Jornal de Jundiaí – SP – CIDADES – 29/09/2013
No ano passado, o Brasil assumiu a quarta posição no mercado de vendas diretas (conhecida como porta a porta) do ranking mundial da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA). O País, que é responsável por 9% do volume global de negócios de vendas diretas no mundo, está atrás apenas dos Estados Unidos, que responde por 19%, Japão (14%) e China (12%).
A Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas ( ABEVD ) apresentou nesta semana seu mais recente levantamento de resultados desse setor, relativos ao primeiro semestre de 2013. No período, o volume de negócios foi de R$ 18,4 bilhões, montante 5,9% superior ao registrado de janeiro a junho de 2012.
O número de revendedores de todo o mercado também foi maior entre os semestres: na primeira metade de 2013 eles somaram 4.336.015, face aos 4.213.753 na do anterior, um salto de 2,90%. De acordo com a presidente da entidade, Lucilene Prado, o setor cresce 14 vezes mais que o PIB nacional de 2012.
 
Artigo original