Mercado de venda direta surge como alternativa para novos empreendedores

Entenda como encontrar o equilíbrio entre as atividades profissionais e compromissos pessoais

Em um cenário em que as pessoas têm criado alternativas aos mercados de trabalho tradicionais, a realização profissional está cada vez mais desassociada de padrões e horários pré-estabelecidos. Tendo em vista o equilíbrio entre as relações profissionais e pessoais, muitas pessoas, em sua maioria mulheres, procuram opções mais flexíveis de trabalho.

Nesse contexto, a venda direta é uma oportunidade que permite que o empreendedor crie e gerencie os seus próprios produtos de venda. Com baixo custo de investimento, esse tipo de negócio se estabelece de forma flexível, com uma lógica de trabalho que se adapta facilmente às necessidades de cada vendedor.

De acordo com estudo de dimensionamento do mercado de venda direta, realizado pela ABEVD, Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas, o setor registrou R$ 19,5 bilhões em volume de negócio no primeiro semestre de 2015. Dados que evidenciam o crescimento de 0,7% do setor, se comparado com os resultados do último ano.

Antes de iniciar um negócio, porém, é importante escolher uma empresa com a qual se tenha afinidade. Uma vez que você acredita na missão e valores da organização que representa, fica muito mais fácil conquistar clientes, impulsionar as suas vendas e obter sucesso profissional e pessoal.

Para conhecer as empresas associadas à ABEVD e descobrir qual delas se encaixa melhor ao seu perfil, clique aqui .

Para mais informações, acesse: www.dsa.org.uk

2019-12-20T15:10:32-03:00setembro 24th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |

Comissão Federal do Comércio dos EUA elogia vendedores diretos

Autoridades discutem a importância da auto-regulação

 

Durante uma reunião do National Press Club em Washington, a representante da Comissão Federal do Comércio dos EUA (FTC), Maureen Ohlhausen elogiou os esforços do setor de vendas diretas por promover políticas de auto-regulação entre seus membros. Maureen citou que o aumento da conscientização deste assunto através das novas políticas, é uma clara demonstração de que a indústria de vendas diretas pode se garantir como um mercado ético e confiável.

 

As novas regulamentações praticadas pelas empresas americanas têm como objetivo proteger os consumidores de esquemas de venda por pirâmide e publicidade enganosa. A auto-regulação funciona como uma forma de garantir práticas justas em apoio às regulamentações do governo para o mercado de vendas diretas.

 

Assista ao vídeo com a matéria publicada pelo The Hill.

 

Quem também participou da reunião foi o presidente da Associação de Vendas Diretas dos EUA (Direct Selling Association), Joseph Mariano. Durante o painel de discussão que foi aberto durante o evento, Joseph reforçou que a auto-regulação é também uma forma de demonstrar o absoluto compromisso das próprias empresas para o exercício de uma conduta correta e estruturada.

 

Para a ler a matéria completa, clique aqui e veja o artigo publicado pela Direct Selling Education Foundation (texto publicado originalmente em inglês).

2019-12-20T15:01:13-03:00agosto 7th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |

2015 DSA Annual Meeting

Entre os dias 31 de Maio e 02 de Junho foi realizado o Encontro Anual da Associação de Vendas Diretas em San Antonio, Texas – EUA

 

No encontro desse ano, executivos de várias partes do mundo reuniram-se para discutir tendências, mudanças e as questões mais urgentes relacionadas ao mercado de vendas diretas. Empresas como Amway, Mary Kay, Herbalife, Nu Skin e muitas outras participaram do evento que foi organizado pela Associação de Vendas Diretas (Direct Selling Association – DSA).

 

A inauguração foi feita com um almoço especial para networking, onde líderes da indústria, fornecedores e interessados puderam trocar seus contatos, estimulados pela própria comissão organizadora. Aproximadamente 50 executivos de grandes indústrias conduziram as sessões de mini-workshops com duração de 30 minutos sobre diversos assuntos como reconhecimento de campo, expressão de marca e ferramentas de marketing em que os inscritos puderam acompanhar através de experiências e ideias criativas para implementação imediata.

 

O acompanhamento do evento podia ser feito em tempo real através do Twitter e do aplicativo oficial, que também permitia escolher e programar as atividades das quais os inscritos manifestavam interesse em participar. Um dos atrativos do evento, foram os 135 fornecedores de diversos segmentos apresentando seus serviços, que iam desde consultorias de planejamento até programas de viagens de incentivo para revendedores diretos.

 

“O tema desse ano foi uma oportunidade de dedicar nosso tempo em San Antonio para celebrar as oportunidades do nosso canal de vendas  – oportunidades de se destacar, liderar, inspirar e alcançar muito mais do que nós jamais havíamos imaginado”, disse o Presidente e CEO da Mary Kay, David Holl.

 

A ABEVD também participou desse evento, com a diretora executiva Roberta Kuruzu, representando o Brasil na reunião da WFDSA – World Federation of  Direct Selling Associations e acompanhando as tendências e boas práticas do mercado de vendas diretas dos Estados Unidos, umas das principais referências nesse segmento. Os resultados apresentados mostraram que há um contínuo crescimento desse mercado e também um aumento no número dos revendedores: uma clara oportunidade para a expansão das vendas diretas.

 

Para saber mais detalhes sobre o evento, clique aqui.

 

2019-12-20T12:25:30-03:00junho 18th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |

Venda direta como uma maneira de fazer dinheiro

Mercado está atraindo cada vez mais pessoas interessadas em ter uma renda extra

Na busca por uma renda extra, são poucas as oportunidades tão flexíveis quanto a venda direta de produtos, seja estes maquiagens ou até mesmo vinhos.
Ao contrário das franquias, que podem ter custos elevados, as empresas de vendas diretas, em geral, tem um investimento inicial de cerca de R$ 100,00. E ao contrário de empregos em corporações, a venda direta permite que você defina o seu próprio horário e trabalhe em casa. Nos Estados Unidos, por exemplo, a venda direta cresceu 6% de 2012 para 2013, um total de 16,8 milhões de pessoas no mercado de acordo com a Direct Selling Association (DSA).
Algumas pessoas enxergaram nesse mercado a chance de ter uma renda extra e muitas delas fizeram da venda direta o seu trabalho de tempo integral. “Alguns podem ter um objetivo financeiro de curto prazo em mente, como a poupança para férias com a família”, diz Paul Skowroneck, vice-presidente sênior de assuntos públicos da DSA.

2019-12-20T12:36:58-03:00janeiro 14th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |
Ir ao Topo