Início/Adicionar código antes da tag </head>. Facebook

Como usar o novo recurso de vendas no Instagram

O novo recurso de vendas do Instagram, recentemente lançado ,é mais um sinal de que as plataformas de mídias sociais estão entrando no jogo do comércio.

Como a venda direta é afetada por isso? Com tantos empreendedores usando o Instagram para mostrar novos produtos e criar sua própria marca, é natural supor que eles desejem usar o novo recurso.

E as empresas de vendas diretas? Vão ignorar, contrariar ou passar a adotar o Instagram, já que muitos de seus distribuidores usam, de algum modelo, a plataforma?

 

Recurso de vendas está em fase beta

Ficaremos sem resposta ainda por um bom tempo. O recurso está, atualmente, em fase beta, oferecendo acesso a apenas 23 marcas. É ainda muito cedo e a adoção do recurso por todas as marcas levará algum tempo, mas a resposta para a disposição das empresas de venda direta em adotá-lo virá eventualmente.

A estratégia de compras do aplicativo de compartilhamento de fotos ilustra como as entidades não varejistas, os canais de mídias sociais, aproveitam cada vez mais a lucrativa oportunidade para o consumidor.

O mais importante talvez, seja notar que a mudança mostra como a experiência do cliente de varejo está evoluindo para além da área da loja física e do comércio eletrônico, assumindo raízes cada vez mais profundas em dispositivos móveis e em ambientes de mídias sociais.

As plataformas de mídias sociais como Facebook, Twitter e Pinterest atualmente possuem bilhões de membros e o tráfego social cresceu pelo menos 357% em relação ao  ano passado, em uma escala sem precedentes.

 

Consumidores gostam de personalização das mídias sociais

Como ocorre o crescimento impressionante? O comprador de hoje está mais atento e deseja uma experiência de compra personalizada. Os consumidores apreciam a natureza personalizada das mídias sociais e são amplamente influenciados pelo compartilhamento social, que incentiva uma taxa de conversão saudável no tráfego orgânico.

É por isso que os sites de mídias sociais, como o Facebook, têm um dos maiores valores de conversão do setor.

O que alimenta a experiência de compra social? Comentários positivos. Veja:

  • 71% dos consumidores mudam sua percepção da marca depois de ver uma resposta positiva a uma avaliação/resenha nas redes sociais
  • As conversões aumentam em 133% quando os compradores de dispositivos móveis veem uma avaliação positiva antes de tomar uma decisão de compra de comércio eletrônico.

No ano passado, esse poder de críticas positivas levou a recordes de vendas. O chamado social commerce registrou aumentos de 14% em receita, ano após ano, a exemplo do recorde de fim de semana da Black Friday e da Cyber ​​Monday, em 2018. Dentre os varejistas online, 91% viram um aumento nos rankings de SEO provocado por menções de mídias sociais.

O Instagram, que conta com mais de 1 bilhão de usuários ativos, está preparado desde já para lucrar com seu recurso de vendas, ao permitir que os consumidores permaneçam no aplicativo para concluir suas compras. O aplicativo contava com mais de 130 milhões de usuários para mostrar as tags de produto nos postos de compras todos os meses, em relação a 90 milhões em setembro. O que diferencia o Instagram da Amazon é o processo de descoberta de produtos.

A Amazon, indiscutível rainha do e-commerce, foi pioneira na plataforma online como facilitadora de pagamentos para reduzir os incômodos na compra e na descoberta de produtos e, agora, é o ponto de partida entre 40 e 60% das pesquisas de produtos. Ela está enfrentando a concorrência cada vez maior de plataformas de mídias sociais que aprimoram continuamente a experiência do cliente. O que mais chama a atenção no recurso de vendas do Instagram é que ele permite que o consumidor descubra produtos novos ou diferentes com relativa facilidade, algo difícil de se fazer na Amazon.

As novidades do Instagram e o contínuo sucesso do social commerce ressaltam o impacto positivo que as marcas que vendem direto ao consumidor tiveram sobre o comércio.

Mídias sociais da ABEVD: fortalecendo a reputação do setor no ambiente online

Durante o ano de 2018, a ABEVD fortaleceu sua presença nas redes sociais e compartilhou informações e dados relevantes ao setor, com ótimo retorno do público impactado pelos conteúdos.

Em uma breve retrospectiva: a publicação de melhor desempenho do ano abordou o mercado de produtos de beleza e higiene pessoal. Publicada em 23 de abril, no Facebook, foi vista por cerca de 12 mil pessoas e gerou, aproximadamente, mil envolvimentos.

Outros 2 posts sobre Marketing de Rede e Marketing Multinível tiveram grande interesse do público, assim como a visita da ABEVD à Polishop.

Com mais de 33 mil seguidores, a página da associação no Facebook oferece conteúdo e informação com credibilidade. A associação também está presente no LinkedIn. Ainda não acompanha a ABEVD nas mídias sociais? Siga as páginas agora mesmo!

2020-07-21T15:16:53-03:00dezembro 17th, 2018|Categories: ABEVD News|Tags: , , |

Utilize as redes sociais a seu favor

Confira 5 dicas para incrementar seus contatos e obter retorno

Hoje é praticamente impossível ficar longe das mídias sociais, seja Facebook, Twitter ou mesmo o Instagram. Porém, além de ser uma forma divertida de manter contato com amigos e postar fotos bacanas, as redes sociais também podem ser uma excelente maneira de aumentar seus contatos de trabalho e garantir mais vendas.
Porém, isso depende da forma que você age e de como as pessoas lhe veem. Para garantir que tudo saia da melhor forma possível, separamos cinco dicas para você potencializar o uso das redes sociais a seu favor.

Explore o potencial das redes
Muita gente apenas posta fotos e espera as curtidas. O ideal é que você curta postagens de outras pessoas, comente, compartilhe, seja ativo. Porém, precisa tomar cuidado para não se expor em demasia. Assuntos delicados pedem o dobro de cuidado.

Saiba se apresentar
Escolha com cuidado a foto certa e o material que deseja postar. Muitos terão um primeiro contato com você e seu trabalho por meio da sua última postagem e pode ser que essa seja a imagem que ficará gravada. Esteja atento.

Seja constante
De nada adianta fazer 10 postagens em um dia e sumir durante os cinco dias seguintes. Esteja sempre presente e tenha paciência para construir uma base sólida de contatos, converse sempre com outras pessoas, compartilhe postagens.

Tenha zelo
Vai postar alguma foto ou imagem? Tome cuidado para que ela esteja com um mínimo de qualidade. Pode até editar, passar um filtro e deixa-la com um ar mais profissional, contanto, claro, que isso não altere o conteúdo. Mentir não vale, ok?

Rede social é pra ser sociável
Não quer conversar? Melhor nem entrar na rede. É preciso manter a cordialidade sempre, responder a todos, mesmo as dúvidas mais insignificantes. Dessa forma, sempre passará a melhor impressão aos outros. Evite responder ou seguir apenas aqueles que possam parecer mais interessantes em um primeiro momento. O ideal é dar a mesma atenção a todos.

Sete dicas para criar uma página de negócios no Facebook

Aproveitar o potencial das redes sociais pode ser um diferencial na divulgação da sua marca

O Facebook é uma das principais redes sociais, com mais de 1,4 bilhão de usuários ativos mensais em todo mundo. Para aproveitar a tendência mundial, muitas empresas de venda direta passaram a investir em páginas e perfis para se aproximarem de seu público-alvo e potencializar suas operações. Mas, diante de tantas marcas presentes nas redes sociais, como se destacar e atrair mais consumidores?

Confira algumas dicas para criar uma fanpage e explorar o potencial da internet para complementar as práticas da sua empresa:

1. Defina objetivos
Trabalhe sua marca, crie campanhas, dê descontos e anuncie conforme as necessidades identificadas de seu público-alvo. O mais importante é que a empresa determine estratégias para conseguir retorno para o negócio, sempre com o apoio de sua rede de revendedores.

2. Publique regularmente
Para gerar engajamento do público com a marca, é preciso estabelecer uma periodicidade de publicações. Organize as publicações e utilize os recursos do próprio Facebook para garantir impacto e eficiência, como o agendamento e o monitoramento.

3. Invista nas ferramentas e recursos
Explorar todas as funcionalidades da rede social é fundamental para aumentar as interações do público com sua marca. Aposte nos conteúdos interativos com fotos e vídeos para apresentar tutoriais, novos produtos, instruções e muito mais, tudo para envolver as pessoas e incentivá-las a interagir com seu negócio.

4. Divulgue ofertas exclusivas
Investir na divulgação de ações pontuais, promoções e condições exclusivas, é uma estratégia para aumentar o engajamento dos consumidores na página. A partir de boas experiências de compra, os consumidores passam a acompanhar as novidades da marca e sentem-se à vontade para compartilhar com outras pessoas os serviços prestados pela sua empresa.

5. Comemore marcos
Há diversas maneiras de se conectar com seus clientes, uma delas é por meio da divulgação de conquistas e novidades da empresa, em que é possível envolver os seguidores diariamente, formando, assim, uma rede em que todos comemoram as conquistas da marca.

6. Conecte-se com outras redes sociais
Em um cenário em que os consumidores estão conectados a todas as redes sociais, é imprescindível atuar não só no Facebook, mas também no Instagram, Pinterest, Twitter ente outras. Assim, seu cliente pode se conectar com você na rede social que preferir.

7. Avalie os resultados
Mais do que criar a página e fazer as postagens regularmente, é preciso mensurar os resultados para saber se seu trabalho está na direção correta. Utilize o painel administrativo do Facebook e analise se os dados apresentados estão em conformidade com seus objetivos. Explore, também, os quesitos quantitativos e qualitativos da página, assim como os números de curtidas, comentários e compartilhamentos das publicações.

Lições de Mark Zuckerberg para inspirar você

Conheça alguns conselhos do criador do Facebook para empreendedores

 

Quem é que não conhece a história de empreendedorismo do criador do Facebook? Para inspirar você, trouxemos as reflexões sobre características fundamentais de quem busca o sucesso, escritas pelo idealizador e dono de uma das mais valiosas empresas do mundo. Confira:

  • Propósito

 

Zuckerberg tinha como sonho conectar as pessoas através da tecnologia. Como resultado desse sonho ele criou a maior rede social que conhecemos hoje. Foi a união de uma paixão, a resistência diante de muitas dificuldades e um pouco de criatividade para superar obstáculos. Para um resultado de sucesso, é preciso acreditar de verdade no seu trabalho e se empenhar para conseguir sempre o melhor.

  • Valores e ações

 

Você sabia que Zuckerberg nunca chegou a se formar? Isso mesmo! Apesar de ter estudado na universidade de Harvard, ele não conquistou o diploma. Isso não significa que seus anos de estudo não valeram a pena, mas indica que, são os valores e as ações de uma pessoa que constroem um grande profissional. As habilidades e técnicas podem ser adquiridas, mas o interesse em aprender, não.

  • Ousadia

 

Ficar frustado com um plano que não deu certo é completamente normal. Essa é uma situação que acontece com pessoas que têm uma característica em comum: a ousadia. O medo de errar não deve existir para impedir que você crie novos projetos, pelo contrário, ele vai te fazer buscar por possíveis falhas e já pensar em meios de evitá-las. Ou seja, você tem a chance de aprimorar suas ideias.

  • Visão de alcance

 

Não há problema nenhum em começar o seu negócio dentro da sua própria família, com amigos ou em qualquer outra rede de contatos com pessoas próximas. Mas pense grande! Quando Zuckerberg criou o Facebook, inicialmente era apenas para os estudantes de Harvard, e hoje, nós conhecemos a proporção que esse empreendimento tomou.

 

Gostou dessas lições?

Leia também 7 dicas para um pensamento empresarial de sucesso

2019-12-20T12:23:55-03:00agosto 17th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |

Facebook ajuda no crescimento das vendas diretas

Plataforma reúne cerca de 1,35 bilhão de pessoas em todo o mundo, e tem como um dos seus príncipais objetivos auxiliar no crescimento dos negócios de empresas

Em novembro, vice-presidente de Soluções Globais de Marketing para PMEs do Facebook,  Dan Levy, participou de palestra no XIV Congresso Mundial de Associações de Empresas de Vendas Diretas, que foi realizado no Rio de Janeiro. Segundo Levy, “o Facebook é uma extensão da vida das pessoas e um importante canal para conexão entre consultores e consumidores, que cria infinitas oportunidades para pequenos e médios empresários ampliarem suas relações e fazerem seus negócios crescerem”.

Atualmente, mais de 30 milhões de pequenas e médias empresas, o que inclui distribuidores de venda direta, estão presentes no Facebook com páginas próprias. Além disso, 70% das pessoas na rede social estão conectadas a empresas desse porte. “Um empreendedor com uma página no Facebook e um smartphone em mãos tem à disposição uma ferramenta com grande alcance e alto potencial para o desenvolvimento de seus negócios, com agilidade e efetividade”, afirma Levy.

A vice-presidente de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, reafirmou a importância da rede social para ampliar as vendas diretas. “Por meio do Facebook, é possível segmentar as ações de marketing exatamente de acordo com as características e preferências de seus diferentes públicos-alvo. Os consultores já fazem isso há muito tempo, pelo contato pessoal com seus clientes, conhecendo-os profundamente e atendendo-os de maneira personalizada. O Facebook pode ajudar os pequenos empresários a escalonarem seus conhecimentos e suas experiências com vendas por relacionamento”, disse.​

Para Dan Levy, o Facebook abre importantes possibilidades para as marcas das empresas, “dando visibilidade e potencializando as conexões que já existem no mundo real para o ambiente virtual”. A rede social pode, portanto, ser mais um instrumento para estender relações e alavancar as vendas do setor.

Composto por empresas de diversas atividades, como cuidados pessoais, utensílios domésticos, suplementos nutricionais, serviços, entre outros, o setor de vendas diretas movimentou no ano passado cerca de US$ 180 bilhões em todo o mundo e mais de R$ 30,6 bilhões apenas no Brasil, crescimento de 7,2% em relação ao ano anterior. O país está entre os cinco maiores mercados de vendas diretas no mundo.

2019-12-20T14:05:46-03:00novembro 24th, 2014|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , |
Ir ao Topo