ABEVD está presente na Feira do Empreendedor do SEBRAE

Pela primeira vez, a Associação participa do maior evento de empreendedorismo do país

A sexta edição da Feira do Empreendedor do SEBRAE-SP, que acontece até o próximo dia 21, conta com o apoio da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas, pela primeira vez.

img_4087
Os objetivos da feira estão alinhados com a missão da ABEVD, ou seja, de propiciar a oferta e procura de oportunidades de negócios, aumentar a rede de relacionamento e promover novas parcerias.

img_4073
Estima-se que um público de até 150 mil pessoas passe pelo Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, e a ABEVD se preparou para prestar esclarecimentos e divulgar oportunidades de negócios para milhares de empreendedores independentes.

img_4095
Além, disso, a Associação também prestará informações aos empresários que tenham interesse em distribuir seus produtos pelo canal de vendas diretas.

Para mais informações sobre a Feira, clique aqui e acesse o site.

Serviço:
Feira do Empreendedor do SEBRAE-SP
18 a 21 de fevereiro de 2017, das 10h às 21h
Anhembi Parque – Pavilhão Sul (Av. Olavo Fontoura, 1209, São Paulo, SP)
A entrada é gratuita e proibida para menores de 14 anos.

2019-12-20T14:52:58-03:00fevereiro 20th, 2017|Categories: ABEVD News|Tags: , , , , |

Três coisas que você precisa saber para ser um empreendedor de sucesso

Entenda a importância de assumir uma postura mais assertiva para obter resultados para o seu negócio

Quais são as qualidades que fazem um empreendedor surpreendente? De acordo com Jerome Ternynck, fundador e CEO de SmartRecruiters, os empreendedores bem-sucedidos compartilham três atributos principais. Confira as dicas e veja como atuar de maneira mais assertiva em seu negócio:

Capacidade de liderança
Em algum momento, você verá algo que ninguém mais vê. Você será capaz de desenvolver uma visão baseada no que vê e, em seguida, convencer os outros a dedicar tempo e dinheiro para ajudá-lo a explorar oportunidades e opções.
Desenvolva uma cultura corporativa mais forte, identifique oportunidades e, em seguida, exerça a liderança necessária para gerar resultados.

Obstinação
A administração de um negócio é incrivelmente difícil e requer atenção cuidadosa aos detalhes. Dito isso, a dedicação, o empenho e a obstinação que o empreendedor dedica ao seu projeto é inversamente proporcional ao sucesso e aos resultados obtidos ao longo do tempo.

Resiliência
Não desista diante do primeiro obstáculo. Você tem de ser resiliente, tenaz e persistente, independentemente da situação em que se encontra.
Nenhuma grande empresa seria construída se seu empreendedor desistisse quando as coisas ficam difíceis.

Pelo contrário, quando as coisas ficam difíceis, permanecer obcecado e resistente pode levar seu ao sucesso.

Fonte: Fortune

2019-12-20T14:52:33-03:00janeiro 24th, 2017|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Seis filmes sobre empreendedorismo para te inspirar

Não são apenas os livros ou a internet que nos apresentam novas informações sobre o empreendedorismo. Quem está pensando em começar o próprio negócio ou aprimorar as atividades do dia a dia encontra ótimos exemplos e histórias inspiradoras nos filmes e documentários.

Aproveite o começo de ano e invista em uma nova forma de aprendizado. Conheça seis filmes sobre empreendedorismo:

Burt’s Buzz

O documentário conta a vida Burt Shavitz, um excêntrico criador de abelhas que tornou-se dono de uma famosa marca de cosméticos naturais.

Iris

O documentário conta a história da empresária Iris Apfel, que é um ícone do mundo da moda. O filme interessa a todos que querem empreender na área de economia criativa, ao mostrar como essa mulher enfrentou barreiras e se manteve ativa até hoje.

Steve Jobs: Como ele mudou o mundo

Steve Jobs é uma das maiores referências para empreendedores interessados em inovação. Este documentário apresenta um pouco mais de sua história e a maneira ele se manteve firme mesmo quando ninguém mais acreditava no sucesso de sua empresa.

À Procura da Felicidade

O clássico, protagonizado por Will Smith, mostra a luta do personagem que transformou a sua vida por meio das vendas diretas e tornou-se um renomado vendedor em Nova York.

Joy

Aonde uma ideia pode te levar? Em Joy, o espectador se depara com a história da criadora de um esfregão como solução para facilitar o processo de limpeza da cas. O filme reconhece a importância daqueles que começam um negócio próprio do zero, sem ninguém que apoie sua ideia – mesmo os membros da própria família.

Julie e Julia

Fazer aquilo que se ama é o que move os empreendedores de sucesso. No filme, Julie larga a carreira no serviço público e investe em um sonho antigo e divulga sua nova atividade em um blog pessoal. A comédia mostra como a personagem obteve reconhecimento, encontrou um sentido para sua carreira, ao seguir aquilo que ela realmente ama fazer.

Fonte: Exame e PEGN

2019-12-20T14:52:34-03:00janeiro 6th, 2017|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , |

Correio debate estratégias para garantir o empreendedorismo

Evento está marcado para 22 de novembro. Participe!

Em tempos em que a redução de gastos é um dos discursos mais utilizados pelo governo federal para a saída da crise, as discussões sobra a importância de simplificar o empreendedorismo como força motriz para a retomada da atividade ganham mais peso. Uma parceria da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) e do Correio Braziliense trará o tema à tona. No próximo dia 22, promoverão o evento Empreendedorismo: A força da venda direta no Brasil, com debates sobre reforma trabalhista, simplificação tributária, segurança jurídica do segmento como forma de fomentar empregos, consumo e, consequentemente, alavancar a economia.

O encontro ocorrerá no auditório do Correio para mais de 120 convidados, a partir das 9h, com inscrições gratuitas. Participarão do evento a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, o diretor-presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos, o secretário executivo do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), Antônio Correia de Almeida, além do deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), o ministro Guilherme Augusto Caputo Bastos, do TST, e representantes do segmento de vendas direta.

Com enorme potencial para criação de oportunidades, o setor foi responsável por absorver 200 mil pessoas somente em 2015, trabalhadores que, não fosse pelas vendas diretas, estariam na fileira de desempregados que a crise gerou. Esse número de geração de oportunidades, entretanto, poderá ser bem maior, caso o governo federal, legisladores e o próprio Judiciário atuaem em conjunto pela aprovação e conscientização da população para a importância da aprovação das reformas estruturais no país, avalia a diretora executiva da ABEVD, Roberta Kuruzu.

“É algo que o mundo inteiro está discutindo. De fato, as sociedades são complexas e não necessariamente as relações de trabalho têm que ser de emprego. É preciso reconhecer, sim, que as pessoas tenham direito de empreender”, sustenta. Em um país como os Estados Unidos, onde as legislações trabalhistas são mais flexíveis, há quase 10 milhões de pessoas trabalhando com venda direta. No Brasil, são 4,6 milhões de empreendedores. Essa diferença desmente, na opinião dela, uma falsa ideia de que o modelo do setor é ótimo para países pobres. “Apenas Brasil e China figuram entre os seis maiores líderes mundiais”, afirma.

A ABEVD defende que o setor precisa de uma legislação trabalhista segura que não fragilize as relações de trabalho e fomente o empreendedorismo. Por isso, defende a eliminação do vínculo trabalhista na relação entre empresas e revendedoras e distribuidores. “O setor assegura uma forma de complementação de renda de maneira até complementar e flexível para algumas pessoas, que não podem correr o risco de ter o trabalho extinto pela instabilidade das relações trabalhistas”, avalia Roberta. Dessa forma, uma reforma trabalhista pode contribuir para que mais jovens e idosos possam obter, na venda direta, uma fonte de renda. Em um cenário de crise, principalmente, ela entende que isso seria essencial para a criação de mais oportunidades de trabalho.

Correio Debate

Empreendedorismo: A Força da Venda Direta no Brasil

Painéis
1. Os impactos socioeconômicos da venda direta e suas histórias de valor, com David Legher, presidente da Avon Brasil

2. As legislações trabalhista e tributária e os impactos no setor, com Antonio Correia de Almeida, secretário executivo do Ministério do Trabalho, deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB/PR) e Guilherme Augusto Caputo Bastos, ministro do Tribunal Superior do Trabalho

3. Venda direta: uma oportunidade para todos, com Ana Fontes, Rede Mulher Empreendedora

Data: 22/11/2016
Local: Auditório do Correio Brasiliense
Inscrições: gratuitas, no correiobraziliense.com.br/correiodebate, até 21/11/2016

Fonte: Correio Braziliense

2019-12-20T12:41:30-03:00novembro 16th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Prática de vendas diretas independe do gênero do vendedor

Homens têm assumido funções, antes atribuídas às mulheres, no mercado

Quarto lugar no ranking mundial, o mercado brasileiro de produtos de beleza movimentou, apenas no ano passado, 41,66 bilhões de reais em suas operações, representando 90% das vendas diretas do país. Se mostrando cada vez mais lucrativo, setor tem atraído homens para funções que, anteriormente, eram atribuídas às mulheres.

Romper com paradigmas e preconceitos, assim como acompanhar as tendências tem sido fundamental para que esses novos profissionais desbravem o mercado em expansão. Pesquisas da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) relatam que a percepção lucrativa desse tipo de negócio tem sido um grande atrativo para os novos vendedores.

De acordo com Anna Cherubina Scofano, consultora em Gestão Estratégica de Pessoas e professora de MBA da FGV, o novo cenário se desenvolve independente do gênero dos vendedores, priorizando, apenas, a aptidão dos profissionais para atuar com as vendas diretas.

Fonte: A Tribuna

Oito segredos para o sucesso

Analista compartilha conhecimento para incentivar práticas de sucesso

Após anos de trabalho e entrevistas com executivos e empresários, o analista Richard Saint John reuniu, em curta apresentação para o TED, os ensinamentos sobre os segredos do sucesso.

Com o objetivo de compartilhar um conhecimento que pode ajudar outras pessoas a chegar ao sucesso, Saint John incentiva o desenvolvimento em todos os âmbitos. Confira:

1. Paixão – É preciso fazer as coisas com amor, não por dinheiro.

2. Trabalhe Duro – Empenhe-se para cumprir com seus objetivos.

3. Pratique – Para atingir a excelência, é preciso tempo e prática.

4. Tenha foco – Mantenha o foco e vá longe.

5. Esforce-se – Empenhe-se física e mentalmente. Não é fácil, mas necessário.

6. Sirva – Servir é um privilégio. É essencial proporcionar experiências que gerem valor para as pessoas.

7. Ideias – É preciso ideias para inovar, desenvolver negócios e crescer.

8. Persista – Você pode errar e passar por dificuldades, mas se persistir alcançará o sucesso.

Confira o vídeo na íntegra:

Mercado de venda direta surge como alternativa para novos empreendedores

Entenda como encontrar o equilíbrio entre as atividades profissionais e compromissos pessoais

Em um cenário em que as pessoas têm criado alternativas aos mercados de trabalho tradicionais, a realização profissional está cada vez mais desassociada de padrões e horários pré-estabelecidos. Tendo em vista o equilíbrio entre as relações profissionais e pessoais, muitas pessoas, em sua maioria mulheres, procuram opções mais flexíveis de trabalho.

Nesse contexto, a venda direta é uma oportunidade que permite que o empreendedor crie e gerencie os seus próprios produtos de venda. Com baixo custo de investimento, esse tipo de negócio se estabelece de forma flexível, com uma lógica de trabalho que se adapta facilmente às necessidades de cada vendedor.

De acordo com estudo de dimensionamento do mercado de venda direta, realizado pela ABEVD, Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas, o setor registrou R$ 19,5 bilhões em volume de negócio no primeiro semestre de 2015. Dados que evidenciam o crescimento de 0,7% do setor, se comparado com os resultados do último ano.

Antes de iniciar um negócio, porém, é importante escolher uma empresa com a qual se tenha afinidade. Uma vez que você acredita na missão e valores da organização que representa, fica muito mais fácil conquistar clientes, impulsionar as suas vendas e obter sucesso profissional e pessoal.

Para conhecer as empresas associadas à ABEVD e descobrir qual delas se encaixa melhor ao seu perfil, clique aqui .

Para mais informações, acesse: www.dsa.org.uk

2019-12-20T15:10:32-03:00setembro 24th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |

Experiências que ensinam

Saiba como aproveitar experiências negativas para empreender mais

A trajetória de sucesso de uma empresa pode ser determinada pela sua atuação no mercado, pelo reconhecimento dos consumidores e pela busca da excelência na prestação de serviços e produtos oferecidos. Mais do que saber aproveitar os momentos certos para investir e implementar mudanças, é preciso aprender com as experiências de mercado, sejam elas positivas ou negativas.

Setor de destaque na economia, o mercado de vendas diretas no Brasil cresce e atrai jovens empreendedores a cada dia. Os desafios de traçar o seu próprio caminho, assim como de aprender com as experiências diárias, permite melhor compreensão de seu empreendimento. Sendo assim, as experiências e o aprendizado proporcionado por elas são fundamentais para o crescimento de uma empresa.

Em um cenário de incertezas, é comum observar empreendedores que passam por dificuldades e que ressurgem no mercado de forma inovadora. Aprender com os erros pode ser o fator determinante para continuar a caminhada rumo a direção correta. Longe de significar o fim de um negócio, essas experiências dão ao executivo a oportunidade de rever os aspectos fundamentais de seu negócio.

Ao olhar para as lições do passado, é possível visualizar um futuro mais próspero, uma vez que os fatores de risco são analisados com mais cuidado e as experiências são utilizadas para evitar falhas. Além disso, existe maior atenção aos processos e às áreas cruciais de uma organização.

Atentar-se às movimentações do setor, assim como às mudanças no cenário econômico e no mercado consumidor, também faz parte da rotina diária de um empreendedor que entende o valor das experiências, dessa forma ele consegue planejar seu posicionamento e atuação, assegurando o sucesso de sua organização.

2019-12-20T15:01:08-03:00setembro 18th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |

Cinco dicas de gestão do fundador da Ricardo Eletro

Para empresário, é preciso estudo, organização e empenho para montar um negócio de sucesso

Compreender o sistema gerencial, bem como proporcionar uma visão sistêmica da gestão, faz parte das premissas empresariais de gestão de um negócio. Ao avaliar o mercado brasileiro, percebe-se que não são poucos os exemplos de redes varejistas e de venda direta que se destacam pelo relacionamento com o cliente e, é claro, pelos resultados promissores.

Com sede de conhecimento e com planos e estratégias bem definidos, o empresário pode realizar o sonho de construir um império de eletrodomésticos, estabelecendo sua marca em um mercado em que grandes empresas já se destacavam. Para isso, ele seguiu alguns passos que podem ser aplicados aos processos de gestão de qualquer empresa.
Confira as cinco dicas do fundador do Ricardo Eletro para montar um negócio de sucesso:

1. Defina estratégias
Para que um negócio prospere, é preciso planejamento e definição de estratégias. Sem isso, é impossível definir processos e traçar objetivos.

Ricardo conta que, aos 18 anos, começou a realizar o sonho de vender eletrodomésticos. “Comprava liquidificador por R$ 49,90 e vendia a R$ 19,90. Ninguém conseguia vender por esse preço. Compensava o prejuízo com a venda de outros produtos, que saíam pelo dobro do valor que eu pagava por eles”, diz. Assim, ele ficou conhecido pelos preços baixos e passou a aumentar a oferta de eletrodomésticos e, aos poucos, construiu seu império.

2. Diferencie-se da concorrência
Algumas adequações são capazes de mudar todo o cenário de vendas. Mas, para alinhar as estratégias às exigências do setor, é preciso, primeiramente, estudar o público-alvo. Logo em seguida, a análise do potencial de mercado e a observação da concorrência tornam-se essenciais para o negócio.

É fundamental apresentar diferenciais e vantagens para o consumidor. Ricardo, no entanto, atenta para o fato de que o bom atendimento não pode ser tratado como um diferencial, mas ao contrário, “bom atendimento é obrigação”.

3. Informe-se
Frequentar eventos e feiras do setor, assim como, aproveitar toda oportunidade para tirar dúvidas com outros empresários da área é essencial para o desenvolvimento de uma empresa. Foi numa dessas conversas, por exemplo, que Ricardo recebeu a dica de montar um depósito único para as mercadorias e só distribuir o necessário para cada loja.

“Eu recebia caminhões de mercadoria em cada loja. Queria crescer, mas seria impossível administrar os recebimentos dessa forma. Depois do depósito, passei de 10 para 150 lojas. Foi uma dica que fez toda a diferença”, afirma o empresário.

4. Comunique-se com o consumidor
Ricardo ressalta a importância de investir na comunicação com os clientes. Sem ela, os planos e estratégias estabelecidos não se concretizam e o negócio não evolui. “Não adianta vender barato se as pessoas não sabem disso”, afirma o empresário que investe R$ 50 milhões por mês em publicidade.

5. Trabalhe duro
É fundamental conhecer e dominar todos os processos gerenciais da sua empresa, desde os postos mais simples de trabalho até os cargos de liderança. É preciso estar presente e envolvido para entender o seu modelo de negócio e para identificar oportunidades de atuação.

Para o empresário, que começou como vendedor e, hoje, delega funções para milhares de pessoas, é essencial que o empreendedor não descuide de nenhum detalhe de seu negócio. “As funções mudam com o tempo, mas o volume de trabalho não diminui”, diz.

Fonte: https://economia.uol.com.br/empreendedorismo/noticias/redacao/2015/08/06/orfao-de-pai-dono-da-ricardo-eletro-vendia-mexerica-aos-12-veja-5-dicas.htm

2019-12-20T15:01:09-03:00setembro 17th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |

Lições de Mark Zuckerberg para inspirar você

Conheça alguns conselhos do criador do Facebook para empreendedores

 

Quem é que não conhece a história de empreendedorismo do criador do Facebook? Para inspirar você, trouxemos as reflexões sobre características fundamentais de quem busca o sucesso, escritas pelo idealizador e dono de uma das mais valiosas empresas do mundo. Confira:

  • Propósito

 

Zuckerberg tinha como sonho conectar as pessoas através da tecnologia. Como resultado desse sonho ele criou a maior rede social que conhecemos hoje. Foi a união de uma paixão, a resistência diante de muitas dificuldades e um pouco de criatividade para superar obstáculos. Para um resultado de sucesso, é preciso acreditar de verdade no seu trabalho e se empenhar para conseguir sempre o melhor.

  • Valores e ações

 

Você sabia que Zuckerberg nunca chegou a se formar? Isso mesmo! Apesar de ter estudado na universidade de Harvard, ele não conquistou o diploma. Isso não significa que seus anos de estudo não valeram a pena, mas indica que, são os valores e as ações de uma pessoa que constroem um grande profissional. As habilidades e técnicas podem ser adquiridas, mas o interesse em aprender, não.

  • Ousadia

 

Ficar frustado com um plano que não deu certo é completamente normal. Essa é uma situação que acontece com pessoas que têm uma característica em comum: a ousadia. O medo de errar não deve existir para impedir que você crie novos projetos, pelo contrário, ele vai te fazer buscar por possíveis falhas e já pensar em meios de evitá-las. Ou seja, você tem a chance de aprimorar suas ideias.

  • Visão de alcance

 

Não há problema nenhum em começar o seu negócio dentro da sua própria família, com amigos ou em qualquer outra rede de contatos com pessoas próximas. Mas pense grande! Quando Zuckerberg criou o Facebook, inicialmente era apenas para os estudantes de Harvard, e hoje, nós conhecemos a proporção que esse empreendimento tomou.

 

Gostou dessas lições?

Leia também 7 dicas para um pensamento empresarial de sucesso

2019-12-20T12:23:55-03:00agosto 17th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |
Ir ao Topo