Volta por cima: histórias de quem saiu do desemprego para o sucesso nas vendas diretas

Veja como esses revendedores transformaram algo ruim em oportunidades dentro do setor

Não só em momentos de crise, o desemprego é um risco para todo trabalhador em qualquer que seja a situação econômica do país. Dessa forma, quem está inserido no mercado de trabalho tradicional sempre terá que enfrentar a possibilidade dessa situação. Porém, o setor de vendas diretas pode ser justamente a solução para quem não está mais encontrando vagas no mercado. Mais do que isso, o segmento pode trazer ainda mais sucesso.

 

adriano

Adriano Ramos entrou no setor por indicação

Para Adriano Ramos, da Ecotrend, a solução veio com uma indicação após oito meses sem conseguir trabalho com carteira assinada. “Após minha saída de uma imobiliária, tive certas dificuldades para retornar a um emprego registrado. Foi aí que meu primo entrou em contato comigo me oferecendo a proposta da Ecotrend. Vi a oportunidade de trabalhar por conta própria e considerei começar o mais rápido possível”, explica. Com Sorhaya Bueno, executiva da Belcorp, a decisão veio após reflexão. “Depois de 14 anos de varejo, passei a buscar no setor de vendas diretas uma empresa sólida, que tivesse produtos de qualidade no segmento de cosméticos. Eu tinha muita vontade de desenvolver pessoas, montar minha própria equipe e ter horário flexível”, conta.

ricardo2

Ricardo Guerreiro se antecipou ao mercado e descobriu as vantagens do setor

Esse know-how fez com que Sorhaya vislumbrasse a possibilidade de se dedicar exclusivamente ao segmento. “Com os anos de experiência no varejo, percebi a carência de um bom atendimento que fosse também personalizado. Foi quando decidi me dedicar somente ao setor”, revela. No caso de Zilda Cândido da Costa, Consultora da Natura e mãe de três filhos, a necessidade a fez descobrir os benefícios da venda direta. “Percebi que, só com a renda que tinha, ficaria em uma situação complicada. Quando comecei a revender os produtos da Natura, em pouco tempo consegui chegar ao padrão que precisava apenas com os contatos que já possuía, entre amigos e família”, conta. Já Ramos, depois de analisar a entrada na Ecotrend e trabalhar com vendas diretas, decidiu continuar somente com as vendas pela comodidade de trabalhar em casa com o próprio material. “Além disso, com meus conhecimentos com tecnologia, percebi que seria muito mais rentável ficar com as vendas diretas do que estacionar em um único emprego com salário fixo”, garante.

sorhaya

Sorhaya Bueno refletiu bem e resolveu apostar nas vendas diretas

Lendo sinais
Não é preciso esperar ficar sem trabalho para perceber que está na hora de analisar outras oportunidades. Foi exatamente isso que Ricardo Guerreiro, executivo da Ecotrend. “A empresa em que trabalhava já havia reduzido 70% do quadro de funcionários. Foi onde vi que ficaria sem emprego logo, logo. Ao mesmo tempo, conheci o projeto Ecotrend, percebi o tamanho da oportunidade e entrei de cabeça. Comecei desenvolvendo esse trabalho em paralelo e após um ano fiquei sem emprego. Resolvi, então, me dedicar 100% ao Ecotrend e, graças a Deus, hoje é minha renda principal”, conta. Zilda também se antecipou e não esperou chegar em uma situação de insuficiência de renda para procurar a solução nas vendas diretas. “Fiz as contas e vi que não ia dar sem outra oportunidade. A revenda dos produtos Natura caiu como uma luva para isso”, confessa.

14963068_1280797128626704_974963770_n

Zilda Cândido da Costa viu nas vendas diretas a melhor forma de alcançar a renda que deseja

Quem pensa que é necessário ter muita experiência no mercado para conseguir sucesso se engana, segundo Guerreiro: “A própria empresa disponibiliza treinamentos semanais e gratuitos. Para dar certo, basta agarrar com força total a oportunidade, pois nossos resultados dependem única e exclusivamente de nós mesmos”, aconselha. Porém, é preciso também aprender a se cobrar. “Nós fazemos nosso salário. Se trabalhar pouco vai ganhar pouco; se trabalhar muito, vai ganhar muito. Temos que ser disciplinados, pois não temos chefes para cobrar desempenho”, avisa Guerreiro.

2019-12-20T14:52:39-03:00novembro 7th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |

Você tem coragem?

Conheça histórias de mulheres que nos inspiram a ter coragem na nova campanha da Mary Kay

“Todos nós temos a opção e a coragem de viver destemidamente”
Lynsey Dyer

Em março, a Mary Kay lançou a coleção de fragrâncias Fearlessly, inspirada nas histórias de mulheres que tiveram coragem, entre elas, a própria fundadora que realizou seu sonho de enriquecer a vida de consultoras. Para divulgar o lançamento, a marca está promovendo a campanha “Eu tenho coragem MK”, que conta história de corajosas que ousaram ir atrás de seus sonhos, e o movimento #eutenhocoragemMK.

A protagonista da campanha é a esquiadora, cineasta, fotógrafa, viajante, artista Lynsey Dyer, que, além de ser esportista, incentiva a participação de mulheres em atividades outdoor, por meio da ONG SheJumps. Confira a história dela:

Além disso, a campanha conta com o site, onde você pode ler história de mulheres corajosas, entre elas a cantora brasileira Luiza Possi, e mandar mensagens para quem inspira você a ter coragem.

Fonte: Revista Publicitta

2019-12-20T15:10:30-03:00abril 8th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , |
Ir ao Topo