É cilada: como identificar uma pirâmide financeira que se passa por marketing multinível?

29 de janeiro de 2020

Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) dá dicas para empreendedores que querem entrar no MMN

Como visto no texto anterior, muitas pirâmides financeiras se autointitulam empresas de “marketing multinível” para disfarçar a atividade ilegal e enganar as pessoas, principalmente empreendedores iniciantes.

Por isso, se você deseja empreender dentro do marketing multinível e não sabe ainda como diferenciar empresas sérias e idôneas de esquemas fraudulentos, a ABEVD preparou 6 perguntas essenciais para se fazer antes de iniciar no novo negócio.

1 – Questione de onde vem a renda: da venda de produtos ou do recrutamento?

Os “produtos” vendidos por essas falsas empresas são, na verdade, usados de fachada. Por isso, fique atento: se a oportunidade é baseada somente no recrutamento e não nas vendas, pode ser um sinal que você está em uma Pirâmide Financeira. Observe também se os produtos oferecidos pelas empresas possuem demanda no mercado e se os preços são acima do praticado no mercado.

2 – A empresa tem tempo de mercado?

Não. Normalmente, as empresas que aplicam esse tipo de golpe costumam ser recentes, já que o modelo é insustentável a longo prazo.

3 – Existe promessa de lucros exorbitantes?

Outro comportamento comum de uma pirâmide financeira é ASSEGURAR lucros exorbitantes, sem nenhum tipo de risco. Não caia nessa. Em uma empresa séria de marketing multinível, o lucro é proporcional a dedicação do empreendedor e suas vendas.

4 – A empresa oferece algum tipo de treinamento?

Diferente de uma empresa de marketing multinível real, as pirâmides financeiras não se preocupam com o treinamento do empreendedor independente, nem com ajuda e orientação no processo de venda.

5 – A empresa tem uma política de recompra?

A recompra garante segurança ao empreendedor independente, uma vez que é possível devolver produtos e reaver uma parte do dinheiro investido, caso o profissional queira desistir do negócio. Portanto, se a empresa não ofereça nenhuma política nesse sentido, fique alerta.

6 – A empresa está associada à ABEVD?

A Associação Brasileira de Vendas Diretas (ABEVD) é a única entidade que representa o setor e possui um Código de Ética, ao qual todas as empresas associadas estão submetidas.

Fonte: Assessoria de Imprensa ABEVD