Idea Sustentável – None – HOME – 27/11/2013
imgExtranet_2_1d75c40f-f690-445f-93b1-1bab24ce21be

O vice-presidente de Finanças e Relações Institucionais da Natura, Roberto Pedote, acaba de ser eleito novo membro do Conselho de Stakeholders, representando o segmento Empresas, dentro da estrutura de governança da Global Reporting Initiative (GRI), responsável por assessorar o board em questões estratégicas. O mandato tem duração de três anos, com início em janeiro de 2014.

A principal atuação do executivo no cargo será definir e monitorar as iniciativas do Conselho de Administração em questões estratégicas, além de engajar analistas financeiros e investidores na valorização de temas socioambientais na estratégia corporativa.

A Global Reporting Initiative é uma organização sem fins lucrativos, cujo principal trabalho é a criação de diretrizes e indicadores para a elaboração de relatórios de sustentabilidade, por meio de uma rede de diálogo multistakeholder global.

Além do Conselhor da GRI, Roberto Pedote também é membro do Conselho do International Integrated Reporting Council (IIRC), organização internacional que propõe os princípios para a elaboração de relatórios integrados. “Algumas empresas nacionais já fazem um bom relato dos impactos sociais e ambientais. O desafio é integrá-los e correlacioná-los na dinâmica do negócio, incluir este olhar e agir no sistema de gestão da empresa.”, diz Pedote.

Sobre a Natura

Fundada em 1969, a Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza e líder no setor de venda direta no Brasil, com uma receita líquida anual superior a R$ 6,3 bilhões. A companhia conta com quase 7 mil colaboradores, que atuam nas operações do Brasil, Argentina, Chile, México, Peru, Colômbia e França. A paixão pelas relações fez a companhia adotar a venda direta como modelo de negócios e atualmente reúne mais de 1,573 milhão de consultoras, que disseminam a proposta de valor da empresa aos consumidores.

A Natura acredita na inovação como um dos pilares para o alcance de um modelo de desenvolvimento sustentável. No ano passado, destinou R$ 158,9 milhões em inovação e lançou 104 itens. Este investimento fez com que a empresa atingisse um índice de inovação, percentual da receita proveniente de produtos lançados nos últimos dois anos, de 67,2%. Por conta da atuação consistente ao longo de anos num comportamento empresarial alinhado com a sustentabilidade, a Natura foi eleita, pelo segundo ano consecutivo, como a segunda empresa mais sustentável do mundo – e primeira do hemisfério sul – no ranking Global 100, da organização canadense Corporate Knights.

A companhia é apoiadora da Plataforma Liderança Sustentável, movimento que visa inspirar, conectar e educar jovens líderes para os desafios da sustentabilidade corporativa. Alessandro Carlucci, diretor-presidente da Natura, é um dos inspiradores do movimento. Confira depoimento exclusivo do líder em: https://www.youtube.com/watch?v=_Spv5Lq4Iqk.

Mais informações:

[email protected]

Artigo original