Sebrae divulgou estudo sobre atividades e segmentos com maiores tendências de crescimento para esse ano

Uma boa notícia para empreendedores independentes que atuam no mercado com produtos de beleza: entre os negócios promissores para esse ano apontados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), os serviços pessoais, que englobam atividades de cuidados com a beleza, foram mencionados como segmento em ascensão. A atividade também é a primeira em expansão de número de pequenos negócios.

A tendência observada pelo Sebrae no estudo “Negócios Promissores em 2020” corresponde aos números relatados na última pesquisa sobre o perfil da força de vendas, que indica que 77,4% da força de vendas atua com cosméticos, segmento responsável por 54,7% do faturamento do setor.

Para Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD, a pesquisa só confirma a força do setor de vendas diretas. “Estamos em um momento de recuperação econômica, em que esperamos muitas oportunidades para a força de vendas”, afirmou.

O estudo ainda indica, que a expectativa de crescimento de 2,5% da economia brasileira em 2020, somada à projeção de uma safra recorde no setor agrícola, deve favorecer diretamente as micro e pequenas empresas (MPE) do país, que estão voltados majoritariamente ao mercado interno. Outro ponto destacado é o crescimento do segmento dos Microempreendedores Individuais (MEI). Segundo o estudo, ao longo dos últimos anos, este segmento tem apresentado uma expansão expressiva de novos empreendimentos, com a criação próxima a 1 milhão de novos registros, até 2017, passando a 1,7 milhões de novos registros de MEI, em 2019, o maior número já registrado na série histórica.

O setor de vendas diretas movimentou cerca de R$ 45 bilhões no Brasil em 2018, com aproximadamente 4 milhões de empreendedores independentes. “Somos parte de um mercado que traz inúmeras oportunidades de negócio a brasileiros de todos os estados, idades e classes sociais”, concluiu Colloca.

Veja a pesquisa completa do Sebrae aqui.