O mercado de vendas diretas movimentou US$ 192,9 bilhões em todo o mundo no ano passado, montante 1,2% maior que o de 2017, quando os negócios somaram US$ 190,6 bilhões. Os dados acabam de ser apresentados pela World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA), federação que reúne as associações de vendas diretas.
O Brasil, líder na América Latina, aparece em destaque no levantamento. Segundo a entidade, o mercado brasileiro é o sexto maior do planeta, sendo superado apenas por China, Estados Unidos, Coreia do Sul, Alemanha e Japão. Chineses e americanos trocaram de posição no ranking; na edição anterior, o primeiro lugar era dos EUA.

Confira matéria na íntegra em Vida de Empresa & Associações