Um dos mais antigos e tradicionais canais se mantém devido ao contato pessoal do revendedor direto com o cliente

 

A cada dia, o mercado está com consumidores mais exigentes e ávidos por novidades. Qualquer atraso no atendimento, ou nas inovações, pode se tornar um risco para os negócios. Porém, outro desafio é que, ao mesmo tempo em que o cliente deseja modernidade, ele também procura o atendimento próximo e pessoal.

Este mercado é, talvez, uma das maneiras mais tradicionais de chegar ao cliente. Por meio do trabalho feito por revendedores diretos, a venda direta é uma forma clássica, que proporcionou o desenvolvimento do varejo ao longo dos tempos. Além disso, pode ser uma estratégia de distribuição e possui muitas características que agradam os diferentes perfis de clientes.

A venda direta possui uma estrutura da qual o revendedor direto vai até o cliente, fazendo com que esse método traga conforto e flexibilidade, tanto para quem trabalha como para quem é atendido. Outro ponto importante é que ao aumentar a capilaridade de distribuição da empresa com a venda direta, o público passa a conhecer a marca, uma vez que haverá mais pessoas divulgando os produtos, demonstrando as funcionalidades e passando informações.

Vantagens da venda direta

Muitas vezes, o cliente quer ter uma pessoa em quem confia para explicar o produto ou serviço. Só por meio de um revendedor direto é possível explicar todas as funcionalidades dos produtos, por exemplo.

O revendedor também deve ser tratado como cliente, uma vez que é ele quem está em contato com a marca antes do consumidor final. Ele precisa ser fidelizado e estabelecer laços com o negócio, para que, ao revender os produtos, ele também passe essa imagem aos clientes.

A chave para o sucesso da venda direta é a qualidade do produto ou serviço oferecido e o relacionamento Marca, Revendedor e Cliente. Estabelecendo uma relação verdadeira e uma estrutura de trabalho de sucesso, Todos só têm a ganhar!