O estudo Oldiversity®, realizado pelo Grupo Croma, mostrou que 72% dos LGBT+ entrevistados gostariam de ver mais propagandas com elementos de diversidade. E o segmento que, segundo eles, mais corresponde a essa expectativa é o de cosméticos, beleza e higiene pessoal. Natura e o O Boticário foram apontadas como as marcas mais associadas à diversidade LGBT+ com (32%) e (21%), respectivamente.

Ainda de acordo com o estudo, 73% dos LGBT+ entrevistados dizem que o governo influenciou no aumento do preconceito de gênero ou orientação sexual, ou seja, 7 em cada dez brasileiros LGBT+ afirmam que o atual governo influenciou negativamente a diversidade e 53% já sofreram algum tipo de discriminação pela sua orientação sexual.

O estudo Oldiversity® busca estabelecer um parâmetro para avaliar empresas que se preocupam com assuntos ligados à longevidade e à diversidade de orientação sexual. Segundo os dados levantados, 67% das pessoas entrevistadas desejam que exista mais diversidade nas marcas e nas empresas – o que também é visto como uma importante questão de representatividade, já que, dessa forma, passam a se perceber como parte da sociedade, elevando sua autoestima e sua coragem em ingressar no mercado de trabalho.

O estudo traz amostra de 47% do gênero masculino, 53% feminino, sendo 92% heterossexual, 4% homossexuais, 3% bissexuais, 1% assexual. Brancos representam 49% da amostra, enquanto 40% são pardos, 9% pretos, PCDs representam 11% dos entrevistados. A faixa etária da amostra foi dividida em 9% com idade entre 16 e 20 anos, 34% entre 21 a 30 anos, 20% entre 31 a 40 anos, 16% entre 41 a 50 anos, 14% de 51 a 60 anos e 7% com 61 anos ou mais. Outro dado importante na pesquisa é a composição de católicos e evangélicos totalizando 66% e o número de ateus que surge com índice de 14%. O estudo está disponível na íntegra em cromasolutions.com.br

Fonte: Fashion Network