O DSA Engage 2022 ocorreu na Flórida, de 5 a 7 de junho, e uniu grandes executivos e Associações do setor ao redor do mundo

O evento anual da US Direct Selling Association (DSA) retornou à modalidade presencial, com três dias de palestras e workshops debatendo as mudanças e transformações da Venda Direta nos últimos tempos.

Reinventar a narrativa do setor, estabelecer conexões fortes e assertivas com as pessoas, foco no progresso e não perfeição, comportamentos dos consumidores, maneiras de atrair empreendedores da nova geração para a Venda Direta e tendências de pagamentos com criptomoedas, foram alguns dos temas abordados pelo DSA Engage 2022: Conversion.

A presidente executiva da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), Adriana Colloca participou do evento, abordando os desafios e benefícios de investir no Brasil, maior economia da América Latina e 6º colocado no mercado global de Venda Direta.

Adriana Colloca palestrando no DSA Engage,

O grande potencial de consumidores para o setor, considerando a população brasileira de 212 milhões, e ser o 4º maior destino de investimento direto estrangeiro em 2019, pré-pandemia, foram alguns dos benefícios apontados por Adriana em sua apresentação.

Em relação aos desafios foi abordada a necessidade de traduzir e adaptar materiais de marketing, entender se os produtos de uma empresa são adequados a uma cultura tropical, poder de compra dos consumidores, logística, importações, investimento a longo prazo e o mercado brasileiro competitivo etc.

“Representar o Brasil e apresentá-lo como uma oportunidade de investimento num evento desse porte é de suma importância”, pontuou Adriana Colloca. “A Venda Direta conversa diretamente com o perfil brasileiro: comunicativo e de grande socialização, tornando o setor sempre atual e importante economicamente”, finaliza a presidente executiva.