SALESÓPOLIS, SP — Desde o dia 27 de setembro está disponível o empréstimo consignado do Auxílio Brasil. Por meio de uma portaria publicada pelo Ministério da Cidadania foi possível conhecer as regras que regem o programa, e entender como funcionará o crédito financeiro. Por exemplo, quais as condições para a forma de pagamento que acontecerá todos os meses com desconto no benefício.

Embora a portaria do Ministério da Cidadania sobre o empréstimo consignado do Auxílio Brasil já tenha sido publicada, os beneficiários terão que aguardar mais algum tempo até conseguir acessar o crédito. Isso porque, a partir de agora os bancos passam a se adaptar as regras e estão se habilitando junto ao poder público para que o produto chegue ao público alvo.

Uma das dificuldades vistas foi o fato de que alguns bancos estão negando o oferecimento do crédito consignado. É o caso do Bradesco, Santander, Itaú e BMG. Dessa forma, tem ficado mais restrita a lista de instituições bancárias capazes de oferecer o empréstimo para famílias beneficiadas pelo Auxílio Brasil.

Já anunciaram a adesão ao produto, a Pernambucanas e o Agibank. A esperança também está na liberação do consignado do Auxílio Brasil pela Caixa Econômica, banco que hoje já faz o pagamento mensal do programa para mais de 20,6 milhões de famílias brasileiras todos os meses.

Margem do consignado do Auxílio Brasil

A portaria do Ministério da Cidadania definiu regras bem importantes sobre o consignado do Auxílio Brasil. Por exemplo:

Juros: máximo de 3,5% ao mês;

Prazo de pagamento: máximo de 24 parcelas, ou seja, dois anos;

Margem consignável: 40%.

Para quem nunca fez um empréstimo consignado é importante saber que a margem é o valor limite que pode ser descontado do salário para pagamento do crédito. Neste caso, até 40% poderão ser debitados do pagamento de R$ 400 do Auxílio Brasil para quitar o empréstimo, durante dois anos.

Será usado como referência o valor de R$ 400 porque é a quantia fixada por mês enquanto os R$ 600, embora a Medida Provisória que o criou tenha sido prorrogada, é temporário.

Pagamento do empréstimo do Auxílio Brasil

Por se tratar de um consignado do Auxílio Brasil o pagamento do empréstimo acontece diretamente na conta em que o cidadão recebe o benefício. Isso significa que ao contratar o crédito a primeira parcela de pagamento será debitada no dia em que o auxílio é depositado na conta do Caixa Tem.

Funciona assim:

24 meses pagando até R$ 160 (40% do auxílio) para quitar o empréstimo;

Restando R$ 240 por mês na conta, referente ao valor do auxílio.

Fonte FDR