A Natura (NTCO3) informou nesse terça-feira (30) que lançará uma plataforma de crédito em parceria com a fintech Mova, com o objetivo de financiar os projetos educacionais de suas consultoras. As linhas de financiamento devem estar disponíveis na plataforma já no segundo semestre desse ano, e os empréstimos não terão juros nem taxas.

Com a Proposta, a Natura, visa incentivar suas consultoras, bem como os familiares delas, a cursarem uma faculdade, pós-graduação, ensino técnico, aulas de idioma e até cursos preparatórios para vestibulares.

Para arrecadar recursos a companhia fará, primeiro, um aporte de R$ 1 milhão da sua linha de produtos ‘Natura Crer Para Ver’. No futuro a companhia projeta que será possível que os próprios colaboradores da companhia façam empréstimos para as consultoras, através de transações ‘peer to peer lending’ (P2P).

O empréstimo P2P, é uma forma de empréstimo coletivo que conecta tomadores de crédito a investidores por meio de plataformas digitais. Ou seja, não há uma intermediação bancária.

Vale destacar que a companhia brasileira que atua no setor de produtos cosméticos, fundada em 1969, conta com 1,2 milhão de consultoras só no Brasil.

Natura investirá US$ 800 milhões em sustentabilidade
A Natura &Co anunciou ainda esse mês um plano de investimento de US$ 800 milhões (equivalente a R$ 4,12 bilhões), ou mais, em sustentabilidade ao longo dos próximos 10 anos.

O presidente executivo e CEO da companhia, Roberto Marques, afirmou que a economia circular e a regeneração até o ano de 2023 fazem parte das metas do grupo. A Natura &Co representa, além da própria empresa, marcas como Avon, The Body Shop e Aesop.

De acordo com a Natura, o plano tem plano de sustentabilidade tem como objetivo intensificar ações de âmbito global, como a crise climática, a proteção da Amazônia, defesa dos direitos humanos, garantia de igualdade e inclusão em toda a sua rede.