Início/Adicionar código antes da tag </head>. oportunidades

Expo ABEVD reúne executivos, empreendedores e fornecedores de Vendas Diretas

Simultaneamente ao Congresso Nacional de Vendas Diretas, a ABEVD realizou, pela primeira vez, uma feira do setor. A Expo ABEVD reuniu executivos, empreendedores e fornecedores das vendas diretas e se mostrou uma grande oportunidade para troca de informações e realização de novos negócios.

Entre os expositores estavam grandes empresas de vendas diretas e de fornecedores que apresentaram e divulgaram projetos, produtos, novidades e tendências para o setor. A Expo ABEVD foi aberta ao público em geral e recebeu ainda outros interessados em conhecer mais sobre o mercado, identificar players e oportunidades.

Fonte: ABEVD

2º Congresso Nacional de Vendas Diretas está com inscrições abertas

Evento reunirá mais de 600 profissionais do setor em São Paulo

Estão abertas as inscrições para o 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas. Realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), representante oficial do setor no Brasil, o evento está marcado para o dia 7 de maio, no Villa Blue Tree, em São Paulo.

Após o sucesso da edição do ano passado, o Congresso de 2019 terá a programação ampliada e contará com a presença de importantes nomes nacionais e internacionais para discutir temas relevantes como tributação, vendas, marketing, inovação, tecnologia e muito mais.

Além de debater assuntos fundamentais para as vendas diretas, o Congresso apresentará ideias transformadoras, novas experiências e cases de sucesso que são tendências no Brasil e no exterior.

Oportunidade única para fazer negócio, o maior evento do setor na América Latina reunirá mais de 600 profissionais do mercado, entre eles os principais tomadores de decisão e líderes de áreas estratégicas.

“O 2º Congresso Nacional de Vendas Diretas é a oportunidade para que os integrantes do setor se atualizem e vejam novos horizontes para as empresas. Vamos trazer tendências e apresentar boas práticas que já são vivenciadas no exterior e podem ser aplicadas no Brasil,” comenta Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.

Entre as novidades para este ano, o Congresso contará com tradução simultânea, material de apoio e certificado de participação.

Os ingressos já estão disponíveis e podem ser adquiridos por meio do site: congressonacional.staging7.abevd.org.br

O valor de investimento é de R$ 850,00 para não associados à ABEVD e R$ 500,00 (até 19/4) para associados. Entre 20/4 e 7/5, o valor para associados será de R$ 700,00.

Para mais informações, acesse o site da ABEVD: www.staging7.abevd.org.br ou envie um e-mail para [email protected]

 

SERVIÇO

2º Congresso Nacional de Vendas Diretas da ABEVD

Data: 7 de maio de 2019, das 8h30 às 17h30

Villa Blue Tree – R. Castro Verde, 266, Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP

Inscrições pelo site: congressonacional.staging7.abevd.org.br

Associados ABEVD: R$ 500 (até 19/4); R$ 700 (entre 20/4 e 7/5)

Não Associados: R$ 850

Mais uma oportunidade bate na porta: a Venda Direta no atual cenário político e econômico

* Por Fernanda Cabrini

Um novo ciclo se iniciou na política brasileira e, com ele, novas esperanças e oportunidades para a venda direta. Congressistas jovens e conectados, distribuídos em uma configuração fragmentada, menos partidária e mais temática. Esta é a realidade e impele o canal da venda direta a revisitar e atualizar a estratégia de participação na formulação de políticas públicas.

O recorde de 595 proposições apresentadas só na primeira semana de legislatura, se por um lado apresenta um desafio de zelar pela qualidade e efetividade dos projetos e não perder o foco necessário para discutir temas estruturantes de nossa realidade, por outro, revelam a oportunidade de a entidade apresentar o impacto socioeconômico e dar visibilidade para a ética e todo potencial propulsor do setor para o país, sobretudo frente aos altos índices de desemprego.

Reformas estruturais, começando pela Previdência, começam a se delinear e o setor já se mobiliza para assegurar sua participação no processo, reforçando os pilares fundamentais do canal – formalidade, ética e inovação – e assegurando a independência e flexibilidade dos empreendedores da venda direta, características valorizadas e reconhecidas por eles.

Na perspectiva tributária, a entidade continuará trabalhando em prol da equidade, para evitar os atuais desequilíbrios quando comparamos a venda direta a outros canais e assegurar que, as empresas do canal continuem assumindo as obrigações fiscais dos empreendedores da venda direta perante o Fisco, mediante a prática da substituição tributária.

Ainda está em jogo a capacidade do Governo Federal se sustentar e conseguir as aprovações de reformas estruturais, assim como dar vazão aos 35 itens da pauta prioritária. Os 100 primeiros dias de Governo serão decisivos para consolidar o cenário, mas, com a definição das comissões no Legislativo, as táticas de negociação ficam mais claras para todos os atores.

Enquanto canal de venda direta, nos cabe evidenciar para os mais diversos stakeholders, o robusto impacto socioeconômico que a atividade traz para mais de 4,1 milhões de pessoas no Brasil, assim como continuar zelando por níveis de conduta ética para que as relações entre empresas associadas, empreendedores diretos e consumidores sigam baseadas na confiança e na integridade.

Desta forma, a ABEVD deve se fazer presente nas importantes discussões que definirão os rumos do país e continuar apoiando o setor não só na defesa de interesses do canal, mas também na promoção de mudanças estruturais que garantam a segurança jurídica necessária para o setor seguir em uma crescente.

* Fernanda Cabrini é gerente de relações governamentais da Avon é Coordenadora do Comitê de Assuntos Institucionais da ABEVD 

2019-12-20T14:33:44-03:00fevereiro 15th, 2019|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , |

Explore o potencial das redes sociais para as vendas

Descubra como a internet pode auxiliar o relacionamento com seus clientes

Já pensou em utilizar as redes sociais para melhorar o relacionamento e engajar os seus clientes? Ampliar as experiências de compra por meio das mídias digitais é uma ótima maneira de prolongar momentos de encanto, de entender as necessidades e de monitorar as manifestações de interesses e de opiniões e dos consumidores.

Além de criar um canal de suporte e de rápido atendimento, as redes sociais transformam-se em fóruns de discussão e ambientes de troca de informações, onde os seus serviços e produtos podem alcançar novos clientes potenciais.

Para explorar o potencial das redes sociais como ferramenta para aumentar e melhorar as experiências de compra e venda é preciso atentar-se aos detalhes, por isso, separamos algumas dicas para você, confira:

  • preste atenção nos comentários ou perguntas sobre sua empresa;
  • certifique-se de que você está compartilhando seus posts com sua lista de contatos;
  • procure oportunidades para surpreender e encantar seus clientes;
  • monitore o comportamento de seus clientes;
  • planeje estratégias para promover seu serviço;
  • promova pesquisas de satisfação do cliente após as vendas;
  • mantenha o controle de menções sobre seu negócio nas mídias sociais;
  • aproveite a oportunidade para gerar novos negócios.

Fonte: Hubpost 

2019-12-20T14:59:38-03:00janeiro 18th, 2016|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , , |

35 anos de ABEVD

Em evento, executivos relembram a trajetória da Associação e traçam perspectivas para as vendas diretas

Durante encontro realizado em São Paulo, na última sexta-feira (11 de dezembro), a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas celebrou os 35 anos de sua fundação. Ao relembrar sua trajetória, a ABEVD destacou os caminhos percorridos para, hoje, figurar como representante de uma das cinco potências do mercado de vendas diretas do mundo.

Com a presença de presidentes das principais empresas do segmento, o evento promoveu mesas de debates sobre tendências e perspectivas para as vendas diretas nos próximos anos. Confira o que aconteceu durante os painéis:

Futuro das vendas diretas

Moderado pelo presidente da ABEVD, Moacir Salzstein, o primeiro debate contou com a presença de Roberto Lima, da Natura, de Gioji Okuhara, da Herbalife, e de Odmar Almeida, da Amway.

Em reflexão sobre a utilização de novas tecnologias para realizar as vendas diretas, os executivos discutiram sobre empreendedorismo, geração de valor e criação de diferenciais para o mercado.

A história da ABEVD por seus protagonistas

O segundo painel de debate trouxe ex-presidentes e executivos que participaram da formação e da disseminação dos valores e das missões da venda direta no Brasil. Sob o comando do atual sócio fundador da agência Cause e ex-diretor de Relações Institucionais da Natura, Rodolfo Guttilla, a discussão contou com a participação de João Maggioli, que foi gerente geral da Avon, Nature’s Sunshine e Nu Skin; Paulo Quaglia, atual sócio do escritório DPLaw Sociedade de Advogados e ex-vice-presidente do Departamento Jurídico da Avon; e Guilherme Leal, sócio fundador da Natura.

Perspectivas e oportunidades para as vendas diretas

Durante o terceiro debate, o diretor de Inovação Comercial da Natura, José de Luca; o diretor de Vendas e Eventos da Herbalife, Jordan Rizetto; o diretor de Vendas da Avon, Emerson Teixeira; e a consultora da Natura, Linda Satie, discutiram, sob a mediação de Maria Elisa Curcio, diretora de Assuntos Governamentais (Brasil e Países Andinos) da Avon, a multicanalidade e a influência do e-commerce no mercado brasileiro, considerando a tendência do varejo e as alternativas para as vendas diretas.

Tendências no mercado consumidor das vendas diretas

Para finalizar o encontro, as empresas de pesquisa Kantar Worldpanel Brasil e HelloResearch e a consultoria FullCommerce apresentaram dados sobre as tendências de consumo do mercado consumidor, com moderação de Rodrigo Sanches, diretor de Business Suport da Jequiti.

2019-12-20T11:14:07-03:00dezembro 16th, 2015|Categories: ABEVD News|Tags: , , , , |

Três dicas para atrair os jovens para o mercado de vendas diretas

Desenvolver talentos é um dos diferenciais das empresas que investem em atrativos para novos profissionais

Em busca de suas primeiras experiências no mercado de trabalho, os jovens tendem a estar mais dispostos a aprender e a vivenciar novas experiências. Confortáveis com tecnologias, livre de hábitos e crenças mais arraigadas e apaixonados pelo compartilhamento de ideias e de conhecimento com outras pessoas, eles se adaptam aos processos de aprendizado e rapidamente desenvolvem habilidades para lidar com um negócio de venda direta.

Atentas a essa nova postura, muitas empresas passaram a desenvolver métodos para ficar em sintonia com os gostos e desgostos do público. Ao trabalhar de forma consistente, a construção de equipes passou a acontecer de forma mais eficaz, uma vez que os gestores passaram a reunir jovens representantes de vendas que são independentes, autodisciplinados e comprometidos com os objetivos da marca.

Apesar da preocupação com o futuro, o jovem profissional em formação, em sua maioria estudantes, tendem a enxergar a venda direta como um meio que viabiliza a realização de outros planos de vida. Mas, como incentivá-los a ficar nesse mercado? Confira algumas dicas para tornar o seu negócio mais atrativo para os jovens:

1 – Ofereça a oportunidades
Mais do que assegurar ao jovem uma oportunidade de ingressar no mercado de trabalho, é essencial que a empresa estimule o desenvolvimento de habilidades e reforce a importância de alguns valores, como a perseverança, ética e respeito nas relações profissionais e pessoais. Investir em capital humano e valorizar as etapas de aprendizado, assim como o empenho do jovem no cotidiano do mercado de vendas diretas, é um investimento no início de uma trajetória profissional e na formação de vendedores capacitados.

2 – Proporcione uma experiência divertida
O desenvolvimento de programas e atividades que proporcionam momentos de diversão pode ser fundamental para o recrutamento e a retenção de jovens talentos à frente das vendas diretas.

Investir em programas de treinamento e reuniões para compartilhamento de experiências e desenvolvimento de atividades em grupo pode ser um atrativo para os jovens. Uma vez que eles precisam focar no networking e no aprendizado diário, atividades desse tipo propiciam a construção de relacionamentos, fundamentais para envolvê-los nas atividades de mercado.

3 – Não tente reinventar a roda
Sua empresa se destaca no mercado e já possui processos bem definidos que caracterizam suas atividades diárias? Então, invista no aperfeiçoamento das etapas e não em sua reinvenção. Aproveite os novos talentos para incorporar inovações e tecnologias para melhorar suas atividades.

Identifique habilidades e desenvolva-as juntamente com seus projetos. Ao investir no talento dos jovens, é possível modernizar a abordagem de vendas no mercado, identificar novos perfis de clientes-alvo e estabelecer uma relação de confiança entre a equipe, os revendedores e os clientes.

2019-12-20T15:10:32-03:00setembro 14th, 2015|Categories: ABEVD Clipping|Tags: , , , , , |
Ir ao Topo