E-commerce da Natura é rede social

Empresa criou uma rede de relacionamentos para os mais de 1,2 milhão de consultores

Em operação por todo o Brasil, a Rede Natura, criada para funcionar como um comércio on-line da empresa, assemelha-se mais a uma rede de relacionamento personalizada entre a companhia, seus consultores e clientes, do que um e-commerce em si.

O projeto que demorou mais do que o previsto para ser implementado em todo o país por conta de desafios tecnológicos e logísticos, chega em um momento em que as empresas de beleza e cosméticos enfrentam uma forte concorrência das estrangeiras. “Diante do aumento da competitividade do mercado, e do tamanho que alcançamos, para continuarmos crescendo é preciso ter uma forma diversificada de acesso”, conta Daniel Silveira, diretor regional da Natura para o Jornal do Commercio, de Recife.

A diversificação é também uma das apostas da Natura, que, em 2014, concluiu um ciclo de investimentos de R$ 2 bilhões nos últimos quatro anos.

 

2019-12-20T15:12:08-03:00abril 23rd, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |

Grandes empresas investem no modelo de venda direta

Em 2013, esse setor movimentou R$ 41,6 bilhões no país

O mercado de venda direta continua com boas previsões para este ano. Com movimentação de R$ 41,6 bilhões em 2013, muitas pessoas se tornam revendedores para complementar a renda e acabam transformando o trabalho na principal fonte.

O setor, que possui mais de 4,5 milhões de revendedores, permite uma maior flexibilidade de horários, não há gastos fixos, como os que envolvem manter uma loja. O retorno para quem investe varia, uma vez que cada revendedor faz o seu horário e tem um determinada cartela de clientes.

Em 2012, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) realizou um estudo que mostrou, na época, que o lucro médio mensal dos consultores brasileiros era de R$ 323,15. O destaque ficou por conta do Rio de Janeiro, onde 53% dos revendedores tinham na venda direta a sua única fonte de renda.

Grandes empresas entram para a venda direta

Em 2013, a Marisa começou a investir na venda direta com um projeto-piloto de 700 consultoras que vendem roupas femininas por meio de catálogos. Hoje, em todo país, são mais de 90 mil consultoras. Outra empresa que também decidiu investir nesse mercado foi a Polishop, que possui 80 mil revendedores cadastrados e não vê concorrência entre o catálogo com as lojas físicas, e-commerce ou televendas.

Essa mudança de empresas de diferentes áreas para a venda por catálogo é uma tendência no Brasil. Atualmente, existem empresas que vendem livros, cursos de idiomas, itens para animais de estimação e utilidades para o lar por meio do contato pessoal fora de um lugar fixo. Com isso, as empresas conseguem atrair consumidores que gostam de praticidade.

 

2019-12-20T14:05:39-03:00abril 16th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Avon investe na venda pela internet

Nova linha de maquiagem deve estrear a entrada da companhia americana no e-commerce que será lançado no Brasil

A venda pela internet será a grande aposta da Avon para o mercado brasileiro em 2015. A empresa americana vai usar a linha de maquiagem Luxe, lançada no ano passado, para entrar no e-commerce brasileiro. Os outros produtos continuam sendo vendidos somente por catálogo.

O Brasil é o principal mercado da Avon e o uso da internet para a venda de seus produtos é uma aspiração antiga da multinacional. Entretanto, a presidente global da Avon, Sheri McCoy, conta que a empresa relutava em migrar para esse setor com receio de criar concorrência às suas consultoras no país.

Seguindo o mercado

Ao entrar para o comércio eletrônico, a Avon segue uma tendência das empresas de venda direta – buscar outros canais de distribuição. A Natura também criou um projeto de e-commerce, o Rede Natura, que está disponível desde julho de 2014 somente no estado de São Paulo.

O intuito da Natura é criar uma rede de consultores da marca também na internet, e tanto revendedores que já fazem parte do time da empresa, quanto novos interessados, podem fazer o cadastro.

 

2019-12-20T15:12:09-03:00fevereiro 13th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |

Empresas digitais se inspiram na venda direta

Para atrair clientes, donos de e-commerce e aplicativos estão apostando neste tipo de venda

Uma das maiores dificuldades da venda online hoje no Brasil, ainda é a falta de confiança das pessoas na hora da compra. Umas das soluções encontradas pelos donos desses negócios, foi contar com um time de vendedores diretos para atenderem os clientes mais tradicionais.
Essa foi uma das situações enfrentadas por Fernando Okumura, que para abrir o seu negócio, o Kekanto, teve como inspiração a venda direta. Mesmo sendo um guia online de lugares e serviços, a empresa recrutou vendedores externos. “O relacionamento pessoal é sempre mais rico, passa mais informação do que o telefone ou o e-mail. O dono do estabelecimento acaba se sentindo mais confortável”, afirma Fernando.
O diretor da consultoria E-bit, Pedro Guasti, conta que recorrer aos profissionais de vendas diretas para ficar na rua atrás de clientes pode ser algo imprescindível em alguns modelos de negócios. Essa estratégia é comum em empresas que precisam vender ou fechar parcerias com outras empresas ou profissionais autônomos. O maior desafio enfrentado pelas empresas online é convencer pessoas a adotarem um serviço que não conhecem.
Esse foi o caso de Marcelo Ferreira quando começou o HelloFood. Ele pessoalmente visitava os restaurantes e tentava convencer os donos a listar seus estabelecimentos entre os que faziam o delivery de comida pela plataforma. Hoje a empresa consta com 40 profissionais de vendas, que visitam, em média, três restaurantes por dia.
Já Thiago Kuin, dono da Loja do Profissional – e-commerce de produtos para pequenas indústrias e outros segmentos profissionais – viu a necessidade de ter vendedores diretos quando percebeu a falta de cultura das empresas de seu mercado de comprar pela internet. Antes de fecharem a compra pela internet, os clientes costumam ligar para ver se a empresa realmente existe e checarem o endereço da loja.

2019-12-20T14:05:45-03:00janeiro 7th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |
Ir ao Topo