Mais de 100 pessoas participaram do evento no Blue Tree Transatlântico Convention Center

Adriana Colloca, presidente da ABEVD, durante a abertura

A 4ª edição do Seminário Jurídico e Ética em VD, organizado pela Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), atraiu mais de 100 profissionais do setor. O evento, realizado no Blue Tree Transatlântico Convention Center nesta quarta-feira (17), proporcionou um ambiente ideal para ampliar conhecimentos, promover networking e discutir questões éticas fundamentais que permeiam as vendas diretas.

Com mesas redondas de forma inédita no evento, foram  abordados temas como Limites Éticos e Legais da Inteligência Artificial nas Vendas Diretas, Boas Práticas para Assegurar o Empreendedor Autônomo, Estruturação Jurídica e Tributária de Modelos Digitais de Vendas Diretas, Métricas de Prevenção a Fraudes e Proteção de Dados, e Gestão Ética nas Relações Comerciais, o evento se destacou como um importante fórum de debate para profissionais do setor.

Adriana Colloca, presidente Executiva da ABEVD, expressou a satisfação com a participação ativa dos profissionais presentes, destacando a importância de discutir os desafios  jurídicos e tributários para preparar o setor para essas mudanças, como a Reforma Tributária. “É um evento super importante na medida que a gente estimula e fomenta a discussão. Essa troca de conhecimento e experiências, contribuem para a qualificação e reputação, elevando o nível do setor.”, completa.

Painéis possibilitaram a apresentação de novidades do setor

Durante as mesas redondas foram ressaltadas as necessidades de revisão nos processos empresariais com as mudanças tributárias, incluindo aspectos logísticos e fiscais, e a importância de comitês internos multidisciplinares para abordar questões relacionadas à tecnologia, logística, fiscalidade, sustentabilidade e entre outros. A digitalização, compartilhamento de dados e a IA também foram um ponto alto nas questões de ética”, completou.

O evento também proporcionou insights valiosos compartilhados por palestrantes renomados, como Bruno Mannarino da Tupperware, Kassia Reis e Letícia Berenstein da Natura, Tiana Alho da Hinode, entre outros especialistas que apresentaram as conclusões do dia. Com uma abordagem para enfrentar os desafios impostos pelas mudanças no cenário tributário, o seminário demonstrou ser um espaço essencial para promover troca de experiências “Realizamos anualmente e mais uma vez foi excelente”, conclui.

Para Nina Matos, representante jurídico da Natura, o seminário foi muito rico, destacando o trabalho autônomo e a garantia da liberdade. “Foram muitas trocas de ideias de boas práticas, realmente muito proveitoso. Já para Daniel Maya, que participou da mesa redonda de discussão da estruturação das operações de venda direta no meio digital na questão tributária. “ Falamos  sobre a reforma tributária e seus efeitos, mas principalmente como as empresas terão de se preparar para isso. Os debates foram muito interessantes, por ser a oportunidade de ouvir os consultores e gestores, colaborar e ouvir as empresas que faz a riqueza e o desenvolvimento desse setor”, finaliza.

Mesas redondas, modelo realizado pela primeira vez, foram muito positivas

SOBRE A ABEVD

Criada em 1980, a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) é uma entidade sem fins lucrativos que busca promover e desenvolver a venda direta no Brasil, bem como representar e apoiar empresas que comercializam produtos e serviços por meio do relacionamento dos empreendedores independentes com seus consumidores finais. Atualmente, cerca de 3,5 milhões de empreendedores independentes atuam em diferentes categorias, como produtos de saúde, beleza, utilidades domésticas, vestuário, alimentos, joalheria, entre muitos outros.

A ABEVD também compõe a World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA), organização que congrega as associações nacionais de vendas diretas existentes no mundo e, por isso, segue os códigos de ética implantados por suas filiadas, que representam mais de 70 países.