Início/Adicionar código antes da tag </head>. código de ética

A importância dos códigos de ética

Os códigos de ética são os principais documentos norteadores da atuação das companhias de vendas diretas. Estes documentos expressam e reforçam os compromissos que as empresas assumem com os empreendedores independentes e os consumidores finais.

Recentemente revisto e ajustado para se adequar às práticas do setor que se modernizam a cada dia, os códigos de ética da ABEVD seguem padrões ditados pela WFDSA. A relevância destes códigos para a atividade está na existência de um conselho de ética dentro da ABEVD que tem a função de acompanhar o desenvolvimento do trabalho realizado pelas associadas.

O grupo de profissionais envolvidos visa garantir o cumprimento dos 4 pilares dos códigos de ética da Associação que são: proteção dos direitos do consumidor final, dos empreendedores associados e independentes, relações de mercado mais éticas e transparentes e maior sucesso e satisfação de todas as partes envolvidas.

O Conselho de Ética é eleito a cada dois anos, sendo a oportunidade aberta a todas Associadas. Os membros atuais foram eleitos em abril. “Assumir a Presidência do Conselho de Ética da ABEVD é ao mesmo tempo uma oportunidade e um compromisso, que permitirá fortalecer ainda mais a relevância do nosso setor e a importância econômica deste segmento tão dinâmico para o desenvolvimento do país, já que a venda direta é uma oportunidade de negócio e carreira viável a qualquer pessoa de todas as idades e níveis de renda”, explica Patrícia Zebele, presidente do Conselho de Ética da ABEVD.

Fonte: ABEVD

2019-12-20T14:40:14-02:00julho 13th, 2018|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |

Como a ABEVD atua para defender os direitos do consumidor?

Código de ética da Associação determina boa conduta de empresas e vendedores

Com a missão de promover e melhorar as atividades do setor, a Associação Brasileira das Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) elaborou um Código de Ética para proteger os direitos e assegurar a satisfação dos consumidores.

O posicionamento ético prevê que o vendedor direto não deve adotar práticas comerciais enganosas, desleais ou que induzam o consumidor ao erro, ou seja, que ele tem o compromisso de oferecer explicação e demonstração sobre os seus serviços de forma clara.

Dessa forma, os clientes devem ter acesso às informações sobre preço e eventuais condições de crédito, assim como prazo de pagamento, entrega, políticas de devolução e condições de garantia das mercadorias.

O Código de Ética compreende algumas questões fundamentais para a manutenção das atividades das vendas diretas, dentre elas:

Comprovação do pedido
Um comprovante de pedido deve ser entregue ou disponibilizado para o consumidor no momento da venda. No caso de uma venda por correio, telefone ou por meios semelhantes, inclusive eletrônicos, que não incluam a presença do consumidor, o comprovante de pedido deve ser entregue ou disponibilizado para o consumidor no menor tempo possível.

Material informativo
O material informativo não deve conter descrições, informações, fotos ou ilustrações do produto que sejam enganosas ou que induzam o consumidor ao erro. Nessa divulgação também deve conter o nome, o endereço e o número de telefone da empresa, podendo incluir os contatos do vendedor direto.

Entrega
A empresa e o vendedor direto devem atender no prazo previsto aos pedidos formulados pelo consumidor.

Desistência e devolução do produto
Independentemente de exigência legal, a empresa e o vendedor direto devem oferecer condições que permitam ao consumidor, em um prazo especificado e razoável, desistir de seu pedido. Esse prazo deve ser declarado de forma clara e por escrito.

Clique aqui e confira o Código de Ética na íntegra.

2019-12-20T11:05:58-02:00março 15th, 2016|Categories: ABEVD News|Tags: , , , |