A receita de publicidade digital nos Estados Unidos alcançou o patamar recorde de US$ 125 bilhões em 2019, o que representa um aumento de 16% em relação ao ano anterior. O dado faz parte do relatório semestral do Interactive Advertising Bureau (IAB), elaborado pela PwC.

Apesar de seguir um ritmo de crescimento anual de dois dígitos pelos últimos anos, a publicidade digital teve, em 2019, a menor expansão registrada desde o início da elaboração do relatório, em 2012.

Muitos temem que, em 2020, o setor encare uma tempestade perfeita de circunstâncias negativas. A pandemia do novo coronavírus, recessão econômica, o fim dos cookies de terceiros e o aumento da regulamentação em torno da privacidade dos consumidores poderiam, em conjunto, resultar no primeiro declínio no faturamento com publicidade digital nos Estados Unidos em uma década.

“A Covid-19 terá um impacto massivo neste ano e, provavelmente, vai ofuscar a maior parte das demais tendências. Como esse impacto irá acontecer é algo que ainda não sabemos”, disse David Silverman, sócio da PwC, em entrevista ao Advertising Age.

O IAB combinou os resultados de seu relatório anual com os números do primeiro trimestre de 2020, que apontam um crescimento de 12% em relação ao mesmo período do ano anterior, alcançando um valor de US$ 31 bilhões. O mês de março, no entanto, foi duramente impactado pelo novo coronavírus, segundo o IAB. “As receitas do primeiro trimestre de 2020 representam o mais lento crescimento anual registrado desde 2010, quando as receitas aumentaram 8,6% em relação ao ano anterior. “Muitas empresas estão esperando um contínuo impacto negativo para o segundo trimestre e possuem uma significativa incerteza em relação à duração disso nos trimestres posteriores”, disse o porta-voz da PwC.

O IAB também incluiu, em seu relatório, uma pesquisa a respeito dos impactos que a pandemia trouxe para o preço de diversos canais de mídia, como display e TVs conectadas. É o quinto estudo elaborado desde o início da pandemia e os sentimentos dos compradores de mídia e anunciantes têm variado de uma semana para outra, de acordo com o relatório.

Números
A receita com publicidade mobile em 2019 ficou perto de US$ 87 bilhões, um crescimento de 24% em relação a 2018. A publicidade móvel já representa 70% de todo o investimento feito no digital, tendo ultrapassado a fatia dos desktops desde 2015.

A publicidade nas buscas (search) continua dominando a esfera do marketing digital, respondendo por quase US$ 55 bilhões de dólares nas receitas de 2019 – um aumento de 13% em relação ao ano anterior. As mídias sociais angariam 29% de todo o valor investido na internet, de acordo com o IAB, somando um montante de US$ 36 bilhões, número 23% maior do que o registrado em 2018. No geral, entre 2012 e 2019, a média anual de crescimento de publicidade nas mídias sociais foi de 43%.

Os vídeos no ambiente digital continuam representando um ponto positivo na indústria, somando um faturamento de cerca de US$ 22 bilhões em 2019, US$ 5,5 bilhões a mais do que o registrado no ano anterior. O formato, que inclui publicidade em TVs conectadas, já representa 17% de todo o valor investido em publicidade digital nos Estados
Unidos.

Já o investimento em publicidade em áudio digital, que passou a fazer parte do relatório do IAB em 2016, registrou um valor de US$ 2,7 bilhões em 2019, o que configura um crescimento anual de 21%. Desse total, segundo o IAB, 79% do valor é direcionado para plataformas mobile.