontando que os estoques estariam equilibrados.

O indicador que mede a percepção dos empresários em relação à situação atual dos negócios subiu 0,6 ponto, para 101,7 pontos. E o grau de satisfação das empresas com o nível de demanda avançou 0,4 ponto, para e 103,2 pontos.

Nos indicadores de expectativa, a principal influência veio da tendência dos negócios para os próximos seis meses, com alta de 3 pontos em agosto, para 96,9 pontos. Apesar disso, o FGV Ibre aponta que o indicador continua em patamar baixo em níveis históricos.

Já o indicador que mede o otimismo com a evolução da produção física nos três meses seguintes caiu 3 pontos, para 92,1 pontos. O resultado é o mais baixo desde março deste ano, quando o indicador chegou a 90,3 pontos.

Por outro lado, a expectativa de emprego nos três meses seguintes teve alta pelo quinto mês consecutivo, de 0,7 ponto, para 104,6 pontos, alcançando o melhor resultado desde outubro de 2021, quando o indicador ficou em 108,1 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria se manteve estável em agosto, com variação de -0,1 ponto percentual, para 82,2%.

Edição: Maria Claudia

2022-08-30T10:22:14-03:00agosto 30th, 2022|Categories: ABEVD Clipping, Economia|

BCONNECTED: evento do Grupo BITTENCOURT reúne grandes nomes de gestão de negócios e franquias

Disponibilizado tanto presencialmente quanto digitalmente, o encontro permite troca de experiências e é destinado aos executivos do varejo, franquias e redes de negócios em geral.

Nos dias 4 e 5 de outubro, o Teatro Santander recebe o BCONNECTED, um dos maiores eventos voltados a discutir aprendizados e desafios no universo de gestão de negócios e franquias.

O encontro, que acontece presencialmente, mas que também será transmitido ao vivo em live streaming, tem como foco os temas “Imprevisibilidade e Inovabilidade” – unindo a visão de que em um mundo imprevisível, a inovação e a sustentabilidade serão os motores para a sustentação e perenidade nos negócios. Historicamente, o evento reúne as melhores mentes do mercado no palco e também na plateia com um público altamente qualificado. Serão mais de 16 horas de conteúdo, 1.200 participantes além da audiência do digital e inúmeras oportunidades.

“O BCONNECTED já teve dez edições presenciais e uma digital. Mais do que palestras interessantes, ele entrega, na prática, a execução das estratégias das empresas que mais têm se destacado no cenário nacional e internacional”, explica Lyana Bittencourt, CEO do Grupo BITTENCOURT e uma das palestrantes do evento.

A programação do BCONNECTED 2022 contará com discussão de cases, tendências e o que de mais contemporâneo tem sido discutido no mundo dos negócios para inspiração e reflexão dos participantes. Temas como inovação, gestão de negócios, criação de novos modelos e formatos de negócios, ecossistemas e parcerias estratégicas, além da agenda do ESG serão levados para o palco por empresas como AMBEV, Centauro, Meta, Seara, McDonald’s, Grupo Boticário, Mercado Livre, ONU e outras.

O evento é promovido pelo Grupo BITTENCOURT consultoria com mais de 3 décadas de mercado e especializada no desenvolvimento, gestão e expansão de redes de negócios e franquias.

Os ingressos poderão ser adquiridos na página do evento (www.bconnected.com.br) e garante também a doação de 1% do lucro líquido para o Amigos do Bem, ONG que promove o desenvolvimento das populações em situação de miséria no sertão nordestino.

Serviço:

BCONNECTED

Dias 4 e 5 de outubro de 2022 das 8:30 às 18:00

Teatro Santander – Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041 – Itaim Bibi, São Paulo

www.bconnected.com.br

Sobre o Grupo BITTENCOURT

Há 36 anos no mercado, o Grupo BITTENCOURT, consultoria especializada no desenvolvimento, gestão e expansão de redes de negócios e franquias, tornou-se referência na ressignificação de negócios em diversos canais. Com operações no Brasil e também na Europa, a empresa oferece soluções que vão desde desenvolvimento de novos conceitos de negócios até a gestão completa de uma rede. Além disso, a empresa investe em programas educacionais com especialistas C-Level de diferentes nacionalidades para colaborar com o desenvolvimento dos profissionais brasileiros. Arezzo, Reserva, Vivo, Danone, Todeschini, Dexco, Dunkin Donuts, Coca Cola, Google, Samsonite, Porto Seguro, Adidas e Carrefour são alguns players de peso que tiveram seus negócios impactados pelo trabalho da consultoria. Site: www.grupobittencourt.com

 

2022-08-26T12:28:29-03:00agosto 26th, 2022|Categories: ABEVD News|

G1 – Gastos de brasileiros no exterior triplicam e somam US$ 4,78 bilhões até maio, mostra Banco Central

Em maio, despesas somaram US$ 1,1 bilhão. Foi a segunda vez que as despesas ultrapassaram a marca de US$ 1 bilhão desde o início da pandemia da Covid-19.

Os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 4,78 bilhões nos cinco primeiros meses deste ano, informou nesta sexta-feira (26) o Banco Central.

Com isso, as despesas mais do que triplicaram em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 1,49 bilhão), período marcado pela pandemia da Covid-19.

Somente em maio, os gastos no exterior totalizaram US$ 1,1 bilhão, contra US$ 804 milhões em abril.

Esse foi o segundo mês, após a melhora das condições sanitárias, em que as despesas no exterior ficaram acima de US$ 1 bilhão, algo também registrado em março deste ano.

Os dados costumam ser divulgados a cada mês, mas greve dos servidores do BC, que durou de abril a julho deste ano, atrasou a divulgação.

Pandemia e alta do dólar

Além da pandemia, as despesas de brasileiros lá fora também são influenciadas por outros fatores, como o nível de atividade econômica e o preço do dólar, usado nas transações internacionais.

No meses seguintes ao início da pandemia, em março de 2020, o dólar disparou, e voos para diversos países foram suspensos. As fronteiras internacionais começaram a ser reabertas em 2021.

Antes da Covid-19, as despesas geralmente ficavam acima de US$ 1,3 bilhão, podendo superar US$ 2 bilhões em meses de alta temporada.

Passagens e despesas com hotéis, por exemplo, são cotadas em moeda estrangeira. Com isso, quando o dólar está alto, os brasileiros acabam gastando mais com esses itens.

Nas últimas semanas, a moeda norte-americana tem operado em queda. Na quinta-feira, o dólar fechou em R$ 5,1120. Com o resultado, acumulou queda de 1,07% na semana, e de 1,20% no mês. No ano, tem desvalorização de 8,30% frente ao real.

2022-08-26T10:49:44-03:00agosto 26th, 2022|Categories: ABEVD Clipping, Economia|
Ir ao Topo