Desafiador e instigante, o setor de vendas diretas requer que as empresas interessadas busquem conhecimento antes de aderirem a este canal. Como montar um plano de negócios em vendas diretas? Quais são os principais desafios para as empresas que buscam entrar neste canal? Estas são perguntas que surgem logo no início da operação de uma entrante do setor.

As companhias que buscam oferecer seus produtos e serviços via vendas diretas devem procurar no mercado empresas com experiência para prestar mais do que uma consultoria.

Esta é a proposta da Onawa. A startup desenvolve ferramentas técnicas sob medida para cada cliente com o objetivo de potencializar os negócios por meio dos canais de vendas por relacionamentos.

Um dos objetivos da startup é favorecer a entrada de novas empresas no setor para expandir as categorias de produtos oferecidos aos consumidores finais.

Para isso, a empresa vai além do planejamento. Com foco na força de vendas, há um trabalho de marketing para os embaixadores, que visa divulgar novos produtos, promoções e campanhas.

Este trabalho é todo desenvolvido via aplicativos, assim, a tecnologia surge como grande aliada da startup e do setor de vendas diretas como um todo.

Com os aplicativos, a força de vendas pode cadastrar clientes, realizar vendas, receber materiais de comunicação e capacitação, além de acompanhar as bonificações.

Segundo Ítalo Queiroz, fundador e head de tecnologia “a tecnologia é fundamental para o aumento da produtividade dos embaixadores e para atração de jovens empreendedores para o modelo, só não é mais importante que o próprio relacionamento entre as pessoas.”

Fonte: Onawa