Início/Adicionar código antes da tag </head>. capacitação

Natura Startups faz parceria com Sebrae para incentivar mulheres na tecnologia

Durante o programa de capacitação Speed Mentoring do Sebrae-SP, empreendedoras receberão mentorias de lideranças da empresa com foco na estruturação do negócio

Acontece até o dia 4 de abril o Speed Mentoring Woman Tech, programa de capacitação do Sebrae-SP com foco na estruturação e remodelagem de negócios. Nesta edição, realizada em parceria com a Natura, por meio do programa Natura Startups, o foco será em soluções e ideias de tecnologia lideradas por mulheres.

“A decisão de estar presente nesta capacitação faz parte da estratégia de digitalização da Natura, assim como o desejo de apoiar o empreendedorismo feminino no mundo dos negócios, em especial nos setores ligados à tecnologia, mercado dominado atualmente pelos homens”, explica Marina Almeida, gerente do programa Natura Startups.

Durante o programa, algumas líderes da companhia participarão dos bate-papos como especialistas. Também serão realizadas sessões de mentorias e avaliação dos projetos apresentados. “Ficamos satisfeitos em levar informações que podem ser aproveitadas por empreendedoras para que elas possam alcançar mais qualidade nos produtos ou serviços oferecidos”, comenta Elisabete Fernandes, Consultora de Negócios do Sebrae-SP. Ao todo, mais de 40 mulheres participarão do Speed Mentoring Woman Tech.

Lançado em 2016, o programa Natura Startups reforça a atuação da companhia no ecossistema de inovação, uma ferramenta relevante para fomentar o empreendedorismo e gerar novas oportunidades e conexões.

 

Sobre o Speed Mentoring

Desenvolvido pela Escola de Negócios do Sebrae-SP Alencar Burti, o Speed Mentoring é um programa de capacitação de projetos e empreendedores que tem como foco a remodelagem e estruturação de um negócio. Cada edição busca atingir empreendedores de uma área ou setor específico e o objetivo principal é auxiliar os participantes para que possam alcançar maior robustez e qualidade da oportunidade vislumbrada, o que se traduzirá em um projeto de melhor qualificação para atingir o mercado, diminuindo assim as chances de insucesso. O programa é gratuito e possui 40 horas de duração, divididas entre atividades práticas, rodadas de mentoria e bate-papos com especialistas das áreas.

Fonte: @NaturaBrOficial

A confiança transforma

Quem já empreendeu ou leu sobre o assunto sabe que os critérios cruciais são investimento, capacitação, estudo de mercado e público. O que pouco se aborda, porém, são as habilidades comportamentais, os pré-requisitos para o início e a manutenção de um negócio de sucesso. A confiança é, sem dúvida, um deles.

Afinal, como dar o pontapé inicial para a construção do seu negócio sabendo que a nova opção de carreira pode falhar ou, ainda, dar muito certo e mudar sua vida por completo? A resposta é: acreditando nas suas habilidades e compreendendo que os erros são etapas naturais do processo.

Focada em comprovar essa tese, a conhecida marca americana Tupperware encomendou uma pesquisa exclusiva desenvolvida em parceria com a Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos. O resultado reafirmou a expectativa. Confiança impulsiona os negócios e pode, sim, ser cultivada.

No processo para chegar a essa resposta, mais de 4 mil pessoas da força de vendas autônoma da Tupperware foram ouvidas – nos Estados Unidos, na África do Sul e no Brasil. A maioria apontou que crer em si mesmo e saber que teria o apoio da organização caso cometesse erros levava a aumentos significativos de produtividade. Nas vendas líquidas, a escalada atingiu 22%, além de gerar maior identificação com a empresa.

Outro apontamento interessante é que, diferentemente do que se pensa, a confiança não é uma característica estática. Ela pode subir até 30% em funcionários inseridos em empresas com cultura de apoio e capacitação.

A pesquisa só reforçou algo em que eu e a corporação que lidero no país há uma década acreditamos: estimular o encorajamento e, consequentemente, a confiança é um fator motivador dos negócios. Em um ambiente mais propício à tentativa (e ao erro, claro), que incentiva as novas ideias, cresce o número de profissionais dispostos a arriscar e experimentar.

Deixando os dados de lado por um momento, proponho aqui uma reflexão. Você já parou para pensar sobre o poder provindo de uma rede de apoio? Quando recebemos suporte de outras pessoas, notamos que as aflições e os receios não são preocupações só nossas. Baixamos a guarda e nos sentimos amparados para encarar problemas, aceitar desafios, falhar e, claro, tentar de novo. Os elos são poderosos e nos fazem mais fortes, acredite!

As etapas no mundo dos negócios e, especialmente, no empreendedorismo não são fáceis. Não existe cenário seguro, mas essa trajetória deve ser encarada como um teste. Você terá, a cada dia, uma nova chance, a oportunidade de fazer dar certo. Se atua em grandes times, é imprescindível que se contagie com o clima e crie elos. Isso vale, inclusive, para a liderança. Para quem atua de forma autônoma em pequenos grupos, a dica é acreditar nas próprias habilidades interpessoais em todas as atividades, inclusive nas pequenas tarefas, como efetuar uma ligação de prospecção. Com o cultivo diário da confiança, você transforma a sua vida e a das pessoas à sua volta. O resultado virá com certeza.

*Artigo escrito por Paola Kiwi, presidente da Tupperware no Brasil.

Fonte: Tupperware

Tupperware Brands participa de programa de intercâmbio para professoras universitárias do Brasil

A capacitação Global Links é inédita no País e visa inspirar o desenvolvimento do empreendedorismo brasileiro para mulheres

Possibilitar que uma professora universitária aprofunde seus conhecimentos sobre empreendedorismo social em um intercâmbio intercultural é a missão do Global Links, programa exclusivo de capacitação da Tupperware Brands, líder global em produtos inovadores. Com duração estimada entre seis e nove meses, o projeto, que oferece conhecimento de ponta exclusivamente para mulheres, chega ao Brasil para formar uma mentora social que auxilie no desenvolvimento de lideranças locais.

Realizado em parceria com a instituição americana Rollins College e o Escritório de Assuntos Globais da Mulher do Departamento de Estado dos Estados Unidos, o Global Links já impactou mais de 4 mil estudantes e docentes em países como Índia e Iraque. A edição que terá uma professora brasileira ocorrerá em três fases, sendo duas delas em Orlando, na Flórida (USA), e uma no Brasil.

A docente escolhida, que fará o intercâmbio para ganhar ainda mais conhecimento sobre o empreendedorismo feminino, terá a experiência de atuar na sede da Tupperware Brands e a missão de se tornar uma agente de apoio à mulheres que necessitam de ajuda para iniciar ou ampliar os seus negócios.
Todo o projeto será pautado por um modelo pedagógico supervisionado com relatórios e atividades acadêmicas em sala de aula. A fase final da capacitação conta com o retorno da docente para Orlando, acompanhada de cinco de seus alunos, para uma imersão de duas semanas na Rollins College. Os jovens serão selecionados a partir do desempenho pessoal no projeto e poderão trocar as experiências com os estudantes americanos.

“Por mais de 70 anos temos despertado nas comunidades globais, especialmente as mulheres, o desejo de perceber o que elas têm de melhor. Em muitas partes do mundo, as mulheres são o recurso mais subutilizado e estamos comprometidos a inspirar e ajudar no desenvolvimento de uma nova geração de empresárias no Brasil”, explica Rick Goings, Chairman da Tupperware Brands. O executivo reforça que o Global Links é uma extensão desse esforço e que o objetivo da Tupperware Brands é expandir a ação para outros países emergentes nos próximos cinco anos.
Processo Seletivo

O processo seletivo já foi realizado e em breve será divulgado a vencedora. O critério de escolha passa pela experiência de trabalho e a sinergia com projetos de empoderamento feminino e empreendedorismo social.
Para participar foi imprescindível que a candidata seja nascida e resida no Brasil, possua passaporte válido, atue profissionalmente como professora universitária em uma instituição credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) – preferencialmente para as graduações de economia ou de disciplinas focadas em negócios – tenha fluência comprovada em inglês e disponibilidade para morar nos Estados Unidos por, pelo menos, seis meses a partir de fevereiro de 2019, data de início do programa. Os custos do transporte, hospedagem, aulas e materiais da professora e seus alunos serão financiados pelo programa.

Site: www.tupperware.com.br

Onde encontrar: para adquirir as novidades, entre em contato com as Consultoras da marca pelo site https://www.tupperware.com.br/encontre.

Fonte: Tupperware

2019-12-20T15:07:31-03:00novembro 1st, 2018|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , |
Ir ao Topo