A venda direta é um começo bastante promissor para empresários que possuem pouco investimento inicial

Recentemente, o site entrepreneur.com publicou uma matéria que falava sobre os “cinco maiores medos” que ainda impedem grande parte dos empresários a abrir os seus negócios. Buscar dinheiro com investidores, falta de experiência e até de conhecimento prévio são os medos mais recorrentes listados pelo autor da matéria, Lewis Howes. Indo na contramão dessas ideias e com uma dinâmica de negócios e investimentos muito mais acessível, a venda direta pode aliviar os empresários de grande parte dessas preocupações iniciais e se tornar uma ótima opção de início para esses empreendedores.

Para começar, distribuidores de venda direta podem dar o pontapé inicial dos seus negócios com um custo baixíssimo – um kit completo de amostras de produtos e outros itens básicos essenciais, muitas vezes custarão menos de 200 reais. Quando comparados aos custos de se abrir uma loja ou qualquer outro tipo de estrutura física, estes gastos são muito pequenos.

Com o cenário atual do mercado, a venda direta parece uma tendência muito promissora. Pesquisas indicam que os mais jovens preferem oportunidades de empregos mais flexíveis, com o perfil da venda direta, ao invés das formas de emprego tradicionais.

Outro ponto bastante importante diz respeito ao modelo de negócio da venda direta. Você não precisa fazer nada sob pressão. Esse tipo de modelo permite que o negócio seja construído dentro do seu próprio ritmo e nível de conforto, algo primordial para aqueles que estão começando uma nova empreitada. Além disso, com as ferramentas de formação, cursos gratuitos de negócios e meios de comunicação social que agora estão disponíveis na internet, fica cada vez mais fácil passar por cima dos medos que antecedem o primeiro negócio e investir na primeira jornada.