ABEVD alerta sobre riscos de pirâmides envolvendo criptomoedas

5 de fevereiro de 2020

Associação que reúne as maiores empresas do segmento de vendas diretas do País lança campanha de combate às pirâmides financeiras

[Baixe aqui o seu folder gratuito sobre como identificar pirâmides financeiras]

A Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) não reconhece companhias de Marketing Multinível que trabalham utilizando criptomoedas como parte do mercado. A preocupação leva em conta as promessas de lucro rápido e garantido feitas por grande parte dessas empresas – conduta contrária ao Código de Ética da entidade – e os atuais golpes de pirâmides financeiras envolvendo bitcoin e similares.

De olho nos riscos que essas empresas trazem ao setor, a ABEVD promove uma campanha em suas redes sociais sobre como identificar esse tipo de fraude. No Brasil, muitos podem ter sido atingidos por pirâmides financeiras e, normalmente, as empresas envolvidas se passam por marketing multinível para encobrir o esquema. Recentemente, muitos casos envolvendo criptomoedas causaram prejuízo de milhões de reais às vítimas.

Para a presidente executiva da ABEVD, Adriana Colloca, é importante ficar de olho em fórmulas milagrosas de ganhar dinheiro, com lucros fixos muito elevados. “A principal regra ética do setor de vendas diretas é nunca prometer enriquecimento rápido e fácil, pois em um modelo de marketing multinível real, os ganhos são proporcionais às vendas”, explica a executiva. “Então, se a empresa está prometendo lucro exorbitante e sem nenhum risco, desconfie”, conclui.

Todas as empresas filiadas à ABEVD passam por uma análise rígida do plano de negócios para identificar possíveis esquemas de fraudes e condutas que possam lesar o empreendedor independente. Ver a lista de associados é uma maneira rápida para novos profissionais das vendas diretas identificarem marcas seguras para trabalhar.

Como é trabalhar com o marketing multinível legítimo?

Na venda direta por meio de marketing multinível, além do lucro ser proporcional à dedicação ao negócio, o investimento inicial é baixo, o que torna a atividade acessível para empreendedores de todas as classes sociais e regiões do Brasil.

O profissional de venda direta também tem segurança para trabalhar, por meio de políticas de recompra e orientação para vendas. “Diferente de um esquema de pirâmide, no marketing multinível legítimo existe toda uma preocupação com capacitar o empreendedor e deixá-lo confortável para trabalhar, sabendo que pode sair do negócio a qualquer momento ou que receberá orientação, se tiver dúvidas”, afirma Colloca.

Sobre a Campanha

A iniciativa “Vendas Diretas no Combate às Pirâmides”, promovida pela ABEVD, tem o objetivo de alertar a sociedade sobre os riscos dos esquemas ponzi, ensinar as diferenças entre marketing multinível e pirâmides financeiras e proteger a reputação do setor de vendas diretas.

Durante 4 meses a Associação disponibilizará nas redes sociais vários materiais educativos sobre o assunto. Esse mês, os temas serão relacionados às recentes pirâmides de criptomoedas. Fique ligado!