Papo Empreendedor: ABEVD na FATEC Ipiranga

Flexibilidade de horário e renda extra. Estes foram os principais benefícios do setor de vendas diretas apresentados pela presidente executiva da ABEVD, Adriana Colloca, em visita institucional ao campus da FATEC Ipiranga, localizada na zona sul, da cidade de São Paulo, no início de setembro.

As empresas de vendas diretas são as oportunidades ideais para os jovens que buscam reforçar o orçamento ou até mesmo conquistarem a independência financeira. O universitário pode aproveitar o contato com amigos e parentes para conseguir renda e ainda ter tempo livre para se dedicar aos estudos.

Com esta visão, Adriana levou a mensagem da ABEVD para o programa Papo Empreendedor, iniciativa do curso de Gestão Comercial da instituição de ensino.

Conduzido pelo professor Márcio Fontoura, o programa mostrou como o público jovem pode usar as vendas diretas para conseguir renda extra e oportunidades de carreira com treinamentos e formações oferecidas pelas empresas. Além disso, Adriana abordou a questão da proximidade que pode facilitar o trabalho do jovem junto aos amigos da universidade e outros grupos sociais.

Parte do projeto de fortalecimento do empreendedorismo brasileiro, a visita à FATEC buscou reforçar o papel da ABEVD junto ao meio empreendedor.

Fonte: ABEVD

 

2019-12-20T14:48:38-03:00outubro 19th, 2018|Categories: ABEVD News|Tags: , , , |

5 dicas para inspirar diferentes gerações de jovens

Veja como juntar tecnologia e tradição para agradar Millenials e Geração Z

Atingir a população mais jovem é um desejo de qualquer mercado, o que inclui, claro, o setor de vendas diretas. Porém, o que causa apelo aos mais velhos não é o mesmo para as novas gerações, certo? Não é bem assim. Pesquisas apontam que o melhor é misturar o que há de mais atual em termos de tecnologia com valores tradicionais.

Quando falamos da Geração Z, nos referimos aos que possuem menos de 20 anos. Já os Millenials, ou geração Y, estão entre 2º e 35 anos. Ambos possuem semelhanças, como o uso de mídias sociais e as famosas selfies. Além disso, as duas gerações desejam ser seus próprios chefes, o que tem muito a ver com as vendas diretas.
Por isso, veja cinco dicas que farão as gerações mais jovens se engajarem pela sua empresa e produto.

Marcas e produtos precisam ter um rosto
Ainda que as selfies tenham sido iniciadas com os Millenials, foi a Geração Z que as adotaram com todo o coração. Porém, ambos enchem seus perfis nas redes sociais com fotos que capturam todos os momentos de suas vidas e esperam que as empresas façam o mesmo. Mais: querem que as empresas interajam com eles da mesma forma que seus amigos, só que de forma autêntica. Apareça!

Saiba quais redes sociais eles gostam
Todo jovem tem um perfil no Facebook, assim como seus pais, tios e professores. Ou seja, essa é a rede social que funciona como um pontapé inicial apenas. Eles estão também espalhados em diversas outras plataformas. Para atingi-los, você vai ter que saber onde eles estão. Além disso, os mais jovens não costumam ser atingidos por propagandas tradicionais. Saiba como usar essas novas plataformas.

Valores tradicionais, mas com espírito de mobile
Os Millenials e Geração Z cresceram com o que há de mais atual em termos de tecnologia, mas ainda desejam muitos dos valores cobiçados pelos mais velhos. Isso inclui casamento, filhos e comprar uma casa, ainda que não tão cedo como as gerações mais antigas fizeram. Da mesma forma, eles abraçam tudo que tenha de mais moderno quando o assunto é tecnologia. Assim, fique atento para saber juntar as duas coisas.

Produtos de qualidade o tempo todo
Ok, a Geração Z não é adepta à lealdade de marca como as mais antigas. O que eles querem é produtos de qualidade e se sentem muito à vontade para trocar de marca se assim acharem melhor. Isso porque eles sabem pesquisar qual o melhor produto e serviço disponível. Eles querem algo que dialogue com o estilo de vida deles, que seja novo e moderno. Apenas uma marca famosa não vai atraí-los. Tenha sempre isso em mente.

Faça a diferença
Uma coisa que liga diretamente os mais jovens com os mais velhos é a vontade de fazer a diferença. Os mais novos, porém, são também mais impacientes, da mesma forma que são mais abertos às diferenças. Eles querem arrumar tudo o que há de errado no mundo, incluindo alguns assuntos mais controversos. Entender quais as bandeiras que eles levantam é primordial para conseguir dialogar com essas gerações.

Tenha sempre em mente que as novas gerações serão os próximos empreendedores. Eles esperam, principalmente, que os produtos que irão comprar seja um reflexo das ideias que abraçam.

2019-12-20T14:52:37-03:00novembro 25th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , |
Ir ao Topo