Faça as suas escolhas

O mais importante ao decidir ser um revendedor é escolher uma empresa idônea e que siga o Código de Ética da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD). Assim, você terá a garantia de se relacionar com uma organização que respeita os mais elevados níveis de conduta com seus vendedores diretos, governo, outras empresas do setor, e consumidores finais.

Empreender com vendas diretas é uma decisão importante.

Antes de escolher uma empresa, saiba se ela:

Faz promessas irreais de ganho rápido e fácil de dinheiro. Os lucros com a revenda direta em uma empresa séria dependem de trabalho duro, competência e dedicação.

Oferece treinamento.
Empresas idôneas investem no treinamento e qualificação dos seus distribuidores.

Pratica modelos legais de vendas diretas, como o marketing mononível e multinível. Fuja dos sistemas fraudulentos, como os esquemas piramidais.

Recebe reclamações recorrentes de revendedores e consumidores por práticas ilegais.

Cobra taxa apenas pela adesão. As associadas da ABEVD cobram apenas valores compatíveis com a aquisição dos produtos, materiais e serviços fornecidos.

Outra dica valiosa é escolher uma empresa que revenda produtos e serviços com os quais você mais se identifica.
Por isso, organizamos para você a lista de nossas empresas associadas, divididas pela sua área de atuação. Clique aqui.

Pronto, agora é com você. Entre em contato com a empresa escolhida, faça seu cadastro e comece sua nova carreira. Boa sorte!

Comece a trabalhar

Ótimo que tenha chegado até aqui. Se você já tomou a decisão de ser um empreendedor de vendas diretas, conheceu as vantagens da carreira e reservou um tempo valioso para escolher a melhor empresa com quem irá se relacionar, chegou a hora de se organizar e começar a trabalhar.

Pesquise como funciona o ramo em que você irá atuar. Se escolheu atuar com empresas de marketing multinível, converse com quem já está empreendendo nesta área, troque experiências.

Identifique quem são os potenciais consumidores dos produtos ou serviços que irá oferecer com a revenda direta. Procure saber do que eles gostam, quais seus comportamentos e o que estão a procura.

Faça a sua lista de tarefas no dia anterior. Se você esperar o seu dia iniciar para listar o que precisa fazer, como clientes que tem que visitar e pedidos que precisa fazer, já terá perdido um tempo precioso. Algumas pessoas acham interessante já fazer a lista de tarefas da semana inteira e no dia apenas revisá-la e, se necessário, ajustá-la com as demandas. Faça como for mais fácil para você.

Organize e prepare as coisas que vai usar no dia seguinte. Por exemplo, se você tem várias entregas de produtos para fazer, separe-os por cliente, mas todos em um único lugar. Se você almoça em casa ou leva um lanche para comer ao longo do dia, também já os deixe prontos no dia anterior, bem como a roupa que você pretende usar. Essa estratégia pode fazer com que você ganhe alguns minutinhos pela manhã.

Faça uma agenda e siga-a. Organizar o seu dia é uma coisa, mas seguir o que foi organizado pode ser uma tarefa difícil de cumprir, principalmente se houver tarefas profissionais e pessoais, como geralmente acontece com quem trabalha com a venda direta. Faça o melhor que puder para se prender a ela, e, caso aconteça algum imprevisto, volte para a agenda e reorganize-a. Dessa forma, você não vai se sentir como se estivesse sempre deixando algo de fora ou esquecendo alguma coisa.

Premie-se. Organizar o seu dia a dia é uma tarefa difícil e requer muita disciplina. Então, quando conquistar os seus objetivos da semana ou do mês, se dê um presente como forma de motivação para que continue a atingir metas. Faça algo que você goste, mas que não atrapalhe o seu processo e objetivos.

Estratégias de Venda

Para obter sucesso como empreendedor, reserve um tempo para aprender ou aprimorar suas estratégias de venda. É preciso saber e gostar de se relacionar com o público, entender suas necessidades e apresentar as melhores soluções de uma maneira simples, objetiva e convincente.

Reunimos abaixo algumas dicas valiosas.

Empatia – Tudo começa por ela. Saia da sua posição e coloque-se no lugar do seu cliente. Pense em como gostaria de ser abordado por um vendedor. Não pressione nem demonstre desespero pela venda.

Acredite no que você vende – Ninguém irá comprar algo que você esteja vendendo se não sentir a sua confiança nele. Por isso é fundamental que, além das características técnicas, tenha uma experiência com o produto ou serviço.

Se apresente bem  – Vista-se conforme o local que fará a visita. Pesquise qual o traje mais adequado para a ocasião, se formal ou mais informal. Expresse-se bem, de forma simples, direta e objetiva. Não use palavrões e evite gírias.

Perfil do cliente – Há clientes que preferem atendimentos mais amigáveis e informais, porém outros buscam agilidade na compra e preferem objetividade do vendedor. Cabe ao empreendedor identificar e saber lidar com cada perfil, realizando atendimentos adequados e aproveitando as oportunidades de cativar o cliente.

Necessidades do cliente – Antes de começar a falar do seu produto, dê preferência para ouvir o cliente. Entenda o que ele busca e quais as suas necessidades. Quanto mais informações você tiver, melhores serão as oportunidades de apresentar o que está vendendo.

Pós-venda – Reforce o atendimento pós-venda e demonstre interesse em manter o contato com seu cliente. Realize pesquisas de satisfação, oferte benefícios que  favoreçam a fidelização do público.

Conheça seu produto – Estude e conheça perfeitamente todas as características do produto que esteja vendendo. Os consumidores se sentem mais seguros ao perceber conhecimento do vendedor. Seja claro e objetivo ao responder as dúvidas.

E, claro, não se esqueça da simpatia e do sorriso natural.

Guia Prático de Comunicação da Venda Direta

Comunique-se de forma atraente e transparente!